5 removedores de placa bacteriana que funcionam

5 de dezembro de 2018
Para ter uma boa saúde bucal devemos escovar os dentes durante um mínimo de 2 minutos, utilizar o fio dental e finalizar com um enxaguante bucal.

Sua boca é a única parte de seu corpo que não possui um mecanismo natural para esvaziar sua superfície. Isso a torna um lugar perfeito para o crescimento de bactérias e, por conseguinte, placa bacteriana.

Enquanto você está lendo este artigo, cerca de 600 espécies de bactérias estão a espreita dentro de sua boca. Muitas delas se fixando à superfície dos dentes.

Conheça a seguir 5 removedores da placa bacteriana que realmente funcionam.

1. A escova de dente é um ótimo removedor de placa bacteriana

Sua primeira linha de defesa contra a placa é, logicamente, a escovação dos dentes.

Para evitar a acumulação da placa é necessário escovar os dentes pelo menos duas vezes por dia. Além disso, a escovação deve durar no mínimo dois minutos. Deve ser com pasta de dente com flúor e com uma escova de dente com cerdas suaves.

Preste atenção a todas as superfícies dos dentes e da língua. As cerdas da escova devem ser curtas e verticais, mas você não deve fazer muita pressão durante a escovação.

Também pode te interessar: O que acontece com nosso corpo quando passamos muito tempo sem escovar os dentes

Escova de dente é um dos mais eficientes removedores de placa bacteriana

Quando terminar a escovação, enxágue sua escova de dente, agite-a e deixe-a secar completamente. De acordo com Howard Sesemann, presidente da Academia Americana de Odontologia Cosmética, não importa se você utiliza uma escova de dente manual ou elétrica, o importante é seguir sempre as técnicas adequadas de escovação.

2. O fio dental ajuda a remover a placa bacteriana

A placa se esconde entre os dentes. Por isso até a mais rigorosa escovação não pode se desfazer de todo o seu conteúdo. Aqui é onde entra o uso do fio dental.

Os especialistas recomendam usar o fio dental pelo menos uma vez por dia. Use a ajuda de cerca de 45 centímetros de fio envolto ao redor dos dedos indicadores para conseguir limpar todos os dentes e a parte de trás dos dentes.

Leia também: Dicas para cuidar dos dentes contra infecções

3. O enxaguante bucal é um dos mais eficientes removedores de placa bacteriana

O enxaguante bucal é um dos mais eficientes removedores de placa bacteriana

Existe outro passo importante na luta diária contra a placa dentária: o enxaguante antimicrobiano. Depois de escovar os dentes e usar o fio dental, um bom enxaguante bucal pode desinfectar sua boca.

Alguns enxaguantes bucais contêm substâncias que combatem a placa, como o fluoreto, gluconato de clorexidina, citrato de zinco e triclosan, mas os produtos a venda com receita serão mais fortes.

Advertimos, no entanto, que muitos enxaguantes bucais possuem um alto conteúdo de álcool, assim que não é recomendado para as crianças, o melhor é obter enxaguantes totalmente naturais.

Busque por produtos com óleo de menta, óleo de árvore do chá ou extrato de semente de toranja. 

4. A dieta adequada

Alguns alimentos são obviamente ruins para a saúde de nossa boca. Refrigerantes, barras de chocolate, balas, etc. Todos nós sabemos que este alimentos vão causar estragos em nossos dentes. Outros alimentos, no entanto, podem ser bons para o nosso corpo, mas não tão bom para a boca.

Frutas de cor escura, por exemplo, podem aumentar a incidência de placa bacteriana e de manchas nos dentes devido ao seu alto conteúdo em açúcar e ácido (ainda que o açúcar natural seja muito menos danoso que o açúcar refinado).

As verduras, por outro lado, são boas para todo nosso organismo. Possuem pouco açúcar e ácidos, por isso não causam a placa e as manchas, e se são crocantes, o movimento de mastigação faz com que os dentes sejam escovados e a boca produz saliva útil, que é a defensora da placa natural do corpo.

5. Ir ao dentista pelo menos duas vezes ao ano para remover a placa bacteriana

Para tirar o máximo proveito de uma boa escovação, uso de fio dental e uso habitual de enxaguante bucal, consulte o seu dentista duas vezes por ano.

Além de realizar uma limpeza profunda, seu dentista identifica os pontos problemáticos e detém problemas como a gengivite, cáries e outras doenças na gengiva.

Se você é uma pessoa particularmente propensa aos ataques de placa, seu dentista também pode aplicar uma fina capa de selador nas superfícies de mastigação dos dentes.

Montes, M. (2010). Placa Bacteriana. Servicio de Odontología. https://doi.org/10.1177/014272379101103201

Bascones Martínez, A., Mudarra Morantes, S., & Perea Pérez, E. (2002). Antisépticos en el tratamiento de la enfermedad periodontal. Av Periodon Implantol. https://doi.org/10.4321/S1699-65852002000300002

Harris, N. O., & García-Godoy, F. (2005). Odontología Preventiva Primaria. Odontología Preventiva Primaria.

Miranda, J. H., Haz, A. H., & de Pinillos Valerdi, M. M. (1976). Placa bacteriana dentaria. Boletin de Informacion Dental.

Bascones, A., & Morante, S. (2006). Antisépticos orales: Revisión de la literatura y perspectiva actual. Avances En Periodoncia e Implantología Oral. https://doi.org/10.4321/S1699-65852006000100004