5 remédios naturais para tratar o vírus do Papiloma Humano

27 Novembro, 2019
Neste artigo, apresentamos alguns remédios naturais para tratar o vírus do papiloma humano. Estes tratamentos contribuem para eliminar a infecção que produziu o vírus (HPV).

O vírus do papiloma humano (HPV) é uma doença sexualmente transmissível que, em alguns casos, pode levar a vários tipos de câncer, segundo este estudo realizado pela Biblioteca Nacional Pública dos Estados Unidos. É muito importante diagnosticar essa doença, realizar um tratamento adequado e fazer o possível para que não apareça novamente no organismo na forma de lesões, que mencionaremos a seguir.

Descubra alguns remédios naturais para tratar o vírus do papiloma humano no artigo a seguir.

O que saber sobre o vírus do papiloma humano?

Como primeiro passo, é muito importante estar informado sobre essa patologia, a fim de evitar sua transmissão e desenvolvimento.

O HPV é uma das doenças sexualmente transmissíveis mais comuns. Em muitos casos, não apresenta sintomas visíveis e, por isso, muitas pessoas não sabem que estão infectadas. Dessa forma, o risco de transmissão é enorme.

Existem cerca de 200 tipos de vírus dentro desse grupo, alguns com maior risco de malignização (transformação em câncer) do que outros Destes, apenas cerca de 40 provocam lesões genitais visíveis.

O vírus do papiloma humano provoca lesões nas membranas mucosas e na pele, em forma de condilomas ou verrugas, especialmente nos sistemas reprodutivos feminino e masculino.

Essas lesões são temporárias e, tratadas adequadamente, desaparecem após cerca de um ano, mas o vírus não desaparece.

É por isso que é muito importante realizar exames ginecológicos periódicos (a cada 2 anos, de acordo com as recomendações mais recentes), a fim de detectar a doença, independentemente de ter ou não apresentado sintomas visíveis. Os exames realizados são:

  • O exame de Papanicolaou: ou citologia cervical. É um teste que permite retirar células da área e verificar se elas apresentam características cancerígenas, conforme estudo realizado pela Universidade Federal de Céara (Brasil).
  • Colposcopia: exame da vagina e do colo do útero com um amplificador de imagem óptico que permite ver as lesões.

No caso dos homens, um exame visual pode ser suficiente, uma vez que as lesões aparecem no pênis e nos testículos. Em ambos os sexos, também podem se desenvolver no ânus.

Recomendamos que você leia: Dor nos ovários: sintomas de um problema maior

Prevenção e tratamento do vírus do papiloma humano

o vírus do Papiloma Humano

O risco de contrair o vírus do papiloma humano está diretamente relacionado à idade de início da relação sexual, ao número de parceiros ao longo da vida e, é claro, às medidas de proteção usadas durante a relação sexual.

Assim, a faixa de 20 a 24 anos é a mais afetada pela transmissão dessa doença atualmente. À medida que a idade aumenta, os casos diminuem. Acredita-se que seja porque os relacionamentos se tornam mais estáveis e monogâmicos.

Em qualquer caso, a prevenção é muito importante, portanto, recomenda-se o uso de preservativos durante as relações sexuais e a realização de exames periódicos (tanto homens como mulheres).

Há também uma vacina. Segundo a Biblioteca Nacional de Medicina dos EUA (MedlinePlus), sua aplicação é especialmente indicada em crianças entre 11 e 12 anos de idade. A faixa etária e a recomendação variam de 9 a 26 anos.

Quando as verrugas genitais aparecem, os ginecologistas podem optar por eliminá-las, conforme indica este estudo realizado pela Universidade de Zulia (Venezuela) através de:

  • Topologias de ácido especiais.
  • Crioterapia (congelamento da área).
  • Incisões electrocirúrgicas (com eletricidade de alta voltagem).

Atualmente, não há um tratamento específico para erradicar o vírus do papiloma humano. No entanto, você pode usar diferentes remédios naturais para evitar o aparecimento recorrente de verrugas e infecções.

É essencial lembrar que esses remédios não curam a doença nem erradicam o vírus, apenas ajudam a reduzir seus sintomas visíveis (verrugas ou condilomas, por exemplo).

Se aparecerem lesões desse tipo, é necessário ir ao médico para que todos os estudos apropriados sejam realizados e se não houver lesões objetivas, os exames preventivos devem ser realizados, como mencionado anteriormente.

Remédios naturais para reduzir o aparecimento de lesões

Por diferentes razões – entre elas, alterações hormonais e emocionais – o HPV ativa e produz lesões. O objetivo dessas receitas caseiras é que nosso sistema imunológico seja fortalecido e o vírus não tenha a possibilidade de ‘sair da letargia’ em que se encontra:

1. Alho

o vírus do Papiloma Humano

As propriedades do alho para a nossa saúde são inúmeras: é um potente antimicrobiano, de acordo com este estudo da Universidade de Idaho, graças à ação da alicina, um de seus principais componentes. Você pode tomar cápsulas de alho refinadas (que podem ser obtidas em lojas de alimentos naturais) ou aumentar a ingestão de alho em suas refeições.

2. Óleo da árvore do chá

É um dos remédios mais usados ​​para tratar verrugas genitais, mas é muito perigoso e, por isso, não recomendamos. Este estudo realizado pelo Hospital de Navarra destaca as irritações e os efeitos colaterais que pode causar.

3. Óleo de rícino

o vírus do Papiloma Humano

Esse conhecido remédio não é recomendado em nenhuma circunstância. Não é cientificamente reconhecido para o uso tópico, nem há indicações de que sua ingestão beneficie a condição.

4. Mel e própolis

Os produtos derivados das abelhas são excelentes antibacterianos, de acordo com este estudo da Universidade Estadual de Washington. Você pode consumi-los de várias maneiras:

  • Tome uma colher de mel ou própolis todas as manhãs antes do café da manhã ou passe em um biscoito ou uma torrada.
  • Misturado com uma infusão, embora a água fervente possa causar a perda das propriedades desses produtos.

Veja também: 9 coisas que acontecem quando você começa a comer mel todos os dias

5. Sucos

o vírus do Papiloma Humano

Outra forma de fortalecer as defesas é por meio da ingestão de sucos cítricos, como de laranjas, toranjas ou limões, conforme informações deste estudo da Universidade de Otago (Nova Zelândia).

Eles têm um alto teor de vitamina C que ajuda nas defesas e constitui uma parte importante de qualquer dieta saudável. Idealmente, tome pela manhã com o estômago vazio.

Em conclusão, o vírus do papiloma humano é um problema de saúde generalizado e silencioso em muitos casos que deve ser detectado e tratado o mais rápido possível.

Para prevenir e melhorar as lesões causadas, alguns desses remédios naturais podem ajudar.

  • Walboomers, J. M. M., Jacobs, M. V., Manos, M. M., Bosch, F. X., Kummer, J. A., Shah, K. V., … Muñoz, N. (1999). Human papillomavirus is a necessary cause of invasive cervical cancer worldwide. Journal of Pathology. http://doi.org/10.1002/(SICI)1096-9896(199909)189:1<12::AID-PATH431>3.0.CO;2-F
  • Braaten, K. P., & Laufer, M. R. (2008). Human Papillomavirus (HPV), HPV-Related Disease, and the HPV Vaccine. Reviews in Obstetrics & Gynecology.
  • Carr, A.C.,Maggini, S. (2017).Vitamina C and immune function. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4976131/
  • Becerra Torrejón, Darwin José., Cabrera Ureña, Janette Claudia.,Solano, Marco. (2016). Efecto antibacteriano de la miel de abeja en diferentes concentraciones frente a Staphylococcus aureus. http://www.scielo.org.bo/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1817-74332016000200007
  • VV.AA. (2015). Efectos secundarios de la aplicación tópica de un aceite de esencial. Dermatitis alérgica de contacto a aceite de árbol de té.http://scielo.isciii.es/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1137-66272015000100023
  • VV.AA. (2011).Investigating Antibacterial Effects of Garlic (Allium sativum) Concentrate and Garlic-Derived Organosulfur Compounds on Campylobacter jejuni by Using Fourier Transform Infrared Spectroscopy, Raman Spectroscopy, and Electron Microscopy.https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3147487/
  • VV.AA. (2015).Tratamiento de las verrugas genitales: una actualización.https://scielo.conicyt.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0717-75262015000100012
  • VV.AA. (2010).Examen de papanicolaou: factores que influyen a las mujeres a no recibir el resultado.http://scielo.isciii.es/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1695-61412010000300007