3 conselhos para tratar as câimbras

A prática de alongamentos costuma ser muito efetiva tanto para prevenir quanto para aliviar as câimbras. As massagens também podem nos ajudar a controlá-las.

Todos, em algum momento da vida, sofremos com as câimbras. Pode ser que inclusive antes de conhecermos o termo.

O formigamento, o incômodo e a dor estão presentes quando se trata de câimbras. Além disso, podem aparecer em qualquer região do corpo.

Os “culpados”, por assim dizer, são os músculos, já que é neles quee tudo começa. Porém, há pessoas que têm maior probabilidade de serem afetadas do que outras.

Se você quer saber mais sobre o assunto, continue lendo!

As câimbras

3 conselhos para tratar as câimbras

As câimbras são contrações involuntárias a nível muscular. Chegando nesse ponto, vale ressaltar a existência de dois tipos principais no que diz respeito aos músculos (voluntários e involuntários).

  • Músculos voluntários: tal como o nome indica, são aqueles movidos por vontade própria do ser humano. É o caso dos pertencentes às extremidades.
  • Músculos involuntários: são o contrário dos anteriores. Neste caso, não podemos controlar seu movimento ainda que queiramos. Apesar de não cumprirem nossas ordens, estes músculos contribuem para as funções vitais do organismo. Um exemplo claro é o coração, que se move de maneira automática.

Na maioria das ocasiões, as câimbras aparecem em segmentos musculares controlados de maneira voluntária.

A duração das mesmas varia um pouco, ainda que se estenda no máximo até 15 minutos, aproximadamente.

Cabe ressaltar que, ainda que sejam exclusivas dos músculos voluntários, há ocasiões em que os músculos involuntários também a apresentam.

Assim, podem ocorrer em órgãos internos com os intestinos e a árvore bronquial.

Qual é a causa das câimbras?

Alguns fatores costumam ser considerados principais quanto ao surgimento das câimbras. Devido a eles, o músculo se contrai de maneira excessiva:

  • Atividade física excessiva ou intensa;
  • Lesões musculares ou ósseas;
  • Desidratação;
  • Deficiência de potássio, magnésio e cálcio.

Conselhos para tratar as câimbras

O surgimento desta incômoda contração involuntária pode ser prevenido.

Para isso, o ideal é manter o corpo em um estado de hidratação adequado, além de não fazer esforços exagerados.

Porém, se é difícil evitá-las, o melhor é procurar tratá-las de uma ou outra maneira. Nessa ordem de ideias, vamos mostrar alguns conselhos excelentes para conseguir fazer isso.

1. Massagear com óleo

Óleo para tratar as câimbras

A câimbra se associa com um certo esfriamento da região do músculo, tudo devido a pouca irrigação sanguínea do mesmo. O objetivo, portanto, é fomentar uma espécie de aquecimento para amenizar a dor e a contração.

O que fazer?

  • Usar um pouco de óleo e aplicá-lo de forma natural pode ser útil.
  • Faremos uma massagem de forma contrária a dor, exercendo pressão e em forma de círculo.

De forma paulatina, o músculo vai se recuperando e o incômodo desaparecerá.

2. Alongamentos

Apesar de ser um remédio da velha escola com respeito ao tratamento das câimbras, os resultados desta técnica são excelentes para quem sofre de uma incômoda contração involuntária.

A maioria deles costuma se apresentar nas extremidades, e as inferiores são as mais afetadas. Assim, cada segmento pode sofrê-la: tantos os pés quanto as pernas e as coxas.

O que devemos fazer?

  • Partindo do que foi dito antes, o ideal é fazer um alongamento de acordo com o músculo afetado.
  • Pedir o favor a outra pessoa tende a facilitar as coisas, já que ao fazer sozinho, você pode machucar.
  • Para isso, é recomendável indicar à outra pessoa o que você sente e o lugar específico afetado. Sem dúvida alguma, isso facilitará o processo de recuperação.

Você não sabia? Os 11 melhores alongamentos para as costas

3. Massagem com alecrim

Óleo de alecrim para tratar as câimbras

Já conhecemos os benefícios da massagem para combater as câimbras. Porém, o óleo desempenha um papel fundamental quanto ao aquecimento do segmento afetado.

Se você não quer usar um óleo, o álcool de alecrim também pode ser de grande ajuda.

Este ingrediente conta com grandes propriedades dentre as quais se destacam as circulatórias e anti-inflamatóriasperfeitas para combater os efeitos produzidos pelas câimbras.

O que devemos fazer?

A massagem deve ser realizada da mesma maneira que com o óleo: com força, em círculos e na direção contrária a onde se percebe a dor.

Podemos conseguir o álcool de alecrim em qualquer loja de produtos naturais.

Recomendados para você