10 maneiras de desperdiçar energia elétrica

Existem alguns elementos da casa que continuam a consumir energia mesmo que não cumpram a sua função normal. Além disso, o uso indevido também aumenta o gasto. O que você deve saber sobre isso?
10 maneiras de desperdiçar energia elétrica

Última atualização: 16 Julho, 2021

Em um mundo de recursos cada vez mais escassos e poluição crescente, cada pequeno detalhe conta. Nesse sentido, cuidar da energia é uma obrigação de todos os cidadãos. O primeiro passo para conseguir isso é conhecer as maneiras pelas quais a energia elétrica é desperdiçada dentro de casa ou nos locais de trabalho.

Economizar energia não é apenas uma questão ecológica. O fator econômico também pode ser preponderante para muitas pessoas, por isso não é ruim começar a aumentar a conscientização sobre a importância dos seus cuidados.

Por mais que muitas pessoas se dediquem a essa questão, o baixo nível de informação e as tendências de consumo nos fazem cometer erros que, em geral, são evitáveis. Como a energia elétrica é desperdiçada? Vamos falar mais sobre isso neste espaço.

10 maneiras de desperdiçar energia elétrica

empresa britânica de energia Good Energy sugere que, para economizar conta de luz, é necessário reduzir a quantidade de eletricidade usada. Por esse motivo, é importante conhecer as maneiras pelas quais a energia elétrica é desperdiçada.

Nesse sentido, a Alliance to Save Energy revelou uma série de hábitos que geram um maior consumo de energia elétrica dentro de casa. É importante aprender a reconhecê-los, pois é a única maneira de tomar medidas para reduzi-los.

1. Itens conectados à tomada 24h por dia

Na maioria das casas existem objetos que permanecem conectados durante a maior parte do dia, apesar de não estarem em funcionamento. Exemplos disso são consoles de videogame, micro-ondas, máquina de lavar e ar-condicionado no inverno. Assim como outros elementos, eles consomem energia simplesmente por estarem conectados.

A máquina de lavar e outros eletrodomésticos podem ser tirados da tomada para que não consumam energia desnecessariamente.

2. Mau uso do ar-condicionado ou do aquecedor

Embora sejam extremamente necessários, esses dois dispositivos são grandes consumidores de energia. Ao seu consumo deles, é necessário acrescentar a ineficiência com que muitas pessoas os usam. Para aprimorar o uso do ar-condicionado no verão e do aquecedor no inverno, tente manter os ambientes fechados quando ligar os aparelhos.

Você também deve colocá-los em uma temperatura moderada e verificar seu funcionamento periodicamente a fim de identificar possíveis falhas em seus sistemas.

3. Água quente na máquina de lavar roupa

Muitas pessoas usam a máquina de lavar roupas com água quenteEsse método, que usa quase 90% da energia requerida pelo processo de lavagem total, só é necessário para algumas peças de roupa. É melhor usar a lavagem com água fria, exceto nas ocasiões realmente necessárias.

4. Uso do forno elétrico

Por causa do seu funcionamento, o forno elétrico é um grande consumidor de energia elétrica. Por isso, recomendamos que você não o use sempre. Se você for aquecer um pedaço de carne ou cozinhar uma pizza, é preferível usar o forno a gás, que é muito mais barato para usos esporádicos como esses exemplos.

5. Geladeiras pouco eficientes

As geladeiras antigas gastam muito mais energia do que as atuais. Embora a mudança exija um investimento considerável, é importante para economizar energia em médio e longo prazo. Uma nova geladeira pode refletir também economias na conta de energia.

As geladeiras mais antigas têm um sistema que consome mais energia. Portanto, é recomendável trocá-las.

6. Uso incompleto da máquina de lavar louça

Sem dúvidas, esse é um eletrodoméstico cuja utilidade é muito apreciada. No entanto, quando não é usado corretamente, o consumo de energia aumenta consideravelmente. O ideal é enchê-la antes ligar, mesmo ao selecionar o programa de meia carga.

Se a louça não estiver muito suja, funciona sem problemas, mesmo com o aparelho cheio. Da mesma forma, é recomendável desativar a secagem a quente, pois não é tão necessária. Essa função é responsável por grande parte do consumo da máquina de lavar louça.

7. Luzes de alto consumo

Substituir as lâmpadas tradicionais pelas de LED é algo que quase todo mundo já fez. De qualquer forma, vale lembrar que é uma medida necessária para reduzir o custo da energia elétrica da casa. Isso deveria ser feito até no Natal com as luzes decorativas.

8. Computadores

Os computadores devem ser totalmente desligados e desconectados ao terminar de usá-lo no final do dia. Quem os deixa em estado de hibernação ou suspensão está contribuindo para um maior consumo de energia elétrica. De fato, o ideal é ativar o modo “economia de energia” para não gastar muito ao usá-lo.

9. Modo de espera

A TV, o micro-ondas, o DVD e muitos outros aparelhos domésticos têm o famoso stand-by ou modo de espera. Embora possa ser útil de tempos em tempos, isso não significa que seu consumo seja zero: você ainda estará gastando 5% do que gastaria se eles estivessem ligados.

10. O carregador do celular

Existem duas maneiras pelas quais a energia elétrica é desperdiçada com o carregador do celular. O primeiro é deixá-lo conectado à tomada sem que esteja ligado ao celular. Isso consome aproximadamente 0,25 watts por hora.

Enquanto isso, deixar o celular conectado quando sua carga está completa nos faz gastar 2,24 watts desnecessários por hora. Embora seja um número bastante pequeno, em longo prazo acaba afetando a despesa mensal.

As pequenas mudanças fazem a diferença

Por mais simples que possa parecer, fazer ajustes no uso desses elementos pode contribuir para reduzir o gasto de energia elétrica. Portanto, é conveniente verificar se há erros a corrigir ou se determinadas ações podem ser implementadas a fim de limitar o seu consumo.

Pode interessar a você...
7 dicas para gastar menos eletricidade
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
7 dicas para gastar menos eletricidade

Existem práticas que podem nos ajudar a reduzir significativamente o consumo de energia. Veja essas dicas para gastar menos eletricidade.