Tipos de infecções vaginais e suas causas

As infecções vaginais são ocasionadas por várias causas e cada uma pode ser identificada por sintomas específicos. Por este motivo, é essencial reconhecer os sintomas para encontrar um diagnóstico e tratamento precoce

A vagina, sendo um genital de baixa profundidade, está exposta a diferentes tipos de infecções. As infecções vaginais geram desconfortos que variam de acordo com cada tipo. Portanto, as secreções podem ser diferentes em termos de cheiro, cor e consistência, além da coceira ou dor que algumas infecções podem causar.

Principais tipos de infecções vaginais e suas causas

Distúrbios ou sintomas específicos ajudam a diagnosticar o tipo de infecção vaginal, bem como sua causa.

Entre as infecções vaginais mais comuns e suas causas estão:

1. Candidíase vaginal

Bactérias das infecções vaginais

Este tipo de infecção, além de ser muito frequente, é caracterizado pela geração de sintomas como:

  • Coceira vaginal
  • Secreção esbranquiçada e pastosa.
  • Inodora
  • Vermelhidão da vagina e da vulva.

Causa

Sua causa é claramente fúngica. É causada pelo fungo Cândida Albicans, apesar de ser parte da flora da biota da vagina, do trato digestivo e da cavidade oral. Quando este fungo aumenta em número dentro do tecido vaginal, causa a sintomatologia característica através da sua secreção.

Geralmente, aparece como resultado de uma depressão do sistema imunológico causada por doenças como diabetes mellitus, leucemia, entre outros. Embora também geralmente apareça como resultado do contato sexual.

Leia este artigo: Fortaleça seu sistema imunológico de forma natural com cogumelo ostra

2. Vaginose bacteriana

Esta infecção é geralmente outra das infecções vaginais mais comuns. As características da secreção que gera são fatores determinantes no seu diagnóstico. O fluxo segregado como consequência de uma vaginose bacteriana caracteriza-se por apresentar:

  • Cheiro de peixe, pelas aminas que emana.
  • Comichão vaginal intensa
  • Secreção branca amarelada.
  • Dispareunia ou vaginismo.

Causa

É causada por uma combinação de bactérias que cresce incontrolavelmente dentro da flora vaginal, fazendo com que o equilíbrio vaginal se rompa completamente. A vaginose bacteriana não se contagia através do contato sexual, mas determinou-se que, geralmente, ocorre em mulheres sexualmente ativas.

3. Tricomoníase

Há infecções vaginais que causam ardor

Esta causa grande desconforto nas mulheres que a sofrem. É uma infecção de intensidade moderada, por isso deve ser tratada a tempo. Caso contrário, pode desencadear uma doença inflamatória pélvica, que pode desencadear uma sepse ou uma infecção generalizada.

A secreção que causa este tipo de infecção vaginal é caracterizada por apresentar:

  • Cor esverdeada
  • Cheiro intenso e nauseante.
  • Totalmente líquido.
  • Coceira vaginal
  • Dor ao urinar.

Causa

É causada por um parasita chamado Trichomonas Vaginalis, que é transmitido por contato sexual. Este parasita pode permanecer nos órgãos genitais masculino e feminino. Sua secreção tem características muito específicas, o que contribui para o seu diagnóstico correto e, portanto, para um tratamento oportuno.

4. Vaginite com clamídia

Há infecções vaginais que causam coceira

É uma das infecções vaginais mais comuns. É frequente em mulheres entre 18 e 35 anos de idade. No início, pode ser uma condição assintomática, mas subsequentemente causa os seguintes sintomas:

  • Dor vaginal
  • Sangramento leve durante a relação sexual
  • Dor no abdômen inferior.
  • Coceira na vulva.

Causa

O microrganismo que causa esta infecção vaginal é chamado Chlamydia Trachomatis, que é transmitido por contato sexual. Esta infecção vaginal pode ser assintomática.

É uma infecção vaginal de alto risco porque causa lesões microscópicas no colo do útero, o que pode afetar a capacidade de gerar. Portanto, o tratamento adequado é essencial.

Em conclusão, todas as infecções vaginais requerem tratamento imediato devido às complicações que podem causar a longo prazo.

Se você tiver algum dos sintomas acima, a melhor coisa que pode fazer é ir ao seu médico especialista para obter um tratamento o mais rápido possível, dependendo do tipo de infecção vaginal que você apresente.

Recomendados para você