Os 6 tipos de deficiência e suas características

Todos os tipos de deficiência envolvem limitações que podem ser reduzidas se houver o fornecimento de ferramentas para essa finalidade. Uma deficiência é um obstáculo, mas isso não significa que ela não possa ser superada.
Os 6 tipos de deficiência e suas características

Última atualização: 23 Julho, 2021

Assim como os seres humanos têm diversas habilidades, também existem diversos tipos de deficiência. Todas elas têm em comum o fato de representarem uma limitação à participação em alguma área ou ação da esfera humana.

Além disso, todos os tipos de deficiência são o resultado de uma deficiência ou disfunção em algum órgão. Isso se torna um obstáculo para realizar as atividades da mesma forma que as pessoas que não têm essa limitação.

No entanto, o fato de haver uma limitação não significa que algumas áreas da vida devam ser suprimidas. Em todos os tipos de deficiência, existe a possibilidade de realização de atividades e de participação na sociedade, desde que sejam proporcionadas as condições para que isso possa acontecer.

Os 6 tipos de deficiência

Menino mostrando seu desenho

Existem diferentes tipos de deficiência dependendo do tipo de limitação envolvida. Ou seja, as deficiências são classificadas de acordo com a área da vida que é afetada. A partir desse ponto de vista, encontramos os seguintes tipos:

1. Deficiência física ou motora

A deficiência física ou motora é aquela na qual há uma diminuição total ou parcial da mobilidade de um ou mais membros do corpo. Isso se traduz em dificuldade ou impedimento para realizar atividades que exijam habilidades motoras.

Essa condição pode ser permanente ou transitória. Existem vários tipos de deficiência motora:

  • Monoplegia. Quando há paralisia em apenas um membro.
  • Paraplegia. Se a pessoa perder a capacidade de andar.
  • Tetraplegia. Afeta a mobilidade dos membros superiores e inferiores.
  • Hemiplegia. Afeta a mobilidade de um dos lados do corpo.
  • Espinha bífida. Impede ou dificulta o movimento global de uma pessoa.
  • Distrofia muscular. Há pouco tônus ​​muscular e perda de tecido com o tempo, tornando os movimentos muito difíceis.
  • Paralisia cerebral. Envolve graves deficiências na motricidade, incluindo lentidão, rigidez, agitação, paralisia, etc.
  • Amputação. A perda de uma parte do corpo limita a atividade de uma pessoa.

2. Deficiência sensorial

A deficiência sensorial se refere ao envolvimento de um ou mais sentidos. O principal efeito é a redução na capacidade de coletar informações do ambiente. Dentro desta categoria, dois tipos de deficiência se destacam:

  • Deficiência visual. Corresponde à perda ou diminuição da visão. Por meio da visão, obtemos 80% das informações sobre o ambiente. Portanto, essa limitação provoca mudanças graves na vida de uma pessoa.

3. Deficiência intelectual

Outro tipo de deficiência é a intelectual. Ocorre quando uma pessoa apresenta dificuldades ou limitações nas habilidades cognitivas. Elas incluem o processamento de informações, a percepção, a memória, a atenção, a resolução de problemas, etc.

É muito comum que pessoas com esse tipo de deficiência também tenham dificuldades para viver e trabalhar em comunidade. Existem diferentes graus de severidade da limitação; ela pode ser leve, moderada, grave ou profunda.

Você também pode se interessar: Uma educação de sucesso para crianças com Down

4. Deficiência psicossocial

Menina encolhida em sofá

A deficiência psicossocial ocorre quando há deficiências para pensar, sentir ou se relacionar com os outros. Essas deficiências devem ser intensas e constantes para que esse tipo de limitação se configure como tal.

Este é um dos tipos de deficiência mais estigmatizados na sociedade. Não há conhecimento suficiente sobre o assunto e, por isso, existem temores infundados em torno dessas limitações. Isso dificulta o progresso das pessoas com esse tipo de deficiência.

5. Deficiência visceral

Este é um dos tipos de deficiência menos conhecidos, embora também seja um dos mais comuns. A deficiência visceral corresponde aos casos em que uma pessoa apresenta deficiências no funcionamento de um órgão interno.

Entre as deficiências viscerais estão doenças tão comuns quanto a diabetes e a insuficiência cardíaca. Essa condição limita a vida das pessoas afetadas e dificulta a sua participação na comunidade.

6. Deficiência múltipla

A deficiência múltipla corresponde aos casos em que duas ou mais deficiências estão presentes simultaneamente. Por exemplo, quando uma pessoa tem deficiência motora e intelectual ao mesmo tempo.

Nesses casos, pode haver diferentes graus de gravidade entre uma deficiência e outra. Diz-se que não se trata apenas de um somatório de limitações, mas sim de uma interação entre elas, que gera resultados muito específicos em cada caso.

A deficiência é um desafio

Cada um dos diferentes tipos de deficiência representa um desafio individual para as pessoas afetadas, mas este também é um desafio para a sociedade. Uma limitação não significa necessariamente exclusão e também não significa estagnação no desenvolvimento da vida.

Não importa o tipo de deficiência, sempre há algo que pode ser feito para reduzir o impacto da limitação. No entanto, isso requer o envolvimento da pessoa com deficiência, do seu entorno, do sistema de saúde e da sociedade em geral.

Pode interessar a você...
Deficiência intelectual: graus, características e tratamentos
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Deficiência intelectual: graus, características e tratamentos

A deficiência intelectual pode se apresentar em graus altamente variáveis. Veja seus principais sintomas e as intervenções mais adequadas.



  • Fernández, M. T. (2017). La discapacidad mental o psicosocial y la Convención sobre los Derechos de las Personas con Discapacidad.
  • Aguilar, M., & Luz, M. (2011). Discapacidad: entre el estigma y la comunidad. Revista Integra Educativa, 4(2), 205-216.
  • Toboso-Martín, M., & Rogero-García, J. (2012). «Diseño para todos» en la investigacion social sobre personas con discapacidad. Revista Española de Investigaciones Sociológicas (REIS), 140(1), 163-172.
  • Rev. chil. neuro-psiquiatr. vol.50 no.1 Santiago mar. 2012. Calidad de vida en pacientes con discapacidad motora según factores sociodemográficos y salud mental. http://dx.doi.org/10.4067/S0717-92272012000100003