Sentir culpa expressa um medo interior de punição

Sentir culpa pode ser um comportamento aprendido em nossa infância que está nos impedindo de avançar na vida, por isso precisamos saber como identificar sua origem e resolvê-la.

Sentir culpa é um sentimento muito desagradável. A cada passo que damos, tornamos-nos inseguros e esperando por essa culpa que, irremediavelmente, sempre chega até nós.

No entanto, de onde veio essa culpa?

É importante que olhemos para trás, para a nossa infância, palco onde a grande maioria dos nossos traumas e medos nasce. Como nossos pais nos trataram? Que tipo de reforço eles nos deram? Eles nos deram uma educação baseada no medo?

Embora não demos importância à educação que nossos pais nos dão, sua maneira de se relacionar conosco pode fazer com que o sentimento de culpa se torne uma parte essencial de nossa vida adulta.

Vamos ver como tudo isso é produzido.

O medo interno da punição

Pai dando bronca ao filho

Quando falamos de punição, não estamos nos referindo apenas às punições que já conhecemos, como “não saia do seu quarto” ou “hoje não vai jantar”.

Existem outros tipos de punição que machucam mais e deixam feridas emocionais profundas, as quais se abrem na idade adulta.

Um tipo de punição seria retirar a palavra das crianças. De repente, as crianças não são capazes de interagir com seus pais. Eles conversam com eles, mas ninguém lhes responde.

  • Eles se sentem solitários, abandonados, com muito medo. Mas, acima de tudo, eles se sentem culpados.

Outro tipo de punição pode ser dado por uma reação desproporcional dos pais que lançam sentenças como “por que você fez isso comigo?” ou “você não merece isso”. Tudo isso gera um sentimento de culpa que a criança absorve.

Cada palavra que dizemos como pais, toda atitude que tomamos com os pequenos, pode causar sentimentos como culpa que, mais tarde, causarão muitos problemas quando as crianças ficarem mais velhas.

No entanto, esses tipos de sentimentos, uma vez que detectamos sua origem, podem ser combatidos e podemos parar de senti-los. Não é fácil, mas é possível.

Do que nos sentimos culpados?

Moça sozinha que sente culpa

Para deixar de sentir culpa, depois de ter detectado a sua origem, é importante que nos perguntemos sobre o que geralmente nos faz sentir culpados. Alguns exemplos podem ser os seguintes:

  • Sinto-me culpado por um amigo ficar com raiva de mim se não fizer o que quer, ou pensar de forma diferente.
  • Sinto-me culpado se, de repente, um ente querido não responder instantaneamente a uma mensagem de texto. Acho que posso ter dito algo que o ofendeu ou que está com raiva de mim (sem haver razão para isso).
  • Eu me sinto culpado por me sentir culpado. Acredito que não sou bom, que não mereço nada e que sou uma pessoa inferior aos outros.

Como podemos ver, sentir culpa e ter baixa autoestima são dois conceitos que andam quase de mãos dadas. Bem, em muitos desses exemplos você pode ver insegurança, baixa tolerância à frustração, medo do abandono…

É curioso o último exemplo, o de “me sinto culpado por me sentir culpado”. No entanto, é mais comum do que parece. Pessoas que se sentem culpadas por tudo podem ir a extremos como este.

Pare de sentir culpa

Mulher que não deixa de sentir culpa

Para parar de sentir culpa, é importante começar, primeiro, um trabalho para fortalecer a autoestima. Isso irá eliminar inseguranças e medos que podem estar favorecendo que vivamos diariamente com esse sentimento.

Então, precisamos investigar em quais contextos a culpa geralmente surge com frequência. É o medo de que os outros fiquem com raiva de nós? É quando alguém não respeita nossas opiniões?

Isso pode nos dar uma ideia de quanto essas situações se assemelham a episódios passados ​​de nossa infância que foram a origem dessa culpa na época.

A última coisa que temos de fazer é estar cientes disso, não culpar nossos pais (se for o caso), assumir a responsabilidade por essa culpa e trabalhar para gerenciar nossas emoções.

Toda vez que sentir culpa, se pergunte por que ela surgiu. Na maioria das ocasiões, percebemos que não há motivos para nos sentirmos culpados e que, às vezes, antecipamos algo que não aconteceu para evitar esse sentimento de culpa.

Você se atreve a parar de sentir culpa?

Recomendados para você