É saudável cozinhar no micro-ondas?

· 25 de março de 2018
Embora não seja um risco se usado esporadicamente, a verdade é que cozinhar no micro-ondas pode ser perigoso se o usarmos para reaquecer alimentos, pois existem certas bactérias que podem sobreviver.

Atualmente há muitas pessoas que duvidam que cozinhar no micro-ondas seja completamente saudável.

Embora costumem ser usados para reaquecer e preparar certos alimentos, os micro-ondas são aparelhos que não tratam os alimentos da forma tradicional, como os fogões.

Como o micro-ondas funciona exatamente?

O micro-ondas funciona gerando ondas eletromagnéticas que são responsáveis ​​pelo aquecimento de vários elementos presentes nos alimentos, tais como:

  • Água
  • Gorduras
  • Líquidos

Desta forma, alimento absorve a energia produzida pelo micro-ondas. É um processo conhecido tecnicamente como aquecimento dielétrico ou eletrônico.

Este aquecimento causa vibrações, fricção e choques nas moléculas que estão dentro desses alimentos, elevando assim a temperatura.

No entanto, este aquecimento é mais eficiente nos elementos líquidos do que nos sólidos, uma vez que o movimento de suas moléculas geralmente é mais lento e limitado.

Além disso, também é visivelmente menor em gorduras e açúcares, uma vez que eles têm uma menor quantidade de moléculas perceptíveis.

Vantagens de usar o micro-ondas

Mulher usando micro-ondas

Atualmente o micro-ondas se tornou uma ferramenta de cozinha comum que permite:

  • Cozinhar em curtos períodos de tempo.
  • Preparar refeições simples e completas.
  • Substituir outros métodos de cozimento.

No entanto, é importante aprender a usá-lo da maneira correta. O uso indevido pode causar riscos para a dieta e a saúde.

Existe algum perigo ao cozinhar no micro-ondas?

É fácil ver as diferenças entre cozinhar no micro-ondas e cozinhar no fogão tradicional. Entre outras coisas, porque o método de cozinhar no micro-ondas é mais agressivo e mais rápido.

Alguns especialistas afirmam que esse tipo de cozimento é capaz de alterar a composição dos alimentos.

Desta forma, não só afeta suas propriedades físicas e nutricionais, mas também pode ser prejudicial para o corpo humano.

Entre estes pontos estão:

A alteração de seus componentes

Micro-ondas

Cozinhar no micro-ondas pode modificar significativamente a formulação molecular dos alimentos, tais como:

  • Aminoácidos
  • Açúcar
  • Proteínas
  • Minerais
  • Vitaminas
  • Antioxidantes

Esta reação não só atrapalha a absorção de nutrientes, mas também pode causar danos ao corpo humano se for usado para cozinhar regularmente.

A distribuição do calor

Embora a maioria das pessoas acredite piamente que o micro-ondas é responsável por aquecer alimentos de dentro para fora, acontece exatamente o contrário.

O micro-ondas tem uma capacidade de aquecimento mais elevada nos alimentos que contêm líquidos. Portanto, ele irá facilmente aquecer algumas partes do alimento (especialmente aquelas que não estão congeladas ou contêm mais líquidos).

No entanto, o calor fornecido pelo micro-ondas não é distribuído uniformemente. Existe a possibilidade de não chegar corretamente ao interior dos alimentos.

A consequência é que podem permanecer bactérias ou elementos prejudiciais à saúde.

Desidratação de alimentos

Truques para limpar o micro-ondas

As ondas eletromagnéticas são responsáveis ​​por vibrar, roçar e chocar as moléculas encontradas nos alimentos. Isso pode causar uma notável perda de sucos e desidratação dos mesmos.

Esta desidratação influencia o sabor, aroma e consistência dos alimentos, fazendo com que não seja o mesmo em comparação com os métodos tradicionais ou aos quais o consumidor está acostumado.

Cozinhar no micro-ondas realmente prejudica sua saúde?

Cozinhar no micro-ondas pode ser um tema delicado para as pessoas que o usam regularmente em suas vidas, uma vez que é um dos poucos aparelhos que oferecem mais de uma função.

Como vimos, pode-se dizer que o micro-ondas modifica consideravelmente a composição dos alimentos durante o cozimento, o que implica uma menor quantidade de valores nutricionais.

A realidade é que a Organização Mundial de Saúde indicou que não há risco significativo quando se trata de usá-lo para cozinhar ou aquecer, desde que seja ocasional.

Desta forma, a melhor maneira de manter a saúde do corpo é variar os tipos de cozimento fornecidos por cada aparelho.

Devemos também tentar desenvolver receitas saudáveis ​​que ofereçam vitaminas, minerais, ácidos graxos, fibras e qualquer outro componente de que o corpo possa precisar.