4 alimentos que contêm melatonina

· 17 de março de 2018
Descubra quais são os alimentos que contêm melatonina e podem ajudá-lo a adormecer naturalmente. 

Saiba quais são os alimentos que contêm melatonina, consumida atualmente como um suplemento natural para melhorar o sono e combater os efeitos desconfortáveis ​​do jet lag, ou síndrome da descompensação horária.

Em muitas lojas de produtos alimentares podemos encontrar este hormônio na forma de cápsulas. No entanto, também podemos optar por introduzir alimentos que contenham selênio na dieta para aproveitar seus benefícios.

O que é melatonina?

A melatonina é um hormônio que regula nosso relógio biológico, diferenciando períodos de sono e vigília. Nosso organismo sintetiza naturalmente pequenas quantidades de melatonina através da glândula pineal.

Quando é lançado na corrente sanguínea, o hormônio informa o nosso corpo sobre o ritmo que devemos seguir durante o dia.

Normalmente, a produção de melatonina diminui à medida que envelhecemos. Por esta razão, os bebês geralmente dormem muitas horas por dia, enquanto idosos podem ter muitas dificuldades para dormir.

Além de ajudar a regular o sono, a melatonina é essencial para fortalecer o sistema imunológico. O consumo de alimentos que contêm melatonina geralmente melhora as defesas naturais, principalmente de adultos mais velhos e crianças em pleno desenvolvimento.

Benefícios e indicações da melatonina

Melatonina

A ingestão controlada de melatonina pode prevenir várias doenças, o que ajuda a fortalecer o sistema imunológico e a combater o envelhecimento celular. Para idosos, a manutenção de bons níveis desse hormônio geralmente significa uma melhor qualidade de vida e maior longevidade.

O hormônio também é um aliado importante para aqueles que viajam frequentemente em países com diferentes fusos horários. Isso porque ele ajuda a regular o metabolismo e favorece a adaptação, evitando sintomas como cansaço, dores de cabeça ou sonolência excessiva.

A deficiência de melatonina pode causar insônia ou dificuldade severa para adormecer em adultos e crianças. Nestes casos, a introdução de suplementos de melatonina na dieta é altamente recomendada para uma substituição hormonal natural. 

Como se isso não bastasse, o “hormônio do sono” também é usado para tratar e prevenir os seguintes transtornos:

  • A chamada “síndrome de tabagismo” (prevenção e tratamento de sintomas de abstinência em pessoas que param de fumar).
  • Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH).
  • Distúrbios do movimento, como discinesia tardia (TD).
  • Osteoporose e perda grave de massa muscular.
  • Síndrome da fadiga crônica.
  • Fibromialgia.
  • Epilepsia.

Cuidados e contraindicações para o consumo de selênio

Antes de incluir qualquer novo suplemento, natural ou industrializado, em nossa dieta, é essencial consultar um médico de confiança.

Devemos ter claro que a ingestão excessiva de qualquer elemento, incluindo hormônios e vitaminas, pode desequilibrar nosso corpo e prejudicar nossa saúde.

Juntamente com um médico especialista, também será essencial confirmar a dose diária recomendada para manter uma dieta equilibrada.

Deve-se lembrar que, geralmente, uma pessoa adulta pode consumir até 700 mg de melatonina por dia. A ingestão excessiva do hormônio pode causar danos nos rins e fígado e levar a envenenamento do corpo.

Mulheres grávidas ou que estejam amamentando, assim como pessoas sob tratamento com medicamentos antidepressivos ou esteroides, devem parar de tomar melatonina. Por outro lado, pacientes que sofrem de diabetes, alergias e outras patologias devem evitar o uso da melatonina independentemente da idade.

Os 5 alimentos que contêm melatonina

A melatonina pode ser encontrada naturalmente em vários alimentos de origem vegetal. Abaixo, listamos as melhores fontes deste hormônio para ajudá-lo a complementar sua dieta de forma natural e econômica. Veja quais são os alimentos que contêm melatonina.

Oleaginosas

Frutos secos em uma tijela

As oleaginosas são alimentos ricos em “gorduras boas”, como ômega-3 e 6, proteínas, minerais, vitaminas e hormônios. As nozes possuem cerca de 3,5 mg de melatonina.

Tomate

O tomate é um vegetal rico em licopenos antioxidantes, vitaminas A, C, E e K e minerais como ferro e potássio. Além disso, ajuda a fornecer uma dose moderada de melatonina para o corpo.

Cereais

Aveia em flocos

Cereais como arroz, milho e aveia são aliados excelentes do nosso sono, pois eles fornecem uma boa quantidade de melatonina. Eles também são excelentes fontes vegetais de carboidratos, vitaminas e minerais.

Frutas

As frutas também são ótimas fontes de várias vitaminas e minerais. Se quisermos incluir melatonina em nossa dieta, devemos consumir bananas e cerejas, preferencialmente. Os pacientes diabéticos devem ter cuidado com o consumo excessivo de frutas, pois são ricas em frutose (um tipo de açúcar natural).