5 remédios naturais para aliviar infecções na bexiga

24 Dezembro, 2019
O consumo de líquidos é fundamental para favorecer a produção de urina e, assim, conseguir eliminar as bactérias que se acumulam na bexiga.

A cistite é a infecção da bexiga cuja origem costuma ser bacteriana, embora também possa ocorrer como resultado de um cálculo nesse órgão. Seus sintomas mais comuns são a necessidade de urinar com frequência e o desconforto (dor ou queimação) ao urinar.

Seu aparecimento pode ocorrer pela prática de maus hábitos de higiene, o uso de roupas úmidas ou muito apertadas por períodos prolongados e as relações sexuais sem proteção.

Segundo o Dr. Talha H. Imam: “A cistite é comum entre as mulheres, principalmente durante o período fértil… Existem várias razões pelas quais as mulheres são propensas, sendo as mais notáveis o menor comprimento da uretra e a proximidade desta com a vagina e o ânus, onde as bactérias geralmente estão localizadas.”

O tratamento da cistite

O tratamento dessa infecção geralmente consiste em antibióticos e analgésicos (conforme necessário) por um curto período de tempo. Somente em alguns casos específicos é utilizada a cirurgia.

Juntamente com o tratamento farmacológico, recomenda-se que os pacientes mantenham uma boa hidratação diária, pois isso contribui para o alívio dos sintomas e promove a recuperação.

Embora a cistite geralmente não seja um problema de saúde grave, é importante prestar atenção e seguir as instruções do médico para evitar complicações e consequências importantes a longo prazo.

Bebidas para aliviar as infecções de urina

As bebidas a seguir hidratam e estimulam a micção, o que é conveniente quando se trata de obter alívio. Ao expelir a urina, os patógenos que causaram a infecção também podem ser expelidos.

1. Mirtilo, melancia e cereja

Suco de mirtilos para aliviar problemas na bexiga

Ingredientes

  • ½ xícara de mirtilos frescos (75 g)
  • ½ xícara de melancia picada (75 g)
  • Hortelã fresco (opcional)
  • ½ xícara de cereja fresca (75 g)
  • 1 xícara de água (250 ml)

Modo de preparo

  • Lave as frutas e escorra bem os mirtilo e as cerejas.
  • Além disso, retire a polpa da melancia e descarte a casca e as sementes.
  • Coloque todos os ingredientes no liquidificador e processe por 2 ou 3 minutos e certifique-se de tomar uma bebida homogênea.
  • Sirva e beba com moderação.
  • Para adicionar um toque extra de sabor, você pode adicionar algumas folhas de hortelã fresca.

2. Infusão de camomila

Ingredientes

  • 1 saquinho de chá de camomila.
  • 1 xícara de água (250 ml).

Modo de preparo

  • Despeje a água no copo e aqueça no micro-ondas por alguns minutos.
  • Quando a água começar a borbulhar, introduza o saco de camomila.
  • Cubra o copo e deixe repousar por cerca de 5 ou 6 minutos.
  • Beba em goles.

3. Água de coco e limão

Água de coco para aliviar problemas na bexiga

Ingredientes

  • 1 xícara de água de coco (250 ml)
  • Suco de ½ limão

Modo de preparo

  • Misture uma xícara de água de coco verde com o suco de meio limão.

4. Sementes de aipo

Ingredientes

  • 1 colher de sementes de aipo (10 g)
  • 1 xícara de água (250 ml)

Modo de preparo

  • Encha um copo com água e aqueça no micro-ondas por dois minutos e meio.
  • Adicione uma colher de sopa de sementes de aipo na água fervente.
  • Cubra o copo e deixe descansar por cerca de 10 minutos.
  • Coe e beba.

5. Bétula-branca

Chá de bétula-branca para aliviar problemas na bexiga

Ingredientes

  • 1 colher de chá de bétula-branca (5 g)
  • 1 xícara de água (250 ml)

Modo de preparo

  • Misture uma colher de chá de bétula-branca a uma xícara de água e leve ao fogo para ferver.
  • Quando ferver, coloque o fogo no mínimo e deixe por mais 2 ou 3 minutos.
  • Deixe repousar por 10 minutos e coe.

Nota: Evite essa bebida se você sofrer de hipertensão ou doenças cardíacas.

Nota final

Leve em conta que, além de consumir esses remédios para aliviar problemas na bexiga, é importante melhorar os hábitos de higiene e consumir muito líquido ao longo do dia.

Se os sintomas não melhorarem, ou se você apresentar complicações, consulte o médico o quanto antes.

  • Ritchie, T., & Eltahawy, E. (2014). Diagnosis and Management of Fungal Urinary Tract Infections. Current Bladder Dysfunction Reports. https://doi.org/10.1007/s11884-014-0238-7
  • Guay, D. R. P. (2009). Cranberry and urinary tract infections. Drugs. https://doi.org/10.1109/ICCA.2011.6138086
  • Bond, P., & Goldblatt, P. (1984). Plants of the Cape Flora. A Descriptive Catalogue. Journal of South African Botany / Supplementary Volume.