Reflexões para os pais

15 de janeiro de 2020
Dar a vida e tornar nossos filhos seres em benefício da sociedade em geral é uma das maiores responsabilidades que temos como pais, mas também uma maneira de crescermos e melhorarmos como seres humanos.

Tendo em vista que consideramos fundamental a reflexão, uma vez que nos leva a uma compreensão abrangente e equilibrada da realidade, aqui estão várias reflexões para os pais. Isso pode ajudá-lo a entender melhor os relacionamentos e as mudanças que a sua família pode sofrer em determinados momentos.

É muito importante saber a como usar a razão antes de agir ou impor disciplina. E a razão é alcançada apenas pela reflexão, pensando em todos os elementos da equação.

Portanto, elas nos ajudarão a melhorar como pais e a ficarmos mais atentos às crianças.

Primeiras reflexões para os pais

Primeiras reflexões para os pais

As crianças são a herança mais valiosa que a vida nos oferece

Quando recebemos uma herança, devemos administrá-la, investir nela e empregá-la em algo útil para lhe dar utilidade e proveito. Da mesma forma, os pais devem investir na educação dos filhos.

Por outro lado, o amor dos pais é o melhor legado que podemos deixar para nossos filhos. Eles levarão isso com eles a vida toda.

As crianças são a força motriz dos pais

As crianças são a força que nos move a realizar satisfatoriamente nosso trabalho. Nós, pais, realizamos as nossas atividades com motivação, cumprimos nossas atribuições e somos responsáveis ​​pelo nosso trabalho porque sabemos que os nossos filhos serão os beneficiados.

Constantemente procuramos maneiras de melhorar a nós mesmos, de ascender e sermos melhores, porque nós sabemos que isso irá resultar no bem-estar econômico necessário para proporcionar uma melhor alimentação, vestuário e educação para nossos filhos. Definitivamente, eles são nossa força propulsora da vida.

Punir uma criança ou mimá-la excessivamente nunca será benéfico

Os pais estão aqui para cuidar, aconselhar e criar os filhos da melhor maneira. A paternidade deve ser definida mais pelo amor do que pela imposição, mas um amor saudável que os ajude a crescer como indivíduos.

Punir repetidamente uma criança definitivamente não é a melhor maneira de corrigi-la e guiá-la.

Saiba por quê: Os beijos e abraços são o melhor remédio para seus filhos

Pôr limites aos filhos é duro para os pais

Devemos aprender a nos comunicar efetivamente com nossos filhos e nos conectar com suas necessidades, assim como ajudá-los a satisfazê-las da melhor maneira saudável. Por outro lado, dar a uma criança tudo o que ela pede, mimando mais do que deveria, não é o melhor que podemos fazer por ela.

Isso fará de seu filho (e um futuro adulto) incapaz de valorizar o que tem. Dar aos nossos filhos tudo o que eles querem e pedem pode ser um dos piores danos para o futuro dele que podemos causar.

Outras reflexões para os pais

Os filhos são o melhor presente para os pais

  • Quando você tem um filho, você sente como se todas as crianças do mundo fossem suas.
  • Os pais nem sempre podem (e nem devem) dar aos seus filhos tudo o que eles querem, mas sim a educação, o cuidado e o amor que precisam e merecem.
  • Não há manual para criar os filhos. O grande manual é o filho, que simplesmente existe para nos ensinar a como sermos pais.
  • Bons pais não dão aos filhos tudo o que eles precisam, mas sim ensinam que eles são capazes de conseguir o que querem por conta própria.

Os pais como modelo

Para um pai, a opinião da criança sobre ele é a mais importante. A maneira como eles nos veem, as qualidades que enxergam, o reconhecimento; tudo o que nossos filhos sentem, acreditam e pensam sobre nós como pais é simplesmente transcendental.

De fato, na vida, eles nos escolherão como modelo (para o melhor ou para o pior). Portanto, é importante ser um bom exemplo para os nossos filhos.

Pais modelo

Uma criança é um ser que a vida colocou em nossas mãos para que, a partir do momento em que nasce, possamos amar, aproveitar e acompanhar seu desenvolvimento como indivíduos, profissionais e cidadãos. E é por isso que os pais são responsáveis ​​por tornar os filhos em seres humanos compassivos, profissionais com ética e cidadãos de caráter.

Os pais devem garantir a satisfação das necessidades dos filhos. E não se trata apenas de necessidades materiais ou econômicas: necessidades físicas e intelectuais, mentais, emocionais, espirituais. Além disso, principalmente aquelas relacionadas a valores.

Em suma, a educação das crianças deve ser integral. Um pai modelo ou exemplar procura, a todo o momento, uma educação abrangente para todos os seus filhos igualmente. O objetivo final deve ser formar pessoas de caráter firme, capazes de ter uma vida própria da maneira mais ética e saudável.

Recomendamos ler: Meu filho é a minha fraqueza e a razão pela qual sou forte

Conclusão

O abraço dos filhos é o melhor presente para os pais

É importante que essas reflexões para os pais, entre muitas outras, sejam levadas em conta ao tomar a decisão de trazer um filho ao mundo. Olhar e viver a experiência de ser pai a partir do ideal dessas reflexões pode nos tornar um modelo melhor para nossos filhos.

Devemos sempre lembrar que o que fazemos com nossos filhos, eles farão com os seus. Portanto, os pais devem ser o melhor exemplo que eles têm na vida. Podemos começar tomando consciência disso com essas reflexões para os pais.

Em resumo, como pais, além de valorizá-los e torná-los homens e mulheres do bem (nossa maior responsabilidade), devemos fazer com que eles sintam orgulho de nós.

  • Ana María Romero Gómez, Pedro Jaén Rincón, “El fortalecimiento del vínculo materno-filial como medida frente al maltrato infantil: ejemplo de un programa de intervención basado en la experiencia de una maternidad positiva”, Papeles Salmantinos de Educación -Núm. 14, 2010- Facultad de CC. de la Educación, Universidad Pontificia de Salamanca.
  • Eilen Hernández Beltrán, Significados y prácticas de las relaciones materno y paterno filiales de niños y niñas de 9 a 11 años vinculados al centro de desarrollo integral (CDI) manantial de vida, Cartagena 2016, Universidad de Cartagena, Facultad de Ciencias Sociales y Educación Programa de Trabajo Social Cartagena de Indias D.T. y C., 2017.
  • Raquel Vera, “La relación paterno-materno-filial I análisis desde el personalismo”, Quién: revista de filosofía personalista, Nº. 4, 2016, págs. 89-112