Professor do jardim de infância é demitido após tatuar os olhos de preto

O professor afirmou que foi impedido de lecionar em um jardim de infância na França após um pai reclamar que ele assustava seu filho.
Professor do jardim de infância é demitido após tatuar os olhos de preto

Última atualização: 09 maio, 2022

O professor Sylvain Helaine tem o corpo, rosto e língua cobertos de tatuagens, além de seus olhos terem sido cirurgicamente pintados de preto.

A tatuagem é uma das formas de modificação do corpo mais conhecidas e cultuadas do mundo. São conhecidas desde as mais antigas civilizações e os primeiros registros de grupos que marcavam os corpos aconteceu entre 2160 e 1994 antes de Cristo. Além disso, vários historiadores apontam o Homem de Gelo, uma múmia de mais de 5.300 anos, descoberta nos Alpes de Ötztal, como o que pode ser o mais antigo indício de tatuagem.

Dependendo da comunidade, as tatuagens podem significar infinitas coisas, desde parte de um tratamento, ritual religioso, estética de um grupo, indicando sua classe social, marcar prisioneiros, entre outros.

A prática acabou se popularizando no final do século XIX, quando a máquina de tatuar elétrica foi inventada.

Durante certa época, a tatuagem era vista como marcação de grupos excluídos, como marinheiros e presidiários. No entanto, depois caiu no gosto popular e, atualmente, as tatuagens são vistas como uma manifestação artística e até como moda entre os jovens. Eles tatuam na pele aquilo que gostam, defendem e enxergam como belo.

Aluno teve pesadelos

No entanto, para Sylvain Helaine, as tatuagens acabaram custando sua função como professor na educação do jardim de infância. De acordo com a Reuters, ele foi demitido em 2020 porque os pais e administradores da instituição de ensino acreditavam que as crianças poderiam “se assustar” com sua aparência.

Professor do jardim de Infância é demitido após tatuar os olhos de preto

Sylvain Helaine, de 37 anos, afirma que ensinar é uma de suas maiores paixões e que a proibição foi um ato de “preconceito”. O professor dava aulas no jardim de infância da Escola Primária Docteur Moreré, em Palaiseau, no subúrbio de Paris.

Professor é demitido após tatuar os olhos de preto

Não bastasse ter o corpo, o rosto e a língua cobertos por tatuagens, ele também optou por deixar a parte branca do olho totalmente preta em um procedimento cirúrgico. Como ele era professor do jardim de infância, os pais de uma criança reclamaram com a direção da escola. Eles afirmaram que o menino não era seu aluno, mas teve pesadelos depois de vê-lo nos corredores.

Dois meses depois, ele foi liberado para ensinar crianças apenas com mais de 6 anos. Um porta-voz da autoridade educacional da região disse que ele deve ficar afastado do jardim de infância, só podendo dar aulas para crianças acima de 6 anos ou do ensino fundamental.

Segundo o professor, as crianças se chocam com sua aparência apenas no primeiro momento. Além disso, ele nunca teve problemas com os alunos de sua turma, já que as crianças e os pais o conheciam.

Um de seus maiores desejos é mostrar aos alunos que as pessoas merecem ser aceitas como são e que a aparência não pode ser suficiente para determinar as relações humanas.

Professor jardim de infância

Aos 27 anos, Sylvain passou por uma “crise existencial” capaz de tirá-lo completamente dos trilhos. Foi nessa época que as tatuagens entraram em sua vida. Elas são uma de suas paixões, assim como lecionar, o que já fazia antes, mas em uma escola particular em Londres (Inglaterra).

O professor acredita que sua presença no meio escolar ajudaria as crianças a aprenderem a ser mais tolerantes.

Pode interessar a você...
Mulher tatuou a última mensagem que seu pai escreveu para ela antes de morrer: “O homem que mais te amou”
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Mulher tatuou a última mensagem que seu pai escreveu para ela antes de morrer: “O homem que mais te amou”

"O homem que mais te amou", essa foi a grande mensagem que um pai deixou para sua filha e ela decidiu carregá-la para sempre na pele.