O primeiro dia de gastroenterite, cuidados básicos

· 5 de março de 2018
A gastroenterite é um problema causado por uma bactéria que pode ser transmitida de várias formas. Uma de tantas é através de alimentos contaminados. Conheça mais sobre esta doença tão comum na atualidade.

Muitas pessoas passam o primeiro dia de gastroenterite sem dar importância aos sintomas e também sem procurar um médico. Vômitos, possíveis diarreias, uma dor no abdômen que vai e vem, levam-nos a pensar que algo que comemos nos fez mal.

Chegamos a pensar que o mal-estar é passageiro, mas quando percebemos que estes sintomas permanecem durante os dias seguintes até se tornarem mais agudos, é quando reagimos e decidimos visitar ao médico. Este é o começo da doença.

O tempo transcorrido entre o momento em que se contrai a infecção e o primeiro dia da gastroenterite declarada (período de incubação), depende do tipo de infecção. Pode acontecer em uma hora ou em várias semanas, mas em geral dura entre dois e três dias.

O que é a gastroenterite?

Imagen da gastroenterite

É uma doença que afeta ao estômago. A causa mais comum é a presença de uma bactéria que geralmente se ingere com algum alimento intoxicado. Esta bactéria altera a mucosa gástrica (o revestimento estomacal) e causa inflamação e inchaço.

Em ocasiões esta doença surge pelo uso ou abuso de medicamentos analgésicos, por vírus ou parasitas, por consumo de cocaína, álcool ou por estresse.

Sintomas

Os sintomas que aparecem com maior frequência são:

  • Ardor na “boca” do estômago, ou seja, na parte superior do abdômen.
  • Arrotos.
  • Soluço.
  • Náuseas e vômitos.
  • Diarreia.
  • Sensação de “estômago muito cheio” depois de comer.
  • Perda de apetite.

Desde o primeiro dia de gastroenterite podem surgir os referidos sintomas de forma simultânea ou só alguns deles. É necessário atendê-los, visto que anunciam que a doença se desenvolveu. Há pacientes nos quais a sintomatologia é muito leve, mas em todos, o mal-estar se torna insuportável.

Sugestões para considerar desde o primeiro dia de gastroenterite

Diante dos primeiros sintomas, o conselho mais importante é consultar ao médico. Porém, existem algumas medidas que devem ser consideradas até que o médico faça seu diagnóstico e prescreva o tratamento, tais como:

  • Deixar que o estômago e o intestino fiquem vazios. Se não houver conteúdo, a infecção não proliferará e se aliviará. Portanto, a pessoa afetada deverá pular duas ou três refeições sem consumir absolutamente nada.
  • Comer aos poucos. Começar com alimentos e remédios naturais como iogurte natural sem açúcar, já que os lactobacilos contribuem para repor a flora intestinal. É importante que o alimento não contenha açúcar, pois se tiver, vai favorecer a infecção. Também é conveniente o consumo de arroz e torradas (em pequenas porções).
  • Ingerir bastante água engarrafada. Tomá-la em pequenos goles. Recomenda-se duas colheres de sopa de água a cada cinco minutos. A água em pequenas quantidades hidrata eficazmente e o organismo a tolera bem.

Uma vez que a doença tenha desaparecido, e durante algum tempo, se sugere comidas pequenas e frequentes.

É importante evitar os alimentos irritantes tais como os picantes, ácidos e fritos, assim como o consumo de álcool. As infusões podem ajudar a aliviar a dor. Adicionar técnicas de gerenciamento de estresse, práticas de meditação e ioga costuma ser de grande ajuda.

Como a gastroenterite se propaga?

Mulher com gastroenterite que não quer comer

Esta doença é cada vez mais frequente no mundo e pode ser transmitida de diferentes formas;

  • Ingestão de alimentos contaminados.
  • De pessoa para pessoa. Isso acontece se uma pessoa infectada vai ao banheiro e depois não lava as mãos devidamente antes de mexer nos alimentos ou tocar na outra pessoa.
  • Quando a pessoa infectada tosse ou espirra, o fluxo transmite o vírus ao ar e alguém pode aspirá-lo.
  • Tomando água contaminada, especialmente em lugares onde a água para consumo humano é de baixa qualidade.

 Prevenção da gastroenterite

Lavar bem as mãos previne a gastroenterite

A higiene é um fator fundamental na hora da prevenção. Se há uma pessoa com gastroenterite na casa, as medidas higiênicas são a principal forma de prevenir sua propagação. Algumas sugestões de prevenção são as seguintes:

  • Limpar frequentemente o vaso com desinfetante.
  • Evitar compartilhar toalhas e utensílios com pessoas que apresentem algum sintoma de gastroenterite.
  • Insistir com a lavagem frequente das mãos dos integrantes da família.
  • Evitar comer alimentos que não ofereçam garantias sanitárias como os que se vendam na rua, por exemplo.
  • Tomar sempre água fervida ou de garrafa.
  • Lavar e desinfetar as verduras e as frutas antes de comê-las.
  • Refrigerar os alimentos, tais como queijos, leite, manteiga, creme, carnes.

É fundamental atender a esta doença em seus primeiros dias e seguir estritamente o tratamento indicado pelo médico; do contrário pode se transformar em uma gastroenterite aguda.