Óleo de orégano para alívio do resfriado: como usá-lo e contraindicações

O óleo de orégano está ligado à saúde respiratória, por isso é usado na medicina popular para o tratamento de resfriados e gripes. Mostraremos como utilizá-lo e compartilharemos seus possíveis benefícios a seguir.
Óleo de orégano para alívio do resfriado: como usá-lo e contraindicações

Última atualização: 28 Março, 2021

O orégano é uma planta aromática que pertence à família da hortelã. Seu óleo é popular graças às suas propriedades antivirais, antioxidantes e anti-inflamatórias. Por tradição, muitas pessoas usam o óleo de orégano para a saúde respiratória e para o alívio da gripe e do resfriado.

O óleo é obtido a partir de várias partes da planta e é consumido em diferentes apresentações. A maior parte delas é encontrada em lojas de produtos naturais como suplementos, tintura ou óleo essencial aromático. Este último serve para uso externo e aromaterapia.

Descubra como usá-lo, bem como os benefícios e contraindicações do óleo de orégano no tratamento dos sintomas de gripes e resfriados, a seguir.

Benefícios do óleo de orégano

O orégano contém vários compostos com propriedades para a saúde humana, como o ácido rosmarínico, o timol e o carvacrol. Esta composição é a base que proporciona os efeitos, entre os quais se destacam os seguintes.

Orégano seco
O orégano não é apenas um condimento culinário, pois também tem aplicações na medicina natural.

1. Antibiótico

De acordo com um estudo em andamento, o orégano pode combater bactérias como a Staphylococcus aureus, uma das causas mais comuns de intoxicação alimentar e infecções de pele. Além disso, o óleo pode ajudar a combater algumas bactérias resistentes a antibióticos.

2. Redução do colesterol

O óleo de orégano pode reduzir o colesterol, de acordo com um estudo científico. Aqueles que receberam o tratamento aumentaram o nível de colesterol bom, enquanto o ruim diminuiu em comparação com aqueles que aplicaram apenas as mudanças na dieta.

3. Antioxidante

Um estudo com outras ervas semelhantes descobriu que o orégano contém níveis de 3 a 30 vezes maiores de antioxidantes quando comparado ao tomilho, erva-de-são-joão e manjerona. O teor antioxidante do óleo de orégano é maior do que o de algumas frutas e vegetais.

4. Melhora a saúde intestinal

O orégano pode melhorar os sintomas intestinais causados ​​por parasitas, como inchaço, dor e diarreia. De acordo com um estudo, todos os participantes experimentaram uma redução na presença de organismos invasores, e uma alta porcentagem foi curada. Ele também pode ser útil contra a condição conhecida como intestino solto.

5. Propriedades anti-inflamatórias

Um estudo em andamento revela que o óleo essencial de orégano pode reduzir a inflamação graças a um dos seus componentes, o carvacrol. Apesar dos avanços, mais pesquisas em humanos ainda são necessárias.

6. Pode tratar infecções por fungo

Com estudos em tubos de ensaio, foi estabelecida a ideia de que o óleo de orégano é eficaz contra cinco tipos diferentes de Candida, um fungo que afeta a boca e a região íntima. É considerado ainda mais eficaz do que outros óleos comprovados. A Candida é encontrada na forma de levedura e causa infecções quando seu crescimento é excessivo.

7. Alivia a dor

Um estudo em andamento descobriu que o óleo de orégano tinha efeitos semelhantes aos analgésicos comumente usados, como a morfina. Essa propriedade se deve a uma das suas substâncias, denominada carvacrol. Porém, estudos em humanos ainda são necessários para verificar sua eficácia total.

8. Pode favorecer a perda de peso

De acordo com uma pesquisa, o óleo de orégano pode ajudar a perder peso, já que o carvacrol reverteria a cadeia de eventos que formam as células de gordura. No entanto, ainda não há evidências conclusivas em humanos a respeito disso.

Como usar o óleo de orégano para o alívio do resfriado?

Graças às propriedades do óleo de orégano, ele pode ajudar a combater bactérias, aliviar a congestão do trato respiratório e também servir como anti-inflamatório. No caso dos resfriados, as duas formas mais comuns de uso são inalação e gargarejo.

Inalação de vapor com óleo de orégano

  1. Coloque uma panela com água no fogo e deixe ferver. Tire a panela do fogo, acrescente duas a três gotas de óleo de orégano e tampe a panela.
  2. Você precisa ter algumas toalhas preparadas com antecedência para cobrir os ombros, costas, cabeça e, por último, a panela. Desta forma, você pode manter o calor do recipiente por mais tempo.
  3. Depois de ter os passos 1 e 2 prontos, coloque a panela ainda coberta sobre uma mesa logo abaixo do nariz.
  4. Certifique-se de estar bem protegido e destampe o recipiente com cuidado. Respire o vapor pelo nariz por cerca de 6 a 12 minutos. Isso ajudará a liberar o muco das suas narinas.
  5. Evite correntes de ar e o frio após a inalação.

Para casos de dor de garganta

  1. Em um copo de água morna, despeje uma a duas gotas de óleo de orégano.
  2. Agora, com pequenos goles, gargareje por cerca de meio minuto.
  3. Repita até que a água termine. Isso o ajudará a desinflamar a área.

Como usá-lo para tratar a bronquite e a tosse?

Outra propriedade do óleo de orégano é seu potencial como expectorante. Dilui o muco, aliviando os sintomas da bronquite. Existem duas maneiras de tratá-la.

Como fazer uma inalação de vapor

  1. Coloque uma panela com água no fogo. Quando ferver, tire-a do fogo, coloque duas a três gotas de óleo de orégano e tampe.
  2. Enquanto a água estiver fervendo, coloque toalhas para cobrir as costas, os ombros e a cabeça. Além disso, tenha uma toalha para a panela. Desta forma, você pode manter o calor do recipiente por mais tempo.
  3. Em um banquinho ou mesa, coloque a panela ainda coberta logo abaixo do nariz.
  4. Com cuidado, destampe a panela e respire o vapor por cerca de 6 a 12 minutos. Isso ajudará a soltar o muco.
  5. Evite correntes de ar durante e após a inalação.

Como aplicar o óleo de orégano no peito

  1. Misture em uma tigela pequena 1 a 2 colheres de chá de óleo de coco com 5 a 8 gotas de óleo de orégano e mexa por alguns segundos.
  2. Usando as mãos quentes, unte as pontas dos dedos com o óleo misturado e esfregue suavemente no peito.
  3. É importante que você se mantenha aquecido durante e após o tratamento.
Óleo essencial de orégano
O óleo de orégano pode ser inalado como um vapor ou aplicado diretamente no peito.

Contraindicações do óleo de orégano

Tenha cuidado para não usar uma dose excessiva de óleo de orégano. Você deve saber que ele é elaborado com uma alta concentração. Se você exagerar ao tomar muito ou usá-lo por um período longo demais, podem ocorrer alguns efeitos devido ao seu teor de timol.

Entre as reações colaterais mais comuns estão alergias cutâneas e oculares, náuseas e vômitos, dispepsia e erupções cutâneas. Ainda faltam pesquisas científicas para embasar seu uso em gestantes e crianças, por isso recomenda-se não aplicar o óleo de orégano em ambos os casos.

Utilize o óleo de orégano para o alívio do resfriado com cuidado

Os benefícios do óleo de orégano são úteis. Ele ainda tem antioxidantes em quantidades maiores do que algumas frutas e vegetais. No entanto, lembre-se de que estudos mais extensos ainda são necessários para o entendimento completo da sua função.

O óleo de orégano pode ser usado para aliviar alguns problemas comuns de saúde (resfriados e gripes), mas você deve ingerir ou aplicar as doses adequadas. Sempre leia as recomendações estabelecidas pelo fabricante.

Pode interessar a você...
Remédio de orégano e azeite de oliva para proteger o sistema respiratório
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Remédio de orégano e azeite de oliva para proteger o sistema respiratório

Anime-se a preparar esta receita e mantenha esse óleo de orégano sempre à mão para proteger o sistema respiratório de forma natural.



  • Preuss, H. G., Echard, B., Dadgar, A., Talpur, N., Manohar, V., Enig, M., Bagchi, D., & Ingram, C. (2005). Effects of Essential Oils and Monolaurin on Staphylococcus aureus: In Vitro and In Vivo Studies. Toxicology mechanisms and methods, 15(4), 279–285. doi: 10.1080/15376520590968833
  • Sienkiewicz, M., Wasiela, M., & Głowacka, A. (2012). Aktywność przeciwbakteryjna olejku oreganowego (Origanum heracleoticum L.) wobec szczepów klinicznych Escherichia coli i Pseudomonas aeruginosa [The antibacterial activity of oregano essential oil (Origanum heracleoticum L.) against clinical strains of Escherichia coli and Pseudomonas aeruginosa]. Medycyna doswiadczalna i mikrobiologia, 64(4), 297–307.
  • Ozdemir, B., Ekbul, A., Topal, N. B., Sarandöl, E., Sağ, S., Başer, K. H., Cordan, J., Güllülü, S., Tuncel, E., Baran, I., & Aydinlar, A. (2008). Effects of Origanum onites on endothelial function and serum biochemical markers in hyperlipidaemic patients. The Journal of international medical research, 36(6), 1326–1334. doi: 10.1177/147323000803600621
  • Zheng, W., & Wang, S. Y. (2001). Antioxidant activity and phenolic compounds in selected herbs. Journal of agricultural and food chemistry, 49(11), 5165–5170. doi: 10.1021/jf010697n
  • Force, M., Sparks, W. S., & Ronzio, R. A. (2000). Inhibition of enteric parasites by emulsified oil of oregano in vivo. Phytotherapy research : PTR, 14(3), 213–214. doi: 10.1002/(sici)1099-1573(200005)14:3<213::aid-ptr583>3.0.co;2-u
  • Zou, Y., Xiang, Q., Wang, J., Peng, J., & Wei, H. (2016). Oregano Essential Oil Improves Intestinal Morphology and Expression of Tight Junction Proteins Associated with Modulation of Selected Intestinal Bacteria and Immune Status in a Pig Model. BioMed research international, 2016, 5436738. doi: 10.1155/2016/5436738
  • Silva, F. V., Guimarães, A. G., Silva, E. R., Sousa-Neto, B. P., Machado, F. D., Quintans-Júnior, L. J., Arcanjo, D. D., Oliveira, F. A., & Oliveira, R. C. (2012). Anti-inflammatory and anti-ulcer activities of carvacrol, a monoterpene present in the essential oil of oregano. Journal of medicinal food, 15(11), 984–991. doi: 10.1089/jmf.2012.0102
  • Pozzatti, P., Scheid, L. A., Spader, T. B., Atayde, M. L., Santurio, J. M., & Alves, S. H. (2008). In vitro activity of essential oils extracted from plants used as spices against fluconazole-resistant and fluconazole-susceptible Candida spp. Canadian journal of microbiology, 54(11), 950–956. doi: 10.1139/w08-097
  • Aydın, S., Öztürk, Y., Beis, R. and Hüsnü Can Başer, K. (1996), Investigation of Origanum onites, Sideritis congesta and Satureja cuneifolia Essential Oils for Analgesic Activity. Phytother. Res., 10: 342-344. doi: 10.1002/(SICI)1099-1573(199606)10:4<342::AID-PTR832>3.0.CO;2-W
  • Jung, C. Y., Kim, S. Y., & Lee, C. (2018). Carvacrol Targets AXL to Inhibit Cell Proliferation and Migration in Non-small Cell Lung Cancer Cells. Anticancer research, 38(1), 279–286. doi: 10.21873/anticanres.12219
  • Cho, S., Choi, Y., Park, S., & Park, T. (2012). Carvacrol prevents diet-induced obesity by modulating gene expressions involved in adipogenesis and inflammation in mice fed with high-fat diet. The Journal of nutritional biochemistry, 23(2), 192–201. doi: 10.1016/j.jnutbio.2010.11.016