O uso do óleo de rícino

· 11 de novembro de 2014
Dado que o rícino é uma planta tóxica, devemos usar seu óleo de forma moderada. Seu uso tópico é recomendado para tratar queimaduras solares e outras condições, mas em excesso pode causar irritações.

O óleo de rícino é um produto muito usado em diversas indústrias, entre elas, a de cosméticos. Siga lendo esse artigo e descubra os amplos benefícios que esse produto pode proporcionar.

A origem do óleo de rícino e seus diversos benefícios

O óleo de rícino é extraído das sementes de uma planta conhecida como Ricinus communis, cultivada em climas tropicais. Esse líquido é utilizado principalmente na indústria de tintas, vernizes e corantes.

Bem como para componentes combustíveis, para a produção de cosméticos e tratamento capilares por sua quantidade de benefícios para os problemas de pele e a queda de cabelo.

O processo de aproveitamento de suas propriedades medicinais requer um tratamento especial, além disso sua composição é muito específica e permite que seja utilizado de várias formas.

Leia mais: Dica de beleza: conheça as 11 melhores

O óleo de rícino para a pele

Esse óleo é um excelente remédio para tratar algumas doenças dermatológicas e contribui para obter um melhor aspecto, sendo amplamente utilizado nos cremes de beleza.

Por sua composição e características, é usado para a fabricação de sabão, perfumes e produtos farmacêuticos.

As doenças mais comuns da pele são tratadas com este remédio natural como queimaduras por exposição excessiva ao sol, acne e fungos.

Além disso, é muito útil para acelerar o processo de cicatrização de feridas, por seus comprovados efeitos desinfetantes e curativos. No entanto, às vezes, se utilizado em excesso é possível que cause irritação em peles sensíveis.

Para evitar esses problemas, o recomendável é aplicá-lo em pequenas quantidades e perguntar sempre o médico se pode existir alguma contraindicação no seu caso em particular

Para as pessoas que desejam frear o envelhecimento refletido na pele e cabelo, o óleo de rícino auxilia no crescimento do cabelo e como creme facial, previne o surgimento de rugas, hidratando a pele e conseguindo uma aparência mais jovem e saudável.

Ademais, é utilizado com outros óleos vegetais para o tratamento dos cabelos oleosos, secos e com caspa;  conseguindo melhorar a aparência e tornando-os mais saudáveis.

Melhore o seu corpo desde dentro

Óleo de rícino ajuda a previnir a artrite

Por suas importantes propriedades, o óleo de rícino também é utilizado em diversos tratamentos de artrite, artroses e dores nas articulações.

Antes de consumir qualquer produto, consulte seu médico para que realize uma avaliação correspondente; para conhecer a dose e possíveis contraindicações.

Na indústria farmacêutica, o óleo de rícino é conhecido principalmente como remédio contra a gripe e a prisão de ventre.

Desde a antiguidade, um dos primeiros usos desse óleo foi como laxante natural. No entanto, é muito importante ter muita atenção ao administrar a dosagem, porque pode causar efeitos adversos ao esperado.

Saiba mais: Recomendações para tratar a artrite

O que não esquecer ao usar o óleo de rícino

O óleo de rícino deve ser usado com cautela e cuidado excessivo; uma vez que as sementes dos rícino são venenosas e perigosas para a saúde.

Ademais, alertamos que verifique se o mesmo foi devidamente processado por métodos industriais para garantir seus efeitos benéficos.

  • Miranda, T. F. (2018). Eficácia do óleo de rícino (Ricinus Communis) no crescimento capilar (Doctoral dissertation).
  • Valderramas, A. C. (2006). Estudo da atividade anti-inflamatória de ricinus communis (Euphorbiacea).