O que acontece no corpo ao parar de tomar o anticoncepcional?

As pílulas anticoncepcionais marcaram um marco na sensação de liberdade das mulheres para escolher sua fertilidade e sexualidade. No entanto, não é o método ideal para todas e algumas mulheres preferem deixar de usá-las.
O que acontece no corpo ao parar de tomar o anticoncepcional?

Última atualização: 26 julho, 2022

Desde que surgiram as pílulas anticoncepcionais, as mulheres sentem-se livres para escolher o momento ideal para constituir família sem abrir mão de sua sexualidade. No entanto, apesar da evolução da contracepção hormonal desde a sua criação, os efeitos adversos ainda são uma causa comum de abandono do método. Por esta razão, é lógico que você tenha se perguntado “o que acontece se eu parar de tomar pílulas anticoncepcionais?”.

O objetivo de iniciar um método anticoncepcional é alcançar a adesão ao mesmo; isto é, usar ele continuamente. Por isso, a assessoria adequada fornece informações verdadeiras sobre as diferentes opções existentes, esclarecendo dúvidas a esse respeito.

Este acompanhamento facilita a escolha do método. O profissional de saúde deve levar em consideração as necessidades e desejos da paciente, reduzindo assim o abandono e tirando dúvidas como “o que acontece se eu parar de tomar anticoncepcional?”.

Razões pelas quais se decide parar de usar as pílulas anticoncepcionais

Embora existam várias razões pelas quais uma mulher decida fazer isso, esse abandono deve ser evitado se for medo de seus efeitos adversos.

Você precisa de conselhos realistas. As composições farmacológicas atuais geralmente têm melhores faixas de segurança. Muitos dos efeitos colaterais comuns de preparações anteriores foram reduzidos.

Da mesma forma, é importante orientar sobre as ações que podem ser tomadas quando surge um inconveniente. Para que a mulher se sinta segura com o uso de pílulas anticoncepcionais desde o primeiro momento.

O aconselhamento também deve enfatizar que os efeitos colaterais mais comuns são geralmente temporários, de modo que podem melhorar com o tempo. Entre estes estão os seguintes:

  • Dor de cabeça.
  • Alteração da função sexual.
  • Modificação do padrão de sangramento.
  • Alterações na pigmentação da pele (melasma).
  • Aumento da sensibilidade mamária durante os primeiros meses.
  • Alterações no peso corporal.
Sensibilidade mamária devido a anticoncepcionais.
A sensibilidade mamária é um efeito colateral relativamente frequente que desaparece com o uso contínuo de anticoncepcionais.

Risco de gravidez

O principal efeito quando você decide parar é a restauração da possibilidade de uma gravidez. O abandono do método leva ao reaparecimento da ovulação, de modo que a fertilidade é restaurada.

Na verdade, a chance de gravidez no primeiro ano após a interrupção do método pode chegar a 96%.

No entanto, a variabilidade apresentada entre as mulheres que usaram anticoncepcional oral em relação à fertilidade dificultou o estabelecimento de um período de segurança. Isso depende tanto da concentração hormonal do método, quanto da continuidade e tempo de uso.

Admite-se que alguns fatores específicos de cada mulher também desempenham um papel importante. Portanto, é aconselhável recorrer a um método de barreira para evitar gravidezes indesejadas se a contracepção oral for suspensa.

Alteração no ciclo menstrual: um efeito frequente

A inibição da ovulação é considerada o principal mecanismo contraceptivo das pílulas. No entanto, outros efeitos, como a diminuição da proliferação do endométrio, impedem que o útero se prepare para uma possível implantação, auxiliando na contracepção. Esse mecanismo tem a vantagem adicional de causar menstruações mais escassas e regulares.

A suspensão repentina das pílulas anticoncepcionais leva ao aparecimento de alterações hormonais suficientes para desencadear sangramentos irregulares. Da mesma forma, o efeito protetor dos contraceptivos orais sobre a intensidade da dor que aparece em algumas pacientes durante a menstruação desaparece, desencadeando vários graus de dismenorreia.

Pílulas anticoncepcionais e problemas de pele

Outro benefício adicional da contracepção hormonal combinada é o efeito antiadrogênico. Isso é muito útil para mulheres que têm problemas de acne ou hirsutismo.

A suspensão das pílulas anticoncepcionais, quando conseguiram melhorar essas condições de forma secundária, está relacionada ao reaparecimento dos sintomas e o consequente impacto que produzem na paciente.

Embora os anticoncepcionais orais tenham sido utilizados como método anticoncepcional, eles não possuem esse uso exclusivo. Portanto, se foram indicadas para outro efeito que não for o controle de natalidade, é fundamental buscar orientação antes de suspendê-las.

Acne tratada com pílulas anticoncepcionais.
Algumas pacientes usam os contraceptivos orais para tratar sua acne. Quando eles são interrompidos, os sintomas cutâneos reaparecem.

Mudanças de humor e libido

O efeito antiandrogênico deve produzir uma diminuição nos níveis de testosterona livre no corpo. Portanto, uma diminuição do desejo sexual apareceria com o uso de anticoncepcionais orais.

Esta evidência não é clara.

A sexualidade envolve processos complexos, tanto do ponto de vista hormonal, bioquímico e psicossocial. O simples fato de uma mulher recorrer ao uso de pílulas anticoncepcionais é uma indicação clara de seu desejo de manter uma vida sexual ativa.

Devido a essa complexidade, é difícil estabelecer a real relação entre anticoncepcionais e função sexual. No entanto, a decisão de suspendê-los pode revelar um componente emocional, que de outra forma passaria despercebido.

O que acontece com meu comportamento se eu parar de tomar pílulas anticoncepcionais?

Por fim, essa mesma repercussão na esfera sexual e emocional pode ser extrapolada para o comportamento das mulheres. Em linhas gerais, as pílulas anticoncepcionais são uma opção viável para pessoas que mantêm uma vida sexual consciente e responsável..

O controle de natalidade representa apenas parte dos riscos inerentes à sexualidade humana.

As infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) continuam a ser uma possibilidade. Sua prevenção requer o uso de métodos de barreira, como o preservativo, que é uma das opções disponíveis para as mulheres que abandonam a pílula anticoncepcional.

Pode interessar a você...
Os 4 hormônios do estresse
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Os 4 hormônios do estresse

Longos períodos de estresse provocam a liberação de hormônios capazes de causar alterações no funcionamento do organismo. Saiba mais aqui!



  • Barrera, L.; Olvera, V.; Castelo, C.; Cancelo, M.; Causas de Desapego a los Métodos Anticonceptivos; Ginecología y Obstetricia de México; Suplemento 1: S128 – S135; 2019.
  • Vásquez, D.; Ospino, A.; Anticonceptivos Orales Combinados; Revista de Ginecología y Obstetricia de México; 88 (Suplemento 1): S13 -S31; 2020.
  • Niño, C.; Vargas, L.; González, N.; Abandono, Cambio o Falla de los Anticonceptivos Hormonales en Población Universitaria; Revista de Ginecología y Obstetricia de México; 87 (8): 499 – 505; 2019.
  • Bucheli, R.; Noboa, E.; Anticoncepción Hormonal; Segunda Edición; Capítulo 28: Anticoncepción Hormonal y Sexualidad; 455 – 464; 2021.
  • Febres, F.; Febres, C.; Efectos beneficiosos no Anticonceptivo a Corto y Largo Plazo de los Anticonceptivos Orales; Celsam;
  • Figueroa, J.; Aparicio, R.; El Abandono de la Anticoncepción; Revistas UNAM; Anticoncepción: 13 – 14.