Medicamentos que provocam sonolência excessiva

28 de março de 2020
Existe uma ampla variedade de medicamentos que podem causar sonolência. Por que é importante conhecê-los? No geral, desconhecer esse efeito colateral pode aumentar o risco de acidentes.

É muito comum sentirmos sono durante o dia e não sabermos relacioná-lo com nenhuma causa. No entanto, se você estiver fazendo algum tratamento, é importante saber que são muitos os medicamentos que provocam sonolência excessiva, um efeito colateral do qual nem sempre somos conscientes.

Ainda que os farmacêuticos às vezes alertem os pacientes sobre esse tipo de reação adversa, é fundamental se informar sobre o tipo de medicamento que você vai consumir.

Estar bem informado sobre o tratamento pode evitar muitas complicações. Um dos fármacos mais utilizados que provocam sonolência são os benzodiazepínicos.

Esses medicamentos, por nos deixarem com sono, podem provocar acidentes tanto de trabalho quanto de trânsito. Portanto, é fundamental conhecer esses efeitos para prevenir esse tipo de problema.

Características gerais da sonolência

Mulher com sono
As pessoas com sonolência podem sofrer acidentes de trabalho ou de trânsito. Além disso, têm dificuldade para cumprir com as atividades diurnas.

A sonolência é um dos sintomas mais frequentes relacionados com o sono; afeta aproximadamente 20% dos adultos em países desenvolvidos.

Esse transtorno pode provocar graves e diferentes consequências, como acidentes de trânsito, de trabalho ou outros problemas de saúde na idade adulta. Além disso, os adolescentes que sofrem deste transtorno podem reduzir seu rendimento escolar de forma significativa.

Entre as principais causas da sonolência diurna, encontram-se as seguintes:

  • Privação de sono: é a causa mais comum. Os estudos indicam que dormir 6 horas durante 14 dias provoca uma deterioração significativa das funções neurobiológicas.
  • Efeitos dos medicamentos: a sonolência é um dos efeitos adversos mais frequentes dos medicamentos que afetam o sistema nervoso central.
  • Substâncias ilegais.
  • Apneia obstrutiva do sono.

A seguir, veja alguns dos medicamentos que provocam sonolência excessiva. Lembre-se de consultar um médico ou farmacêutico diante de qualquer dúvida.

Medicamentos alfa-bloqueadores

São os medicamentos utilizados para o tratamento da hipertensãoassim como para o tratamento da hiperplasia benigna da próstata e da doença de Raynaud. Os alfa-bloqueadores são associados a uma redução do sono noturno, à sedação e à sonolência diurna.

Não deixe de conhecer: 7 graves efeitos de não dormir o suficiente

Benzodiazepínicos

Em alguns países, são comercializados cerca de 30 compostos com indicações como ansiolíticos, hipnóticos ou miorrelaxantes com mais de 90 marcas diferentes registradas. Alguns desses medicamentos que pertencem à família dos benzodiazepínicos são o bromazepam, o clonazepam, clorazepato, midazolam ou lorazepam.

São fármacos que reduzem a ansiedade e potencializam os efeitos de uma substância conhecida como GABAque é a responsável por inibir a ativação do sistema nervoso central.

Portanto, são medicamentos que provocam sonolência devido aos efeitos comentados. Assim, se você for realizar alguma atividade que requeira atenção especial, é preciso ter precaução.

Anti-histamínicos H1 de primeira geração

Estes medicamentos bloqueiam os receptores H1 da histamina, ou seja, impedem que a histamina se una a estas estruturas e que desencadeie, dessa maneira, os efeitos típicos dessa substância.

A histamina é uma substância química relacionada com as alergiasQuando uma pessoa entra em contato com uma substância à qual é alérgica, os níveis de histamina disparam e surgem os sintomas típicos dessas reações.

No entanto, estes medicamentos, como a difenidramina, podem suprimir também o sistema nervoso central, causando uma sonolência intensa.

Descubra também: Alergias sazonais

Antidepressivos

Mulher tomando ansiolíticos
Os antidepressivos podem ser a causa da sonolência. Na verdade, algumas opções são inclusive usadas para induzir o sono.

Alguns estudos demonstraram que, em pacientes depressivos com insônia, os antidepressivos sedativos melhoram o sono.

Talvez por isso, há alguns anos tenha aumentado muito a utilização de antidepressivos sedativos em doses baixas como hipnóticos em pacientes com insônia, mas sem depressão clínica. Entre esses antidepressivos encontram-se a trazodona e a mirtazapina.

Outros medicamentos que provocam sonolência excessiva

Além dos mencionados, são muitos os medicamentos que apresentam esse efeito colateral. A seguir, mencionaremos outros medicamentos que produzem esse sintoma, mas saiba que existem muitos outros.

  • Antieméticos.
  • Vitamina A em doses excessivas.
  • Relaxantes musculares.
  • Antiepilépticos.
  • Promotores do sono.

Conclusão

É fundamental estar informado sobre quais fármacos provocam sonolência excessiva. Caso contrário, a chance de ocorrerem acidentes graves aumenta consideravelmente. Por isso, consulte seu médico e seu farmacêutico de confiança diante de qualquer dúvida sobre o tema. Além disso, nunca se automedique.

  • MJ. Barbanoja, RM. Antonijoana, C. García-Geaa, S. Closa, E. Grasaa, S. Giméneza, Fármacos que pueden producir somnolencia excesiva, Elsevier, https://www.elsevier.es/es-revista-vigilia-sueno-270-articulo-farmacos-que-pueden-producir-somnolencia-13109171
  • F. Cañellasa, Uso de los antidepresivos en el tratamiento del insomnio, Elsevier, https://www.elsevier.es/es-revista-vigilia-sueno-270-articulo-uso-los-antidepresivos-el-tratamiento-13062068
  • Benjamín Valente-Acosta, Paul David Uribe Jaimes, Fármacos inductores del sueño, https://www.researchgate.net/publication/311675265_Farmacos_inductores_del_sueno
  • Goel N, Rao H, Durmer JS, Dinges DF. Neurocognitive consequences of sleep deprivation. Semin Neurol. 2009;29(4):320–339. doi:10.1055/s-0029-1237117