Como encontrar o meu estilo pessoal?

Encontrar o seu estilo pessoal é uma jornada de autoconhecimento. Descubra neste artigo a importância de conhecermos as nossas virtudes e colocá-las para vibrar em sintonia com o dia a dia.
Como encontrar o meu estilo pessoal?

Última atualização: 16 Julho, 2021

O estilo do ser humano é a linguagem que o identifica e, por sua vez, o exterioriza. Você pode se perguntar: “Como faço para encontrar o meu estilo pessoal?” Bom, você constrói a resposta à medida que entende seus gostos e suas preferências.

Ele é constituído por uma combinação de cores, texturas, cortes e materiais que, quando combinados, dizem o que você é e o que sente. Vale como a sua proposta, a sua maneira de se colocar diante dos outros e diante do conjunto de circunstâncias que compõem o dia a dia.

Claro, o crucial será conhecer a si mesmo e se ver como você é. Um conselho: fique na frente do espelho e olhe para si mesmo com seus próprios olhos, não com aqueles que você acha que os outros vão olhar para você. Este é um sinal essencial de liberdade e confiança.

Aspectos que você deve ter em mente se quiser encontrar o seu estilo próprio

Conhecer a si mesmo é saber quais são as características do seu próprio corpo. O formato do rosto, a largura dos ombros, dos quadris, o comprimento das pernas ou do pescoço, determinam como a roupa vai ficar em você. Da mesma maneira, o seu tom de pele indicará os contrastes, gamas ou tonalidades dos acessórios.

Você deve aprender a se observar na frente do espelho com o critério da objetividade. Se você decidir seguir as formas do seu corpo para tomar decisões sobre a sua aparência geral, é aconselhável adotar algumas orientações que fortalecerão as opções.

“Nossos corpos não são apenas o lugar através do qual percebemos o mundo; através deles, passamos a ser notados.”
– Merleau Ponty –

O estilo pessoal não se compra

Armário de roupas
Não são as roupas caras que definem a sua personalidade, mas a maneira como você se sente quando as veste.

Esperar ter dinheiro para adquirir as peças que definem o seu estilo não é a melhor decisão. Pode acontecer que o tempo passe e você não alcance a meta projetada. Dependendo dos seus recursos e criatividade, você deve tomar as decisões certas para que se sinta pleno e satisfeito.

Mais do que um novo guarda-roupa, concentre-se em estabelecer novas combinações com o que tem no armário. Experimente para ver se funcionam conforme o esperado. Caso contrário, faça os ajustes que parecem necessários para você e sempre considere o contexto.

Primeiro a sua opinião, depois as dos outros

Na hora de decidir, analise o que você sente, pois ninguém pode conhecê-lo melhor do que você mesmo. Claro, a sinceridade e a honestidade devem prevalecer. Encontrar o seu estilo pessoal é uma escola para aprender a construir seu jeito de ser e de agir.

Essa busca passa por um processo de reflexão e autodescoberta importante. Não responde aos padrões de beleza pré-estabelecidos, mas a uma decisão com a qual você se sente confortável.

Sonhando com os pés no chão, mas sonhando

Essa singularidade que você constrói tem as suas raízes, conhece os limites e fundamenta as suas estratégias na realidade. Você pode ir além, mas que o impulso seja com os seus próprios pés. Sem dúvida, este é um desafio em um mundo onde as aparências importam tanto.

Seu estilo pessoal deve ser um carimbo, a sua marca e assinatura. Mais do que um estilo, é uma aceitação da sua coragem e carisma. Com ele, você reflete quem você é na sociedade e dá indícios de como está a sua autoestima.

Dicas para encontrar o seu estilo

O essencial na construção do estilo pessoal é que ele seja seu e que você se reconheça nele, que esteja satisfeito com o que projeta. Se for uma imposição, mais cedo ou mais tarde afetará o seu humor.

A marca de um estilo próprio bem definido é a felicidade e a espontaneidade que você irradia. Isso o fará caminhar com passos firmes e determinados. Você comunicará essa certeza aos outros, o que se manifestará com respeito e franqueza.

Seu estilo pessoal lhe dará confiança e segurança

Esta é a chave para o estilo pessoal. Dar a você confiança e segurança porque responde às suas necessidades, aos seus gostos e à sua forma de lidar com o dia a dia.

Em particular, o que você veste ou usa atende aos seus desejos, tanto quanto possível. Fingir ir além de si mesmo pode criar uma margem de incerteza.

O estilo pessoal não precisa ser estritamente original

É difícil ser totalmente original em um mundo tão diverso. Portanto, não convém priorizar a originalidade se isso nos levar à beira da falsidade.

Seu estilo pessoal deve ser autêntico: uma afirmação da sua identidade e, portanto, uma projeção da sua personalidade.

É melhor não seguir regras externas

Mulher cheia de estilo
Podemos seguir as tendências, mas de acordo com os nossos próprios critérios e gostos.

É inevitável que você tenha referências e que queira seguir as tendências. Além disso, as redes sociais estão repletas de imagens de seus atores, atrizes, cantores e cantoras favoritos que fazem todo o possível para impor critérios de moda.

Deixe-se levar pelos seus próprios critérios, tentando misturar cores e formas que seduzam você. O autoconhecimento é a chave do estilo e passa por um diálogo harmonioso com as tendências e variantes do ambiente, com os ares da época. É a sua maneira de dizer aqui e agora.

Seu estilo é definido pela sua forma de vida

Mesmo que você não diga qual é a sua profissão, do que gosta, como encara a vida, tudo será espelhado na sua forma de se vestir. Essa seria a fórmula para projetar firmeza e personalidade.

Não se trata de usar uniforme, mas de fazer as coisas de que gosta e que complementam você, adaptando-as às cores, às roupas, calçados e acessórios.

Divirta-se

Encontrar seu estilo pessoal deve ser uma fonte de alegria. Isso permitirá que você ande pela vida com passos firmes. Um corpo triste transmite desânimo e consternação. Entretanto, se nos sentirmos confortáveis e felizes com o que temos e somos, transmitiremos naturalidade, deixando de lado a seriedade cerimoniosa e afetada. Acima de tudo, esqueceremos o “o que vão pensar de mim?”.

O corpo é o interior da roupa, seu conteúdo e suporte, enquanto a roupa, que o cobre como uma segunda pele ou primeira casa, torna-se seu primeiro espaço de contenção e, também, de significação na esfera pública”.
– Andrea Saltzman –

Seu estilo pessoal é um diálogo permanente com o dia a dia

As roupas, penteados e acessórios tornam-se uma leitura do seu diário. Trata-se de um diálogo interno concentrado, mas sem elaboração na própria exploração. É uma maneira despojada de descobrir o que o constitui, e quanto isso acontece, se reflete em plenitude e liberdade.

Para terminar, o mundo oferece variedade, oportunidades e designs que dialogam com a sua inspiração. Você observa e absorve. As suas escolhas, de acordo com seus gostos, determinarão o seu estilo pessoal e único com o qual decidirá interagir com o seu ambiente.

Viver para agradar aos demais rouba a sua energia. Portanto, tente descobrir o que lhe agrada e, com base nisso, construa sua personalidade, suas próprias respostas às demandas do trabalho, estudo, família, filhos, parceiro. Seja você mesmo. O resto virá sem esforço.

Pode interessar a você...
Acrescente estilo ao seu jeans com retalhos
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Acrescente estilo ao seu jeans com retalhos

Não jogue fora sua calça rasgada, use a sua imaginação e alguns retalhos que encontre por aí e entre na moda do jeans com retalhos.



  • Fernández, E. (2012). Identidad y personalidad: o como sabemos que somos diferentes de los demás. Revista digital de medicina psicosomática y psicoterapia2(4), 1-16. Disponible en: https://www.psicociencias.org/pdf_noticias/Identidad_y_personalidad.pdf
  • González Martínez, M. T. (1999). Algo sobre la autoestima. Qué es y cómo se expresa. Disponible en: https://gredos.usal.es/handle/10366/69351
  • Merleau-Ponty, M. (1976). The Primacy of Perception. Evanston y Chicago: Northwestern University Press.
  • Saltzman, A. (2004). El cuerpo diseñado: sobre la forma en el proyecto de la vestimenta. Buenos Aires: Paidós.