Dicas para economizar nas reformas

15 Janeiro, 2020
É preciso ter em mente que uma reforma consiste no conserto de uma obra já existente; seja pela deterioração, falha de construção ou por algum motivo estético.
 

Você nem sempre pode evitar as reformas. Além disso, não é conveniente adiá-las por muito tempo e nem deixar de fazê-las. Afinal, uma casa em boas condições é fundamental. E com elas, a manutenção posterior será muito mais fácil e econômica. Neste artigo oferecemos algumas dicas sobre como economizar nas reformas.

Quando a reforma é trabalhosa e intensa, é apropriado seguir certas dicas para alcançar o resultado desejado sem gerar um impacto negativo nas finanças. De acordo com o espaço a reformar (interno ou externo), as obras podem variar consideravelmente.

Em alguns casos, é preciso reparar, ampliar e mudar algo além do que se queria reformar no começo. Em geral, antes, durante e depois de uma reforma é necessário fazer pelo menos uma revisão nas instalações elétricas ou nas tubulações de água e gás.

Como ocorrem as reformas?

Toda reforma implica um estudo preliminar da estrutura para determinar o que é preciso consertar, como se pode aproveitar o que já existe e que outros aspectos podem ser afetados. A partir disso, faz-se um anteprojeto para organizar o que foi observado sobre o local a ser reformado e o brainstorming inicial.

Logo, passa-se à realização do projeto, para assim assinalar quais são as especificações técnicas requeridas pela obra. Uma vez que os detalhes estejam definidos, inicia-se a obra. Em seguida, coloca-se em curso um processo de inspeção contínua, com o objetivo de garantir um bom resultado final. Essa inspeção deve ser executada por uma pessoa especializada.

 

Mas o que realmente interessa é uma boa administração dos recursos (tanto materiais como financeiros) não só para que a obra fique bem-feita como também para reduzir ao máximo o estresse que as mudanças que vão ocorrendo implicam.

De acordo com um estudo realizado pelo pesquisador Bruce McEwen, o estresse pode afetar negativamente a saúde, por isso é importante manter a calma e a paciência. Com base no exposto, a seguir oferecemos uma série de dicas de grande utilidade para que você consiga economizar nas reformas.

Leia também: Como reformar a cozinha sem gastar muito dinheiro

Dicas para economizar nas reformas

Você nem sempre pode evitar as reformas. Além disso, não é conveniente adiá-las por muito tempo e nem deixar de fazê-las. Neste artigo oferecemos algumas dicas sobre como economizar nas reformas

Muitas vezes, as pessoas não se dão conta de que, antes de planejar uma reforma trabalhosa, a primeira coisa que devem fazer é uma limpeza em profundidade da área e avaliar o quão grave é a avaria. Caso não haja nenhuma e você queira fazer uma reforma por motivos estéticos, deve levar em conta que não é preciso recorrer a medidas radicais.

Existem alternativas que permitem dar um novo visual ao espaço de maneira simples. Nesse sentido, algumas alternativas que têm ganhado popularidade são:

 
  • Papel de parede
  • Vinil decorativo
  • Paredes-lousa

Você também pode disfarçar aquilo que não gosta mais por meio das alternativas que mencionamos. Outras alternativas podem ser trocar os acessórios, mudar os móveis de lugar ou, inclusive, aplicar algumas técnicas inteligentes de reciclagem.

No caso da renovação da decoração, por exemplo, você pode mudar o estofado de um sofá (uma vez que tenha sido bem limpo) e introduzir duas peças novas para dar um ar diferente ao cômodo.

Não deixe de ler: Faça essas perguntas antes de decorar um ambiente

Organize suas ideias e mantenha seu objetivo em mente

Organize suas ideias e mantenha seu objetivo em mente para economizar nas reformas

Em conclusão, na hora de reformar sem exceder seu orçamento, o principal é ter claro o objetivo da reforma (por avaria ou por capricho) para poder avaliar o panorama de uma forma assertiva.

Além disso, também será necessário levar em conta o que foi mencionado anteriormente, que pode ser resumido em:

  1. Avaliar se é possível reparar algo por conta própria, além de sempre analisar quais outras estruturas podem ser afetadas pelas mudanças desejadas.
  2. Se informar bem antes de procurar ajuda para os aspectos mais difíceis (como uma instalação elétrica, por exemplo). Antes de contratar serviços profissionais, solicitar até 3 orçamentos antes de começar a obra.
  3. Se a obra exige a compra de vários materiais e ferramentas, não se precipite. Visite várias lojas para pesquisar preços melhores e, se possível, conseguir ofertas.
  4. A limpeza sempre é necessária antes de realizar qualquer tipo de obra. Se você mesmo a fizer, não será necessário recorrer a um serviço de limpeza. Há, todavia, exceções.
 

Em suma, enquanto você tiver a mente clara, as reformas não implicarão um estresse excessivo. Com as dicas que compartilhamos, você poderá se planejar e se ajustar às mudanças que podem ocorrer durante o processo.

Além disso, com elas você poderá inclusive encurtar a duração das reformas estéticas. Com isso, você conseguirá atingir os resultados desejados mais rapidamente.