Diabetes em crianças e adolescentes

A diabetes em crianças e adolescentes geralmente se deve à genética, mas também está intimamente relacionada ao sobrepeso e à obesidade na infância. Saiba mais a seguir.
Diabetes em crianças e adolescentes

Última atualização: 13 Julho, 2021

A diabetes em crianças e adolescentes é um problema que vem ganhando força em nossa sociedade. A diabetes mellitus é uma doença em que o corpo não pode produzir ou usar insulina. A insulina é a chave que permite que a glicose entre nas células.

Quando isso acontece, a glicose permanece circulando no sangue. Essas altas concentrações de glicose acabam prejudicando os tecidos. Além disso, as células precisam incorporá-la para obter energia. Portanto, a diabetes pode ser uma doença séria.

Existem dois tipos de diabetes: tipo 1 e tipo 2. Nos últimos anos, a incidência desta doença aumentou. Esse fato está relacionado principalmente ao nosso estilo de vida e ao aumento dos casos de obesidade.

Na verdade, a diabetes em crianças e adolescentes é praticamente igual à dos adultos no que diz respeito aos sintomas. No entanto, existem certas diferenças em como e por que isso acontece. Nas linhas a seguir, explicaremos tudo que você precisa saber a esse respeito.

O que causa diabetes em crianças e adolescentes?

Como já mencionamos, de maneira geral, existem dois tipos de diabetes. A diabetes tipo 1 é aquela em que o pâncreas não produz insulina, enquanto na diabetes tipo 2 o que acontece é que há uma resistência dos tecidos à insulina, por isso ela não consegue atuar.

A diabetes em crianças e adolescentes tem causas e fatores de risco específicos. Primeiro, vamos explicar o caso da diabetes tipo 1.

Pessoa com diabetes

Diabetes tipo 1

Esse tipo ocorre porque as células do sistema imunológico atacam as células que produzem insulina. Estas últimas estão no pâncreas. Dessa forma, o corpo não consegue produzir a insulina de que necessita. Isso é evidenciado pelas informações do KidsHealth.

Esta é uma doença crônica. Na verdade, é uma das doenças crônicas mais frequentes na infância. A causa da diabetes tipo 1 geralmente é genética. Acredita-se que pode haver um grande componente genético nesta patologia, portanto, se um dos pais tiver diabetes, a criança tem uma probabilidade muito maior de sofrer do mesmo problema.

Diabetes tipo 2

A diabetes em crianças e adolescentes, quando é do tipo 2, ocorre porque o organismo cria uma resistência à insulina. Ao contrário do tipo 1, o pâncreas continua a produzir insulina. Esse tipo está associado ao sobrepeso e à obesidade na infância.

O mecanismo de relação é complexo. Em resumo, como aponta este estudo publicado no Anales de Pediatría, ocorre o seguinte: devido ao sobrepeso, o pâncreas precisa produzir mais insulina a cada vez para transportar glicose às células. Por fim, as células perdem a sensibilidade a essa molécula e criam essa resistência.

Que complicações a diabetes causa em crianças e adolescentes?

A diabetes em crianças e adolescentes pode ser mais complicada do que em adultos, como evidenciado por esta pesquisa publicada no Anales de Pediatría A nível físico, o risco de sofrer de muitas outras doenças ao longo da vida aumenta significativamente. Por exemplo, a diabetes tipo 1 está associada a um risco aumentado de doenças autoimunes.

Da mesma forma, a diabetes está relacionada a doenças cardiovasculares, desequilíbrios de peso e, é claro, complicações agudas. Nesse sentido, destacam-se as crises de hipoglicemia devido ao tratamento e a cetoacidose diabética.

Que complicações a diabetes causa?

No entanto, o mais complicado sobre a diabetes em crianças e adolescentes são os aspectos psicológicos. O padecimento dessa doença determina uma mudança no convívio social e na autoestima da criança, principalmente pela tendência ao ganho de peso provocada pelo tratamento com insulina.

Os cientistas estimam que quase metade das crianças diagnosticadas com diabetes têm problemas de ansiedade ou depressão. Elas são submetidas, desde tenra idade, a um estresse significativo para controlar a dieta e o tratamento, por isso não vivem com a costumeira infância despreocupada.

Além disso, a imagem corporal é muito importante nesta idade. Portanto, é necessário ajudar essas crianças e adolescentes a trabalhar a sua autoestima. Elas devem aprender a se aceitar e compreender as complicações da doença.

Conclusão sobre a diabetes em crianças e adolescentes

Em resumo, a diabetes em crianças e adolescentes é praticamente igual à dos adultos. Nessas idades, a maioria dos casos se deve a causas genéticas. No entanto, com o aumento de crianças com sobrepeso e obesas, o número de casos de diabetes tipo 2 também aumentou.

Também é importante saber que, embora seja uma doença física, a diabetes nesta fase da vida traz muitos problemas de autoestima e humor. Portanto, esses pacientes também devem ter apoio psicológico.

Pode interessar a você...
Como reduzir a ansiedade em crianças
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Como reduzir a ansiedade em crianças

Seu filho está com raiva ou de mau humor? Sua cabeça ou estômago doem regularmente? Estes podem ser sintomas de ansiedade em crianças.