Deslocamento da rótula

1 de dezembro de 2019
O deslocamento da rótula ocorre frequentemente como resultado de uma mudança repentina de direção da perna ao pisar no chão. Saiba mais neste artigo.

O deslocamento da rótula ou luxação da patela ocorre quando o osso do joelho é forçado fora do seu lugar. Pode ocorrer por diversos fatores, como uma queda, um golpe direto no joelho ou um giro ou torção dele.

Com frequência, o deslocamento da rótula ocorre na parte externa da perna. É mais provável que ocorra durante a prática de uma atividade esportiva. A maioria dos deslocamentos não resulta do trauma direto no joelho. 

A patela ou rótula é um pequeno osso coberto de cartilagem e de forma triangular. Está localizada na parte da frente do joelho e sobre ele estão inseridos o tendão do quadríceps e o ligamento patelar.

Quais são as causas do deslocamento da rótula?Dor por deslocamento de rótula

O deslocamento da rótula ocorre frequentemente como resultado de uma mudança repentina da direção da perna quando a pessoa pisa no chão. No entanto, também pode ocorrer quando é produzida uma lesão direta no joelho.

Quase sempre se deve a alguma anomalia ou característica biomecânica, que predispõe a pessoa para que esta aconteça em condições de mínima energia.

Quando ocorre a deslocamento da rótula, a articulação perde estabilidade e a pessoa pode cair. Além disso, esta sentirá uma dor intensa e não poderá dobrar o joelho. O deslocamento é visível a olho nu e o joelho parece deformado.

No entanto, se a luxação da patela ocorrer devido a um trauma direto, todos os elementos de fixação poderão ser quebrados, incluindo a cápsula articular.

Fatores que aumentam o risco de sofrer um deslocamento da rótula

Há vários fatores que aumentam o risco de sofrer uma luxação da patela. Entre estes, se incluem a estatura alta, estar acima do peso, ou ter sofrido um deslocamento da rótula ou outra lesão no joelho anteriormente.

Além disso, as características físicas que aumentam o risco de sofrer uma luxação na rótula devem ser levadas em consideração. Entre elas estão:

  • Rótula alta: ter a inserção do tendão patelar na tíbia muito alta pode fazer com que o quadríceps luxe a rótula.
  • Valgo dos joelhos: ter as pernas em forma de X aumenta o ângulo formado pelo quadríceps com o tendão patelar, favorecendo o deslocamento da rótula.
  • Inserção do tendão patelar lateralizada.
  • Ruptura do ligamento patelo-femoral medial: esse ligamento une a patela ao fêmur pela parte interna. Impede que a rótula saia quando o joelho está estendido, que é quando ocorre o deslocamento na maioria dos casos.

Descubra também: Alivie a tendinite de forma natural com estes 7 remédios

Diagnóstico e sintomas do deslocamento da rótula

Para o diagnóstico de um deslocamento da rótula o médico apalpará a rótula e dobrará o joelho, movendo-o em direções diferentes. Através do uso de radiografias, ressonância magnética (RM) ou tomografia computadorizada (TC) podem ser vistas imagens de uma rótula deslocada e qualquer outra lesão no joelho. Esses exames são definitivos para detectar esta lesão no joelho.

Por outro lado, quando você sofre um deslocamento na rótula os seguintes sintomas geralmente aparecem:

  • Inchaço e joelho deformado.
  • Incapacidade de dobrar o joelho ou suportar o peso na perna.
  • Rótula deslocada em direção à parte externa do joelho.
  • Sensibilidade e dor.
  • Hipermobilidade patelar.
  • Lesões na cartilagem. Isso aumenta o risco de desenvolver osteoartrite e outras doenças.

Você também pode estar interessado em saber sobre: Controle a inflamação e alivie a dor nos joelhos com esta receita medicinal

Como aliviar os sintomasGelo para tratar a dor

Para aliviar os sintomas causados ​​por um deslocamento da rótula e outras lesões no joelho, recomenda-se:

  • Anti-inflamatórios não esteroides: o uso desses medicamentos ajuda a reduzir a inflamação e a dor. E devem sempre ser tomados de acordo com as orientações indicadas pelo seu médico.
  • Aplique gelo: o gelo ajuda a reduzir a inflamação e a dor, além de prevenir danos nos tecidos. Coloque-o no joelho seguindo as orientações dadas pelo seu especialista.
  • Mantenha a perna elevada: tente elevar o joelho acima do nível do coração o mais rápido possível. Dessa forma você ajuda a reduzir a dor e a inflamação no local.
  • Fisioterapia: O fisioterapeuta lhe ensinará exercícios para melhorar o movimento do joelho. Certamente, através de exercícios você fortalece o joelho e aumenta a estabilidade, aliviando a dor e o incômodo.

Conclusão

Finalmente, em alguns casos o deslocamento da rótula não pode ser evitado, principalmente se os fatores físicos tornarem você mais suscetível de sofrê-lo. No entanto, pratique exercícios com técnicas adequadas e tente manter seu joelho forte e flexível.

 

  • http://guiasdnl.com/rodilla/sindrome-patelofemoral/downloads/Guia-Sindrome-Patelofemoral-Grunethal.pdf
  • Andrish, J. (2006). Luxación rotuliana recidivante. Revista Española de Cirugía Ortopédica y Traumatología. https://doi.org/10.1016/s1888-4415(06)76377-9

  • Segura, F., Soler Heredia, A., Fernández, R., & Gascó Gómez, J. (2001). Luxación congénita de rótula. Revista Española de Cirugía Osteoarticular.