Descubra o novo tratamento para dor lombar crônica

· 24 de dezembro de 2018
Esse tratamento para acabar com a dor lombar crônica é realizado com anestesia local e o paciente pode voltar para casa no mesmo dia andando  
A dor lombar crônica é uma companheira habitual na vida de muitas pessoas.

Tanto é assim que estudos como o publicado pela revista Annals of reumathic diseases (Anuais de doenças reumáticas) lembra que a dor lombar crônica é, de fato, a doença mais impactante nos dias de hoje.

Com “impactante” nos referimos ao fato de que é o motivo de baixa no trabalho mais comum na atualidade. Agora bem, o problema agrava-se ainda mais quando essa dor na parte baixa das costas torna-se crônica.

O documento citado acima também explica que 1 de cada 10 pessoas sofre algum tipo de dor lombar.

Este dado, por outro lado, gera um alto custo tanto para as instituições médicas como para as empresas e para os próprios pacientes.

Por isso, não é fácil viver com essa doença que tende a se intensificar à medida que os anos passam.

O estilo de vida, o sedentarismo, o sobrepeso e, inclusive, a herança genética determinam, sem dúvida, a intensidade da dor.

Agora contamos com uma boa notícia para todas aquelas pessoas que sofrem com a dor lombar crônica. A empresa médica “Relievant Medsystems“, com sede na Califórnia, desenvolveu uma técnica para acabar com esse problema.

A seguir detalhamos toda essa informação.

INTRACEPT: o novo tratamento para acabar com a dor lombar

Vertebra lombar

Os tratamentos que estavam a nossa disposição até o momento para aliviar a dor na parte baixa das costas nem sempre ofereciam uma resposta adequada para as pessoas com dor lombar crônica.

Descubra: 6 alongamentos para aliviar a dor lombar

A fisioterapia, os coletes ou os medicamentos para aliviar a dor não são suficientes nesses casos. Dessa maneira, é normal recorrer a outras técnicas como as seguintes:

  • Um estimulador de medula espinhal para reduzir a dor nas costas.
  • Uma delicada cirurgia de coluna, algo que só acontece em poucos casos e que nem sempre consegue uma solução definitiva.

Nesses casos, os discos que existem em cima e embaixo das áreas lombares afetadas tendem a se sobrecarregar.

Dada a complexidade na hora de tratar de forma efetiva a dor lombar crônica, a “Relievant Medsystems” optou em desenvolver uma nova estratégia que foi apresentada com o nome de INTRACEPT.

Uma operação pouco invasiva e segura

É uma intervenção cirúrgica sim, mas que não tem nada a ver com as operações tradicionais de coluna.

Neste caso, trata-se apenas de introduzir um fino dispositivo com o qual se mata o nervo responsável pela dor associada à dor lombar.

  • O paciente é entubado pela boca para receber a anestesia local na zona compreendida entre as vértebras L3 e S1.
  • Em seguida, aplica-se nessa área um dispositivo com uma agulha finíssima que tem uma finalidade bem específica: proceder em anular a atividade do nervo basivertebral.
  • O nervo basivertebral é o que envia sinais de dor da coluna para o cérebro.
  • Com esse rápido procedimento e mediante cirurgia local acaba-se com esse sofrimento.
  • O tratamento utiliza energia de radiofrequência, isto é, não é um bisturi, nem cria-se nenhuma ferida traumática que terá que ser recuperada através de reabilitação.

Esta energia de radiofrequência transmite-se através do dispositivo e o que o paciente sente é apenas um calor. Em seguida, retira-se o dispositivo com total eficácia e sem excessiva complicação.

De fato, todo o procedimento dura pouco mais de uma hora e a pessoa pode voltar para casa andando.

A dor não volta a aparecer

Imagem de dor lombar

Essa nova técnica já foi aprovada pela FDA (Agencia de Alimentos e Medicamentos) dos Estados Unidos da América e, em poucos meses, será aplicado também na Europa, quando as instituições médicas de lá derem seu consentimento.

Descubra: Você sente dor no pescoço? Conheça 6 possíveis causas

Todos os exames clínicos e todas as pessoas que foram submetidas à ablação do nervo basivertebral, desfrutam de uma melhor qualidade de vida. A dor não voltou a aparecer.

  • Cabe assinalar que as pessoas que podem ser submetidas a esse tipo de intervenção são aquelas que sofrem de dor lombar crônica.

Não é adequada para quem tem dor nas costas ocasional.

  • Além disso, a técnica de ablação dos nervos responsáveis pela dor crônica não é nova. Foi desenvolvida já para ajudar em outros tipos de doenças onde a medicina não deu conta de dar respostas adequadas.

A ablação nervosa, até o momento, foi realizada de diferentes maneiras.

A crioablação é uma delas, mas atualmente a radiofrequência abriu um campo muito interessante no tratamento da dor crônica como a dor lombar.

Como vemos, a ciência não deixa de avançar para garantir que possamos desfrutar de uma melhor qualidade de vida.

  • Silva, M. C. D., Fassa, A. G., & Valle, N. C. J. (2004). Dor lombar crônica em uma população adulta do Sul do Brasil: prevalência e fatores associados. Cadernos de saúde pública20, 377-385.
  • Kreling, M. C. G. D., Cruz, D. A. L. M., & Pimenta, C. A. D. M. (2006). Prevalência de dor crônica em adultos. Rev bras enferm59(4), 509-13.