Ioga: Terapia complementar para a depressão

· 22 de outubro de 2016
Ainda que possamos levar algum tempo, graças à meditação e a ioga podemos aprender a relativizar nossos problemas e conseguir fazer com que a depressão seja uma doença menos devastadora.

A depressão continua sendo o grande mal de nossos tempos, uma doença que temos que enfrentar com todas as nossas forças.

O grande problema surge quando estamos dispostos a isso mas nos faltam forças. Porque este é um dos sintomas da depressão: a falta de ânimo para fazer qualquer coisa.

Não falamos mais daqueles prazeres que agora se transformaram em algo que já não fazem sentir nada. Mudamos tanto? Não, tudo é produto da depressão.

Já pensou em complementar seu tratamento com uma terapia natural? Já pensou em experimentar a ioga?

A ioga, um excelente tratamento natural

mulher-fazendo-ioga-na-praia

Talvez muitos possam pensar que com a ioga chegou a solução da depressão, mas não é assim. Exatamente como os fármacos, a ioga é uma ajuda, mas não a solução definitiva.

São diversos os estudos que afirmam tudo isso. Por exemplo, em um estudo publicado no Indian Journal of Psychiatry foram explicados os seguintes benefícios da ioga contra a depressão:

  • Ajuda a reduzir os quadros de ansiedade e estresse.
  • Permite que sejamos mais conscientes de nosso estado de ânimo.
  • Permite gerenciar as emoções de maneira eficaz.
  • Seremos mais fortes psicologicamente para enfrentar diferentes situações.

Estes são apenas alguns dos benefícios que a ioga pode nos proporcionar e tudo isso em sessões curtas, de 15 minutos até no máximo 45 minutos.

Qualquer um que tenha assistido pelo menos uma vez a uma aula de ioga talvez tenha percebido o estado de relaxamento mental e físico no qual se encontra a pessoa que acaba de praticar esta atividade .

Leia também: As 5 melhores dicas para começar ioga

O antídoto perfeito para diversos males

mulher-fazendo-ioga-olhando-paisagem

A ioga pode ser usada para tratar diversas doenças mas, principalmente, para aquelas que afetam o bem estar físico e mental.

A depressão não é só um estado mental, mas também se manifesta fisicamente. Enxaquecas, dores de barriga, palpitações. Tudo isso pode ser causado pela depressão.

Praticar ioga permite lidar com todos os problemas respiratórios e digestivos que estão alertando de que algo não está bem no corpo.

Não é nada mais do que uma chamada de atenção de que existe um problema que deve ser solucionado.

Mas, além de tudo isso, a ioga permitirá sair de casa, interagir com o resto do mundo, ao invés de se fechar e alimentar mais a depressão.

Leia também: 4 tipos comuns de depressão

Relacionar-se com os outros, fazer algo diferente, trabalhar o corpo, relaxar e aliviar a mente será o melhor remédio para combater a terrível depressão que está te perseguindo.

Melhora o estado de humor

ioga

Quando a depressão aparece, tudo se torna escuro, pessimista. Mas, não é a primeira vez que mencionamos que o mundo é da maneira como quisermos vê-lo.

Se está triste, tudo parecerá negativo e acreditará que tudo de ruim acontecerá. A ioga permitirá ser consciente de que em suas mãos está o poder de mudar tudo isso.

Aprenderá a ler as emoções e será mais consciente do que sente. Somente aproximando-se dos sentimentos será possível começar a lidar com aqueles que são mais negativos.

A ioga, às vezes, é combinada com pequenas doses de meditação, o que, sem dúvida, faz com que esta prática seja ainda mais efetiva.

Nunca participou de uma aula de ioga? Acredita que não é para você? Para pessoas com ansiedade, estresse, problemas não resolvidos e depressão, dentre outros, essa atividade é ideal!

homem-fazendo-ioga

Uma prática milenar que permite ganhar flexibilidade, equilíbrio não só físico como também mental, força de vontadeA ioga ajudará a conhecer a si mesmo e a se tratar por dentro.

Acorde de sua depressão fazendo algo novo, diferente e que, sem dúvida, será muito positivo. A depressão irá puxá-lo para trás, mas não é você o protagonista?

Por fim, não deixe que ela tome as rédeas da sua vida!

  • de Azevedo Klumb Steffens, R., da Silveira Viana, M., de Liz, C. M., Brandt, R., Bevilacqua, G., & Andrade, A. (2013). Efeito da prática conjunta da caminhada e yoga no sono, depressão e qualidade de vida em pacientes com síndrome da fibromialgia. ConScientiae Saúde12(3).
  • Baptista, M. R., & Dantas, E. H. M. (2002). Yoga no controle do stress. Fitness & Performance Journal1(1), 12-20.
  • Vorkapic, C. F., & Rangé, B. (2011). Os benefícios do yoga nos transtornos de ansiedade. Revista Brasileira de Terapias Cognitivas7(1), 50-54.
  • Umadevi, P., Ramachandra, S. V., Philip, M., & Gangadhar, B. N. (2013). Effect of yoga therapy on anxiety and depressive symptoms and quality-of-life among caregivers of in-patients with neurological disorders at a tertiary care center in India: A randomized controlled trial. Indian journal of psychiatry55(Suppl 3), S385.