Delicioso ensopado galego. Aprenda a fazê-lo!

28 de março de 2019
A gastronomia galega não só é deliciosa, como também o vivo reflexo do caráter desta maravilhosa terra verde que tanta saudade traz aos seus filhos.

O ensopado galego é um prato que costuma se confundido, em primeira estância, com o caldo. Isso se deve ao fato de ter ingredientes similares, o ensopado é prato forte e o caldo é o que se faz com os restos do ensopado. Contém uma grande quantidade de verduras, típicas das hortas desta área.

Lembre-se que a gordura de porco é a gordura que provém do intestino delgado do porco e que, no geral, costuma-se defumar. É claro que sempre se pode fazer adaptações.

Receita tradicional de ensopado galego

Ingredientes (para 4 pessoas)

  • Sal fino
  • 1 chouriço
  • 12 xícaras de água (3 litros)
  • 2 linguiças defumadas
  • 1/2 quilo de batatas
  • 1 pote de grelos (500 g)
  • 1 couve pequena (500 g)
  • 2 ossos de joelho de bezerro
  • 1 1/4 xícara de feijões brancos (250 g)
  • 1 pedaço da ponta do presunto sem sal
  • 1 peça de gordura de porco curada, preferivelmente de cor amarela (250 g)

Não deixe de ler: Delicioso frango ensopado ao estilo da avó

Modo de preparo

Batata para o ensopado galego

  1. Em primeiro lugar, coloque de molho os feijões brancos durante a noite anterior. É importante não deixar os feijões na água por mais de 8 horas, já que podem passar do ponto. Uma vez prontos, escorra e reserve.
  2. Logo em uma panela em fogo médio, verta os três litros de água, o sal, os ossos de bezerro, a gordura de porco, o presunto e a linguiça.
  3. Além disso, esquente uma panela com água e adicione os feijões sem nenhum tipo de tempero. Quando começar a ferver, coe rapidamente e torne a colocar na panela água fria. Repita este processo uma vez mais antes de incorporar os feijões na outra panela com o resto dos ingredientes.
  4. Posteriormente, cozinhe todos os ingredientes durante 30 minutos.
  5. Por outro lado, descasque, lave e corte as batatas em rodelas finas.
  6. Logo, limpe e corte os grelos (utilize somente as folhas, já que os caules costumam ser muito duros). A seguir, lave-os com água fria abundante e escorra.
  7. Finalmente, adicione na panela as batatas, os grelos e a couve e deixe cozinhar tudo por mais 30 minutos.

Algumas considerações

Acerca dos ingredientes

É muito importante saber que a couve nem sempre é encontrada fora de temporada, por isso que, caso não as encontre, podem ser substituídas por repolho branco. Na hora de servir, deve-se colocar primeiro o caldo no prato e depois as peças de carne, os legumes e, por último, as batatas.

Por outro lado, no ensopado podemos adicionar alguns pedaços pequenos de carne de novilho ou outros tipos de carne vermelha. Não se recomendam as carnes brancas, já que não costumam ser utilizadas nesta tradicional receita. Também podemos aumentar a quantidade de linguiça, chouriço e batatasde acordo com as suas preferências.

Para o tempero

Ensopado galego com batata

Ainda que não costume ocorrer caso façamos um uso moderado de sal e nos asseguramos de não deixar as carnes salgadas, caso o ensopado galego fique muito salgado, teremos que adicionar um pouco de água na panela. Se não conseguir consertar o sabor, será necessário retirar um quarto do líquido da panela. Em seguida, incorpore a quantidade de água correspondente.

Caso as carnes já venham salgadas, e especialmente o presunto, será necessário colocá-las de molho um par de dias antes de preparar o caldo. É claro que será necessário mudar a água a cada 12 horas para conseguir dessalgá-las corretamente. No entanto, se é de nosso agrado, sempre se pode deixar alguma peça pequena sem dessalgar para que o ensopado fique com um sabor intenso.

Confira também: Receitas rápidas e nutritivas com frango

Ao servir

Cabe destacar que o ensopado galego pega um sabor muito melhor se for guardado durante um par de dias. Por isso, sempre vale a pena reservar um pouco para depois. Ou, se desejar, podemos prepará-lo com suficiente tempo de antecipação para poder desfrutá-lo com um gosto intenso e delicioso. Ficará maravilhoso!

Em conclusão, ainda que o ensopado galego costume ser servido como prato único, isso não quer dizer que não possa ser acompanhado de algumas fatias de pão artesanal. Ainda que este seja um prato costumeiro dos meses frios do ano, posto que é servido bem quente, há quem o desfrute também durante o verão.

  1.  Eladio Rodríguez González, (2000), Diccionario enciclopédico gallego-castellano, Editorial Galaxia, Tomo I, pag. 441
  2. ↑ Emilia Pardo Bazán, (1913), La cocina española antígua, reed. MAXTOR (2010)
  3. ↑ Saltar a:a b «Caldo gallego». Gastronomía de Galicia, agencia de turismo de Galicia. 2014. Consultado el 26 de noviembre de 2017.
  4. ↑ Juan Dantín Cereceda, (1934), La alimentación española: sus diferentes tipos, Madrid, Unión Poligráfica, Primera Pág. 89
  5. ↑ Cipriano Torre Enciso, (1982), Cocina gallega “enxebre”: así se come y bebe en Galicia, Primera, Editorial Tres-Catorce-Diecisiete, pág 30-36
  6. ↑ Vila, Miguel (21 de julio de 2011). «Caldo de calabaza». Pequena enciclopedia gastronómica cunqueiriana. Consultado el 26 de noviembre de 2017.
  7. ↑ «caldo de castañas». Gastronomía de Galicia, agencia de turismo de Galicia. 2014. Consultado el 27 de noviembre de 2017.
  8. ↑ Juan Neira Cancela, (1889), El caldo gallego, La Coruña, Primera, Biblioteca Gallega
  9. ↑ Bethan Davies, Ben Cole, (2003), Walking the Camino de Santiago – Pág. 158