A convivência em casal

Muitas pessoas temem a convivência em casal porque sabem que terão que abrir mão de uma parte dos seus espaços pessoais. Daremos algumas dicas a respeito a seguir.
A convivência em casal

Última atualização: 08 Abril, 2021

Morar com um parceiro é um passo importante em qualquer relacionamento romântico. Isso permite que você evolua e se conecte de forma mais profunda com a outra pessoa. No entanto, a convivência em casal nem sempre é fácil, e anos podem ser necessários para chegar a um equilíbrio. Por outro lado, nem todos os casos são tão complicados.

Então, o que devemos levar em consideração para que a convivência em casal seja bem-sucedida? Existem muitas dicas que podemos encontrar, mas sempre é melhor seguir aquelas que são endossadas por especialistas. Vamos ver em detalhes quais são.

Como melhorar a convivência em casal?

Os contratempos pelos quais um relacionamento pode passar são bem conhecidos, principalmente quando seus integrantes passam a compartilhar parte das suas rotinas. Porém, também existem opções que permitem que essa convivência seja harmoniosa.

A especialista em namoros e relacionamentos Tracey Cox fez comentários sobre a quantidade de relacionamentos que se dissolvem porque não trabalham como uma equipe, tornando impossível a convivência.

Além disso, o psicoterapeuta Divid Richo – em seu texto Como manter relacionamentos estáveis ​​e duradouros também destacou um dos erros mais comuns que os casais cometem: tentar mudar o outro. Ou seja, não aceitar a outra pessoa, mas tentar por todos os meios que seja uma réplica de si mesmo.

Além disso, encontramos outros componentes essenciais para uma convivência saudável a dois. Você os identifica na sua relação? Caso contrário, é hora de colocá-los em prática.

Ir para a cama juntos

Casal se beijando na cama
Ir para a cama juntos é um dos fatores determinantes para a convivência em casal. Isso incentiva os momentos de intimidade e comunicação.

Pode parecer estranho, mas a verdade é que ir para a cama na mesma hora permite que o casal compartilhe um pouco de afeto, uma vez que já estão descansados ​​e livres de todas as atividades diárias.

Fazer disso uma rotina também permite que, uma vez relaxados, possam tocar em alguns temas importantes para o relacionamento, desde que o cansaço não predomine.

Compartilhar tarefas

Alguns casais costumam ter problemas porque, intuitivamente, esperam que o outro faça algumas tarefas domésticas. Para evitar essas discussões, é melhor planejar ou dividir as tarefas para o resto da semana e se revezar.

Fugir da monotonia

Muitos casais começam a odiar a ideia de morar juntos porque se sentem entediados ou sem atividades para se divertir. Nesse caso, é recomendável que você faça uma lista de coisas divertidas de que ambos gostem e que possa recorrer a ela quando tiverem tempo livre. A vida em casal pode ser divertida se ambos decidirem isso.

Estar sozinho

Nem todas as reuniões, viagens e outras atividades precisam ser na companhia de amigos ou familiares. Os casais devem compartilhar momentos agradáveis ​​sozinhos e aproveitá-los.

Evitar reclamações

Os casais também devem evitar ser tóxicos. É normal falar sobre alguma dificuldade que tiveram no trabalho, ou os momentos ruins que passaram, mas logo devem deixar isso de lado e apenas assistir a um filme juntos no sofá.

No final das contas, é para isso que estão juntos, para fazer da sua convivência um ninho de amor, estabilidade e ternura diante dos problemas do mundo. Coloquem em prática alguns conselhos para abandonar as queixas e para que sua vida melhore.

Elogiar o parceiro

Embora pareça óbvio, muitos casais se esquecem de fazê-lo. No entanto, esta é uma prática comum do namoro que não deve ser abandonada. Os casais devem continuar a dizer palavras de amor um ao outro mesmo quando já moram juntos. Algumas palavras simples para elogiar o parceiro podem fazer uma grande diferença no seu humor pelo resto do dia.

Manter seu parceiro em mente

Mulher mandando mensagens
Uma mensagem ou chamada inesperada pode ser a maneira perfeita de lembrar a outra pessoa do quanto ela é importante. Se você quer melhorar a sua convivência como casal, não se esqueça disso.

Não se trata de ir trabalhar e ver um ao outro à noite, ou no final da tarde, quando os dois chegam cansados, mas sim de fazer uma chamada por alguns minutos para ressaltar o seu amor. Inclusive, é suficiente enviar uma imagem inspiradora através de uma rede social. O mais importante é demonstrar carinho nos momentos menos esperados.

Ter limites nos espaços pessoais

Evite sufocar o seu parceiro ou deixá-lo fazer isso com você. Todos nós precisamos de espaços pessoais para crescer e compartilhar com outras pessoas. Não é obrigatório comer juntos o tempo todo, ou fazer todas as atividades ao mesmo tempo. Respeitar o espaço pessoal de cada um é fundamental para a saúde emocional do casal.

Seguindo essas dicas, você pode melhorar o seu relacionamento com o seu parceiro. Acima de tudo, lembre-se de olhar para o futuro com otimismo e vontade de continuar compartilhando.

Se alguma vez vocês sentirem que precisam de ajuda extra, porque sentem amor um pelo outro e desejam que a sua relação continue, consulte um especialista e superem as adversidades juntos, como uma boa equipe!

Pode interessar a você...

4 maneiras de fazer uma massagem erótica no seu parceiro
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
4 maneiras de fazer uma massagem erótica no seu parceiro

A massagem erótica pode ser uma parte essencial dos momentos íntimos do casal e uma maneira muito relaxante e gostosa de expressar nossos sentiment...



  • Alberdi, I. (2004). “Parejas y formas de convivencia de la juventud. Revista de Estudios de Juventud.
  • Instituto Nacional de Estadistica. (2014). Las formas de la convivencia. In Cifras.
  • López Doblas, J. (2018). Formas de convivencia de las personas mayores / Living Arrangements among the Elderly. Revista Española de Investigaciones Sociológicas. https://doi.org/10.5477/cis/reis.161.23
  • Ruiz Becerril, D. (2001). Relaciones de pareja. Revista de Educación (Madrid).