12 recomendações para ter um lar sustentável

15 Julho, 2020
A poluição aumenta a cada dia e a natureza está cada vez mais ameaçada. Em nossas casas, podemos contribuir com o nosso grão de areia para ajudar o planeta e o nosso bolso.
 

Ter um lar sustentável não apenas beneficia o planeta e contribui para um futuro melhor, mas também pode ser mais barato e proporcionar um ambiente melhor à sua casa.

Algumas mudanças que você pode fazer na sua casa para torná-la mais sustentável podem ser fáceis, rápidas e baratas; outras podem demorar mais e exigir um investimento maior, mas sempre serão vantajosas a longo prazo.

Gerar lixo e desperdício, além de criar um problema ecológico, representa mais gastos, pois envolve uma maior reposição do que usamos. O princípio básico de redução, reutilização e reciclagem deve estar sempre em mente para criar um lar sustentável.

Regras básicas para ter um lar sustentável

Com algumas regras básicas, você pode começar a dar os primeiros passos para tornar a sua casa mais sustentável.

1. Não compre coisas das quais você não precisa

Casal no supermercado
Planeje suas compras e evite consumir itens desnecessários, evitando as embalagens plásticas.

Muitas vezes, quase sem perceber, compramos coisas que não são realmente necessárias. Podem ser alimentos, utensílios ou decorações, que são deixados para trás e acabam no lixo. Compre o que você realmente sabe que vai usar a curto prazo. Você evitará acumular objetos, gerar lixo, e fará um melhor uso do seu dinheiro.

 

2. Armazene os restos de comida em recipientes de vidro

Os recipientes de vidro duram mais que os de plásticos, que se desgastam e mancham com mais facilidade e não podem ser reciclados. Armazenar itens em papel alumínio ou sacos plásticos também gera mais desperdício. Recipientes de plástico podem ser usados ​​para produtos não alimentícios, pois isso permite que tenham uma durabilidade maior.

3. Compre produtos a granel para ter um lar sustentável

Em vez de comprar os produtos que você mais usa em embalagens pequenas, compre embalagens maiores para evitar gerar tanto lixo. Se sobrar, você pode armazená-los em recipientes de vidro no armário da cozinha ou na geladeira.

4. Use sacolas de pano no mercado

Sacolas de pano
Ao contrário das sacolas de plástico, as de pano são mais ecológicas.

Leve sua própria sacola de pano quando for fazer compras, reduzindo o uso de sacolas plásticas ou de papel que acabam enchendo lixões, ou pior, poluindo os campos e as águas.

O Departamento do Meio Ambiente dos Estados Unidos estima que um trilhão de sacolas plásticas sejam usadas anualmente no mundo. Isso é equivalente a 100 milhões de barris de petróleo. 80% dessas sacolas acabam em aterros e 20% (200 bilhões) vão para os oceanos, rios e florestas.

 

5. Compre de produtores locais

Tanto para produtos agrícolas quanto para produtos embalados, a produção local é mais ecológica. O transporte de produtos importados ou de outras regiões é uma grande fonte de poluição. Além disso, a compra de produtos locais também estimula a economia local.

Se você tiver espaço, pode até criar seu próprio jardim com alguns cultivos básicos ou plantar alguns temperos que você usa com mais frequência, como salsa, manjericão ou coentro.

6. Compre produtos orgânicos

Os produtos orgânicos são cultivados de maneira mais ecológica e consciente, sem pesticidas ou fertilizantes químicos que poluem.

7. Descarte o lixo de forma consciente para ter um lar sustentável

Separar o lixo
Ao separar o lixo, permitimos que alguns sejam reciclados e reduzimos o acúmulo de resíduos.

Sempre pense na reciclagem. Separe o lixo em categorias e descarte-o em recipientes específicos. Encontre os guias de reciclagem locais e siga as instruções.

8. Economize energia

Verifique se não há luzes acesas nos cômodos onde não há ninguém ou quando há luz natural suficiente. Não deixe aparelhos eletrônicos ligados quando eles não estiverem em uso.

Não deixe os carregadores dos telefones conectados; os transformadores dos carregadores continuam usando a eletricidade, mesmo que não tenham o celular conectado, e isso pode até ser perigoso, pois eles podem superaquecer.

 

Reformas estruturais para ter um lar sustentável

Existem outros ajustes que você pode fazer para ter um lar sustentável que podem exigir mais planejamento. No entanto, depois que você os fizer, eles vão fazer uma grande diferença.

9. Substitua os eletrodomésticos

Reformas estruturais para ter um lar sustentável
As lâmpadas de baixo consumo proporcionam uma economia de energia para o planeta e para a sua conta de luz.

A grande maioria dos novos eletrodomésticos é feita de materiais que consomem menos energia, tornando-os mais ecológicos.

Embora exijam um investimento inicial mais alto, eles também representam economia nos custos de eletricidade. Você pode começar com algo mais simples, como substituir as lâmpadas tradicionais por lâmpadas LED e CFI, que duram mais e consomem menos energia.

De acordo com o Departamento de Energia dos Estados Unidos, as lâmpadas CFI economizam 25% de energia e duram 3 vezes mais que as lâmpadas incandescentes, enquanto as lâmpadas LED economizam 80% de energia e duram 25 vezes mais.

10. Instale reguladores de eletricidade

Em aparelhos elétricos difíceis de desligar, como o ar condicionado ou aquecedores de água, você pode instalar reguladores de eletricidade que os ligam e desligam automaticamente em determinados momentos. Assim, você pode desligar o aquecedor enquanto dorme ou trabalha, ou o ar condicionado quando não estiver em casa.

 

11. Janelas de vidro duplo para ter um lar sustentável

As janelas de vidro duplo mantêm a temperatura interior da casa de forma mais eficaz. Se for muito caro, você pode utilizar cortinas térmicas internas, o que também reduz a penetração das temperaturas extremas do lado de fora. Isso reduz o gasto de energia com aquecimento e ar condicionado.

12. Instale painéis solares

Se você tiver a possibilidade, instale painéis solares. Pode ser para uso parcial, como para o aquecimento da água ou de uma área específica da casa. Dessa forma, você reduzirá o consumo de energia poluente do combustível em troca de energia limpa, e também vai notar uma economia na sua conta de luz.

Por fim, lembre-se de que todas essas estratégias visam melhorar o meio ambiente e a saúde do planeta. Embora algumas delas exijam um investimento inicial, vão proporcionar uma redução das despesas.