Como prevenir e tratar pelos encravados?

· 20 de setembro de 2014
Se quisermos evitar que os pelos encravem após a depilação, antes de fazê-la devemos dilatar os poros e esfoliar a pele. Após o procedimento é importante desinfetar a região.

Realmente, o pelo encravado é muito dolorido e também antiestético. Normalmente surgem após a depilação com cera quente ou com o aparelho de depilação. Saiba como evitar e tratar os pelos encravados lendo as dicas deste artigo.

Eles têm o aspecto semelhante a pequenas bolinhas infeccionadas, que aparecem no lugar em que os pelos deveriam crescer naturalmente ou que não foram eliminados corretamente.

Fato que pode se transformar em um grave problema, pois além do tratamento, será necessário preveni-los.

Dicas para prevenir e tratar os pelos encravados

  • Preste atenção no tipo de depilação. Muitas pessoas dizem que a depilação com cera facilita o aparecimento dos pelos encravados, já outros afirmam que o seu surgimento é devido ao uso de aparelhos com lâminas. No caso da depilação com cera, o que acontece é que as raízes dos folículos capilares ficam fragilizados. Isso faz com que o pelo não tenha força suficiente para crescer e transpassar o tecido da pele. Já com a depilação com lâmina, o que pode ocorrer são os pelos encravarem por não serem retirados desde a raiz.
  • Cuidados com a pele. Quando os folículos capilares estão obstruídos com gordura, células mortas, sujeira e germes dificulta mais o crescimento dos pelos. Para evitar que isso aconteça é importante fazer uma esfoliação semanal, assim como manter diariamente a limpeza e a hidratação da pele, utilizando produtos que não contenham comedogênicos, que evitam que os poros se fechem.

Conheça: Os 10 melhores produtos caseiros para hidratar a pele seca

pernas bonitas

Pelos encravados

  • Como se depilar corretamente. Se você prefere a depilação com lâminas, preste atenção nas seguintes dicas: umedeça a região a ser depilada com água, aplique sabonete neutro ou espuma de barbear (a mesma que os homens usam). No caso dos pelos já encravados, não passe o aparelho em direção oposta ao crescimento do pelo, apenas faça uma leve pressão com a lâmina durante a depilação. É recomendado que troque a lâmina a cada nova depilação ou a cada duas ou três passadas.
  • Evite usar roupas apertadas. Este costume faz com que a pele esteja sempre pressionada e apertada, evitando que ela “respire”, além de obstruir o crescimento dos pelos debaixo da derme, resultando em pelos encravados. Evite usar roupas muito justas logo após a depilação, seja qual for o método escolhido. É aconselhável usar roupas com tecido de algodão e evitar outros materiais como, por exemplo, tecidos sintéticos.
  • Elimine os germes e bactérias após a depilação. Utilize antissépticos naturais à base de óleo de malaleuca para prevenir as infecções. Esse mesmo produto pode ser aplicado algumas horas antes da realizar a depilação.

Mais dicas de prevenção

  • Dilatar os poros: use água quente ou uma sauna para dilatar os poros antes da depilação. Você também pode fazer compressas com uma toalha molhada com água quente ou com o secador de cabelo. Ao seguir essa dica, será mais fácil a retirada dos pelos.
  • Evite utilizar a mesma cera várias vezes: se a sua depilação for feita em casa, evite o uso constante da mesma cera. Os centros estéticos de depilação costumam reutilizar a mesma cera durante dias ou semanas. Por esse motivo o sistema “espanhol” recomenda que ela seja utilizada somente uma vez. Pés e pernas
  • Umedeça um chumaço de algodão em água de hamamélis e aplique na pele: Se o pelo encravou, passe essa solução. Essa é uma receita caseira muito boa para acalmar a pele irritada e ajudar a retirar aqueles indesejáveis pelinhos. Serve também para reduzir a vermelhidão e a inflamação que fica na pele após a depilação. É um produto que esfolia, umedece e desobstrui os poros, e pode ser utilizado antes e depois da depilação.

Leia também: Calcanhares rachados: esfoliação e máscara para os pés

  • Retire a superfície do pelo encravado com uma pinça. Você deve saber que os pelos ficam “presos” debaixo da primeira camada da pele, e por isso se pode extrai-lo raspando com suavidade. Com a ajuda da ponta da pinça, levante o pelo com cuidado, mas não o arranque, pois pode provocar irritação na área e consequentemente infectá-la. Não se esqueça de lavar e manter sempre as mãos limpas (lavando com sabão neutro) e esterilizar a pinça com um pouco de álcool ou água oxigenada antes de usá-la.

Continuação

  • Previna que apareçam pelos encravados: no verão ou durante a prática de esportes. A transpiração, o treino, o roçar das coxas e pernas, certos tipos de roupas, o calor, etc. podem favorecer o aparecimento dos pelos encravados, por isso se recomenda utilizar vaselina, talco ou amido para prevenir a irritação. Quando terminar a prática dos exercícios, enxágue-se bem para que os folículos capilares “respirem” novamente.
  • Aplique o gel de uma folha de babosa: esta é uma dica de um remédio natural incrível para os pelos encravados. Passe o gel à noite na área afetada e deixe agir. O melhor é ter uma planta de babosa em casa, abrir uma folha e extrair a polpa. Existem no mercado muitos cremes e loções, porém, leva mais tempo para que façam efeito. Verifique que o produto não contém álcool, pois poderá irritar e arder bastante a área afetada.
  • Escolha alguns óleos essenciais: como, por exemplo, camomila ou lavanda. Observe junto ao rótulo do óleo a quantidade e se há a necessidade de diluir em água, porque alguns destes produtos são muito fortes e podem danificar ou queimar a pele. Você pode misturar os óleos para um melhor resultado.

Pernas

O passo a passo para a retirada do pelo encravado

  • Lave á área a ser depilada com água e sabão neutro, enxaguando a região com água fria ou morna.
  • Esfolie bem a área onde o pelo estiver encravado, uma vez pela manhã e outra pela tarde, dessa forma, ele ficará “solto” e se desprenderá da última camada da pele. Isto deve ser feito com movimentos suaves para não irritar ou provocar sangramento. É feito apenas para eliminar a pele morta, gordura ou sujeira.
  • Aplique um pano ou lenço que esteja quente (mas cuidado para não se queimar) no local do pelo encravado durante alguns minutos para acalmar a pele.
  • Utilize uma pinça que tenha sido esterilizada com álcool ou com água quente.
  • Estique a pele firmemente e retire o pelo pela raiz com a pinça e com uma rápida puxada.
  • Ao finalizar, use um antisséptico como o óleo de malaleuca ou babosa.
  • Sempre repita esse procedimento se os pelos voltarem ou se eles estiverem encravados em várias partes do corpo.