Chá de capim-limão para a dor de cabeça e as enxaquecas

23 de dezembro de 2019
Beber muita água é uma das medidas mais simples que geralmente são recomendadas para quem sofre de dor de cabeça, pois a hidratação contribui para o alívio. Portanto, propostas como o chá que discutiremos podem ser consideradas opções saudáveis.

De acordo com crenças populares, o chá de capim-limão é um remédio natural para reduzir a dor de cabeça relacionada à tensão.

A planta Cymbopogon também é conhecida como capim-santo ou capim-cidreira, entre outras denominações. Tem um aroma muito agradável e é usada para preparar uma bebida hidratante que pode ser reconfortante.

Segundo um estudo realizado na Universidade de Griffith, na Austrália, o chá de capim-limão é muito bom para aliviar fortes dores de cabeça de alta intensidade, pois a bebida concentraria alguns compostos da planta, que agiriam como anti-inflamatórios naturais.

O chá de capim-limão é uma bebida saudável

cha-de-capim-limao

Os aborígenes australianos já usavam o chá de capim-limão há muitos anos para aliviar alguns incômodos, entre eles as dores de cabeça. Tamanha era sua popularidade que diversas universidades australianas demonstraram interessem em descobrir se seus benefícios eram realmente verdadeiros.

Descubra 10 causas da enxaqueca

A pesquisa foi dirigida pelo professor Lyn Griffiths, o Dr. Darren Grice e o Dr. Kelly Rogers. Em seguida, apontamos as conclusões:

  • O capim-limão tem o mesmo efeito que um analgésico ou anti-inflamatório para aliviar a dor de cabeça.
  • O estudo durou 5 anos e as descobertas foram publicadas tanto em revistas acadêmicas de medicina complementar quanto nas de medicina alternativa e natural.

O capim-limãoem caso de enxaquecas

As dores de cabeça e enxaquecas originam um tipo de atividade anormal em nosso cérebro. Por exemplo, alteração nos níveis de serotonina, hormônio que regula o funcionamento das plaquetas.

Assim, se há um excesso de plaquetas por causa da alteração da serotonina, aumenta o risco da formação de coágulos, o que ameaça a correta oxigenação do cérebro. Se a irrigação cerebral for comprometida, podemos sofrer de acidentes vasculares cerebrais.

O capim-limão regula o funcionamento das plaquetas, evitando que se acumulem, porque, além disso, influencia o controle da liberação de serotonina.

A serotonina também regula o humor, o apetite, o sono, a contração muscular e algumas funções cognitivas, incluindo a memória. Assim, considera-se que, ao beber chá de capim-limão, esses benefícios podem ser obtidos.

Como preparar o chá de capim-limão para aliviar a dor de cabeça

capim-limao

O capim-limão pode ser encontrado pronto para a infusão em várias lojas de produtos naturais. Costuma ser vendido seco, a granel, embora também se possa usar a planta ao natual. Nesse caso, será necessário um ramo, que vamos cortar em vários pedaços para preparar o chá.

Ingredientes

  • 1 colher de sopa de capim-limão em forma seca (10 g) (ou um ramo da planta).
  • 1 copo de água (200 ml).
  • 1 colher de chá de mel (7,5 g).

Conheça os benefícios de beber água morna com limão todos os dias

Modo de preparo com a planta seca

  • Coloque água para ferver.
  • Quando entrar em ebulição, coloque a planta seca, retire do fogo e deixe descansar por cerca de 10 a 15 minutos.
  • Por fim, use um coador no momento de transferir o chá para sua xícara, assim você eliminará os restos de folhas.

Modo de preparo com a planta ao natural

  • Coloque água para ferver.
  • Quando entrar em ebulição, coloque o ramo da planta e deixe cozinhar por 20 minutos.
  • Depois, desligue o fogo e deixe descansar até que esteja morna.
  • Coe o chá em sua xícara favorita e beba com moderação.

Nota importante

  • Diante de uma forte dor de cabeça, é melhor seguir as instruções do médico, pois será essencial determinar a causa antes de começar a tomar qualquer tipo de medida. Deixar de fazer isso pode agravar o desconforto e, assim, aumentar o risco de sofrer outros incômodos.
  • Os remédios naturais nunca devem substituir a opinião de um profissional da saúde ou seus tratamentos. Se você quiser recorrer a algum deles, o ideal é sempre consultar um profissional.
  • Godia, E. C. (2011). Cefalea tensional. Medicine. https://doi.org/10.1016/S0304-5412(11)70002-6
  • Sevillano-García, M. D., Manso-Calderón, R., & Cacabelos-Pérez, P. (2007). Comorbilidad en la migraña: Depresión, ansiedad, estrés y trastornos del sueño. Revista de Neurologia.