Cavalinha: o que é e para que serve?

A cavalinha é conhecida por suas propriedades diuréticas, mas seus benefícios para o organismo vão muito além disso. Tem benefícios tanto a nível interno quanto externo

A cavalinha é uma planta que tem benefícios medicinais e terapêuticos. Seu nome se deve à sua aparência estética similar ao rabo dos cavalos.

Para explicar todos os benefícios que essa planta oferece para a saúde, é necessário começar falando sobre as suas maravilhosas propriedades. Elas englobam desde o tratamento anti-inflamatório para feridas e pancadas até cremes e pomadas para combater o envelhecimento.

Cresce naturalmente próxima a áreas com bastante água: pântanos, lagos, rios, aquíferos. É conhecida por ser uma planta pré-histórica que, hoje em dia, é comum em diferentes regiões do planeta que incluem grandes extensões da Ásia, Europa, Norte da África e América do Norte.

A cavalinha se destaca por proporcionar múltiplos benefícios em algumas condições humanas.

A seguir, mostraremos a melhor compilação de informação sobre o que é a cavalinha e para que serve. Seus usos, propriedades, componentes e mais.

Para que serve e o que é a cavalinha

Planta de cavalinha

A cavalinha é uma espécie de planta que nunca para de crescer. Ou seja, não segue um ciclo de expansão por temporadas ou por lugares. Mantém as raízes bem profundas e sempre brota tubérculos que são característicos da espécie.

Entre as funções que são atribuídas à cavalinha, destacam-se:

  • Propriedades regeneradoras da pele
  • Alto teor de vitamina E e D
  • Proteínas e aminoácidos (essenciais para a preparação de pomadas e cremes contra o envelhecimento)
  • Poderoso depurativo de origem natural
  • Conhecida por ser antisséptico e anti-inflamatório
  • Ajuda com a perda saudável de peso

Composição química

Esse vegetal conta com uma rica combinação de elementos químicos que o tornam ideal para tratar muitas doenças:

  • Minerais: silício, magnésio, alumínio e potássio.
  • Fitonutrientes: saponinas, fitoesteróis, ácido fenólico, ácido cafeico, alcaloides, taninos e bioflavonóides.

 

Benefícios para a saúde

A cavalinha pode se usar para melhorar a cicatrização

A cavalinha é amplamente recomendada para tratar uma grande variedade de sintomas e combater problemas leves ou moderados de saúde.

Como cicatrizante

  • Graças a suas propriedades, beneficia e favorece a circulação de feridas abertas. É especialmente efetiva naquelas que demoram mais do que o normal. A proteína que torna isso possível chama-se “taninos”, e age para completar a formação do tecido novo e saudável.
  • É um excelente adstringente natural e sem consequências negativas conhecidas para a pele.

Antibacteriano e antifúngico

A evidência científica, através de um estudo demonstra que o óleo essencial de cavalinha combate, elimina e reduz a reprodução e propagação de bactérias como a E. coli e a Salmonella enteritidis.

Também tem se demonstrado sua efetividade no combate a diferentes tipos de fungos, como a Candida albicans.

Calmante e anti-inflamatório notável

Os componentes da cavalinha ajudam a combater a inflamação de tecidos ocasionada por inchaço e pancadas de natureza traumatológica.

Além disso, serve como um calmante leve contra a dor.

 Uso estético

Cavalinha

Agora você já conhece os diferentes usos da cavalinha. Mas talvez seja o seu uso estético que permite que essa erva sustente sua reputação com mais força.

Entre os diferentes usos da cavalinha destacam-se seus benefícios para a saúde capilar e dérmica.

Para o cabelo e as unhas:

  • Essa planta é perfeita para tratar o cuidado do cabelo e para estimular o crescimento.
  • Por ser antifúngica, previne o aparecimento e a deterioração da cutícula na unha e é ideal para o fortalecimento das unhas.

Regenera a pele:

  • O alto teor de silício presente nessa planta acelera a função celular que a pele tem para poder se regenerar.
  • Graças ao seu fornecimento de vitamina D e E, a pele apresenta um aspecto juvenil, elástico e com nutrientes próprios.

Contraindicações e interações com fármacos

A cavalinha é uma planta maravilhosa que pode ser usada na medicina e na estética, como mencionamos, mas é preciso ter cuidado especial com relação à combinação com fármacos e outros medicamentos.

Com relação aos usos medicinais e ao consumo desse vegetal, não é recomendável que passe de 6 semanas. Depois desse tempo o corpo desenvolve resistência aos componentes e neutraliza seus efeitos.

Os excessos com relação ao consumo da cavalinha serão refletidos no sistema digestivo e mucosas do corpo.

Deve-se ter muito cuidado e evitar ingeri-la se você tiver alergia ao salgueiro ou à aspirina.

Recomendados para você