10 possíveis sintomas de câncer que muitas pessoas desconhecem

8 de maio de 2016
A prevenção e a detecção precoce são fundamentais na luta contra o câncer. Por isso, diante de qualquer sintoma que nos pareça anormal, devemos consultar um especialista para que avalie a situação.

Uma das principais maneiras de lutar contra o câncer é saber detectá-lo a tempo. Às vezes, por estarmos muito ocupados, nos esquecemos das consultas médicas anuais e deixamos passar várias semanas antes de procurar um médico quando sentimos alguma dor.

O câncer tem sintomas iniciais que muitos de nós desconhecemos. Por isso, é importante conhecê-los (ou revê-los, se os esquecemos) para tê-los em mente.

Possíveis sintomas de câncer

Embora falar sobre o câncer possa causar um certo medo, é fundamental estar bem informado sobre o assunto para que, em caso de alteração do nosso estado de saúde, procuremos o médico e comentemos nossa preocupação.

Ir ao médico e receber um diagnóstico precoce aumenta as chances de sucesso do tratamento.

Não deixe de ler: Uma linha negra nas unhas pode ser um sinal de câncer?

Perda de peso

A perda de peso repentina, sem um motivo aparente e sem haver realizado mudanças na dieta ou nos hábitos de exercício, pode estar associada a algum tipo de câncer.

Tosse frequente

A tosse frequente, além de aparecer devido a alergias ou mudanças de temperatura, pode ser causada por diversos fatores. Se você tem catarro com frequência, apesar de não fumar, é preciso consultar um médico. Pode ser que esteja se formando um câncer de pulmão, de garganta ou de laringe.

Também é preciso prestar atenção à dor no peito e aos sintomas similares aos da bronquite severa. Nesses casos, os incômodos se estendem até a região dos ombros ou debaixo dos braços.

Febre frequente

A leucemia é um tipo de câncer que se desenvolve na medula óssea e ataca as células do sangue. São produzidos glóbulos brancos doentes ou anormais e isso afeta a capacidade do organismo de prevenir ou combater as infecções.

O câncer tem sintomas iniciais que muitos de nós desconhecemos. Por isso, é importante conhecê-los (ou revê-los, se os esquecemos) para levá-los em consideração

Dor articular

É fato que as articulações podem ficar inflamadas e doer devido a um movimento brusco, um excesso de esforço ou uma má postura, mas isso também pode ser um sinal de algo mais grave, como o câncer nos ossos. Se a dor articular não sumir, talvez seja o momento de recorrer a um médico.

Hematomas que não somem

Quando batemos alguma parte do corpo ou caímos, é normal que apareçam hematomas e roxos na pele. O problema surge quando eles aparecem sem motivos aparentes ou apresentam um processo muito lento de melhora (quando vão mudando de cor até desaparecer).

Isso pode ser um sinal de que as plaquetas e os glóbulos vermelhos não estão saudáveis. Ou, inclusive, de uma leucemia, que não permite que o sangue transporte oxigênio nem coagule como deveria.

Uma das principais maneiras de lutar contra o câncer é saber detectá-lo a tempo

Alterações variadas na pele

De acordo com especialistas da American Cancer Society, existem alterações na pele que podem ser um sinal de vários tipos de câncer (não apenas de pele):

  • Coceira
  • Crescimento excessivo de pelos
  • Escurecimento (hiperpigmentação)
  • Coloração amarelada da pele e dos olhos (icterícia)

Mudanças no aparelho genital masculino

Se for notada uma protuberância, uma inflamação ou uma dor (entre outras alterações) nos testículos, é preciso ir ao médico para determinar a razão. O câncer de próstata é um dos tipos de câncer que avança mais rapidamente. De acordo com os médicos, homens entre 15 e 55 anos podem fazer um autoexame em casa para ir monitorando as mudanças.

Além disso, não podemos deixar de lado os problemas relacionados ao ato de urinar: a necessidade de ir ao banheiro muitas vezes, dificuldade para começar a urinar ou pouca quantidade de urina podem ser sintomas de câncer de próstata, uma doença que aparece principalmente em homens com mais de 50 anos.

Possíveis sintomas de câncer nas mulheres

Distensão abdominal

Cerca de 10% da população sofre de inchaço abdominal regularmente, principalmente no caso das mulheres. Esta condição comum poder estar relacionada à síndrome pré-menstrual, à indigestão ou ao acúmulo de gases. No entanto, se o inchaço se mantiver por mais de duas semanas (sendo descartada uma gestação) e estiver acompanhado de perda de peso ou sangramento, é importante consultar um médico para ter certeza de que não se trata de câncer de ovário.

Sangramento entre períodos menstruais

Durante o ciclo menstrual, a mulher pode experimentar um pouco de sangramento mesmo quando não está menstruada. No entanto, quando isso ocorre com frequência ou várias vezes no mesmo mês, pode se tratar de um problema hormonal, de estresse, de uma inflamação no colo do útero ou de câncer de endométrio.

Leia também: Câncer de endométrio: 5 aspectos que precisam ser considerados

Mudanças nas mamas

Assim como acontece com os homens, as mulheres também podem fazer um autoexame das mamas quando tomam banho ou em frente ao espelho. Surgimento de protuberâncias (que podem se estender até as axilas), secreção nos mamilos, mudanças na pele ou dores fora do período menstrual precisam ser analisados.

Nota

Apresentar um ou mais desses sintomas que mencionamos não implica necessariamente que você sofre de câncer. Portanto, se você tiver preocupações sobre seu estado de saúde, consulte seu médico. O profissional avaliará seu caso e informará o que pode estar acontecendo.