Brotoejas em bebês: devo me preocupar?

· 18 de julho de 2018
A brotoeja é uma desordem da pele que se desenvolve quando o suor é retido por uma obstrução das glândulas sudoríparas. É importante evitar ambientes muito quentes e úmidos para que não causem desconforto ao bebê.

O aparecimento das brotoejas em bebês pode ativar os sinais de alerta dos pais. No entanto, é uma doença de pele leve e transitória de pouca importância. Na América, também é conhecida como miliária e é recorrente em países cujos climas são quentes e úmidos.

Frequentemente afeta os recém-nascidos, mas pode ocorrer em meses mais avançados, principalmente antes do primeiro ano. O problema é causado por uma obstrução das glândulas sudoríparas, o que impede a eliminação do suor.

Como resultado, uma erupção ou bolhas minúsculas são geradas que são frequentemente confundidas com outros problemas. Eu devo me preocupar com as brotoejas? Embora seja bom adotar vários cuidados para garantir o conforto da criança, não é uma condição séria e nem implica outros riscos.

Por que a brotoeja aparece nos bebês?

As brotoejas em bebês não deixam que as crianças descansem adequadamente

A brotoeja é uma reação que a pele sofre quando há uma disfunção no sistema de suor do bebê. Esta situação provoca uma impossibilidade de eliminar o suor através da pele, o que dá origem à formação de pequenas bolinhas vermelhas ou brancas.

Elas geralmente se formam em áreas onde o suor é mais abundante: pescoço, peito, costas, etc. Entretanto, sua localização pode varias, assim como sua extensão pelo corpo. Devido à aparência que as brotoejas causam na pele, alguns podem pensar que é um problema mais sério.

Mas ao contrário de outras erupções cutâneas, a brotoeja não é acompanhada de febre e geralmente desaparece sozinha e sem a necessidade de tratamento. Além disso, não é contagiosa nem deixa marcas ou cicatrizes na pele.

Confira esses Métodos para combater o suor 

Fatores de risco

Os bebês recém-nascidos são mais suscetíveis a sofrerem com as brotoejas, principalmente se eles viverem em climas úmidos e quentes. Além disso, o risco aumenta em crianças com dermatites atópicas ou com pele seca. Em geral, existem vários fatores de risco envolvidos em sua aparição. Vamos ver alguns:

  • Febre moderada ou alta
  • Excesso de calor
  • Proliferação de bactérias (estafilococo) na superfície cutânea
  • Uso de talco e cremes que entopem os poros da pele

Sintomas das brotoejas em bebês

Brotoejas em bebê

O principal sintoma das brotoejas em bebês é uma erupção cutânea. Estas são pequenas bolhas que geralmente adquirem uma textura áspera ou crosta quando explodem. Na maioria dos casos, elas são formadas em áreas onde há mais presença de glândulas sudoríparas:

  • Dobras da pele
  • Testa, pálpebras e bochechas
  • Tórax
  • Costas
  • Pernas e coxas
  • Axilas e braços

Visto que a brotoeja não é uma infecção, ela não é acompanhada de febre. No entanto, por ela produzir coceira, o bebê pode parecer inquieto ou nervoso. Para não ter dúvidas, consulte o pediatra. Este profissional pode determinar o motivo das erupções cutâneas em pouco tempo após realizar um exame físico.

Confira essas 5 coisas que seu suor diz sobre sua saúde

Dicas para prevenir e tratar as brotoejas em bebês

O melhor método para prevenir a brotoeja nos bebês é evitando a transpiração excessiva. desvantagem é que as altas temperaturas do verão podem dificultar isso. Por essa razão, é conveniente saber como cuidar da criança para tentar mantê-la fresquinha. Aplique as seguintes dicas:

  • Verifique a fralda com frequência e troque-a assim que ela estiver molhada, para que não acumule calor e umidade.
  • Refresque seu bebê na banheira com água morna, mas evite o uso de sabonetes ou géis que possam irritar a pele.
  • Ao secar, evite esfregar com a toalha para não piorar a irritação.
  • Vista o bebê com roupas leves, feitas de tecidos de algodão respiráveis.
  • Tente manter uma atmosfera fresca em toda a casa.
  • Evite a exposição ao sol e tome medidas preventivas quando ele estiver ao ar livre.
  • Toque seu corpo várias vezes ao dia para determinar se ele está com calor ou suando.
  • Prepare algumas compressas de água com bicarbonato de sódio e aplique-as nas áreas afetadas usando gaze ou um pano macio.
  • Evite cobri-lo demais, principalmente quando estiver quente.
Mudar as fraldas com frequência ajuda a aliviar as brotoejas em bebês

Como curar as brotoejas em bebês?

Quando as bolinhas de suor nos bebês já estão presentes, é normal procurar um tratamento para combatê-las. Em muitos casos, o pediatra aconselha deixar o sintoma passar apenas com os cuidados básicos, uma vez que ele desaparece sozinho em 2 ou 3 dias.

Caso as brotoejas sejam muito incômodas para o bebê ou apareçam com frequência, o médico pode sugerir o uso de um creme de cortisona. Outras soluções alternativas incluem banhos com infusão de camomila e a aplicação de aloe vera.

Em resumo…

A brotoeja é uma condição leve que não representa um perigo para o bebê. Visto que os sintomas podem ser irritantes, é bom saber como lidar com isso e quais produtos podem ser úteis para aliviar a coceira.