Maçã verde em jejum: confira seus benefícios

· 29 de maio de 2014
Embora todas as variedades sejam saudáveis, a maçã verde nos oferece mais benefícios, já que contém mais potássio, que favorece a nossa saúde cardíaca.

Comer uma maçã verde em jejum fornece proteínas, vitaminas, minerais e fibras. Além disso, ajuda a evitar transtornos digestivos, baixos níveis de colesterol bom, e regula os níveis de glicose.

As maçãs verdes em jejum ajudam a controlar alguns aspectos vitais para o nosso dia a dia e a nossa saúde. Sobre isso falaremos nesse artigo. Não perca!

Antioxidantes que a maçã verde em jejum fornece

As maçãs verdes são ricas em vitamina C e, na dieta ocidental, são uma importante fonte de flavonoides, mais principalmente cianidina e epicatequina. Os flavonoides e a vitamina C agem como antioxidantes e eliminam radicais livres que danificam as células.

Comer uma maçã verde em jejum facilita o combate desses radicais, além de produzir células saudáveis ​​e reduzir o surgimento de doenças crônicas. Estas frutas são um dos melhores inimigos de doenças cardíacas, acidentes vasculares e diabetes.

Maçã verde para o emagrecimento

Maçã verde em jejum para perder peso

A maçã verde em jejum ajuda a emagrecer, tem apenas 80 calorias e alto teor de fibras para combater a fome matutina.

Certamente, uma maçã verde não é alimentação suficiente, o melhor é consumi-la ao acordar para que o metabolismo comece a trabalhar durante as tarefas que precedem o café da manhã.

Esse procedimento permite que as fibras solúveis da fruta estimulem o trabalho do trato intestinal, trazendo uma sensação de saciedade com menos comida no café da manhã.

Descubra: 8 benefícios incríveis da maçã verde

Regula a glicose no sangue

Uma maçã verde em jejum regula os níveis de açúcar no sangue, o que é importante para diabéticos.

Vale lembrar que o metabolismo continua a funcionar durante o sono noturno e pode ser difícil para o pâncreas regular a glicose no corpo.

A maçã verde é rica em fibra solúvel. Uma vez ingerida em jejum, retarda a absorção de açúcares no intestino, com um efeito prolongado.

Estudos mostram que as mulheres que comem uma maçã verde em jejum têm até 30% menos probabilidade de desenvolverem diabetes tipo 2.

Os médicos recomendam 28 gramas de fibras por dia, e uma maçã verde fornece cinco gramas de fibras dietéticas. Esta quantidade aplicada ao jejum facilita o trabalho do corpo pelo resto do dia.

Dentes saudáveis

Maçã verde em jejum ajuda a ter dentes mais saudáveis

É comum que às vezes esqueçamos de escovar nossos dentes. Quando isso acontecer, coma uma maçã verde em jejum e aproveite sua pele fibrosa que estimula a produção de saliva. Isto reduzirá a quantidade de bactérias na boca, que atacam os dentes e causam cáries.

É uma boa prática, já que evitará acumular muitas bactérias na boca.

Recomendamos que leia também: Dicas para cuidar dos dentes contra infecções

Ritmo cardíaco constante

Outra razão para comer uma maçã verde em jejum é que o seu teor de potássio é levemente mais elevado em comparação com outras maçãs.

O potássio é um agente eletrolítico que equilibra a hidratação das células, que é vital para a correta batida cardíaca. Seu consumo insuficiente ao longo do dia implica o risco de disritmia cardíaca.

Cientistas indicam que o corpo precisa de 4.700 miligramas de potássio por dia, e a maçã verde fornece 115 miligramas.

Esta quantidade é suficiente para estabilizar a frequência cardíaca a partir das primeiras horas do dia.