Benefícios do óleo de rícino

· 23 de abril de 2015
O óleo de rícino é um grande hidratante e tem propriedades que podem nos ajudar a tratar desde eczemas e descamações até caspa ou picadas de insetos.

O óleo de rícino é bastante conhecido devido às suas propriedades como laxante natural, entretanto, esse óleo também possui outros usos interessantes que valem a pena ser conhecidos.

Alguns médicos dizem que seu uso em grandes quantidades pode ser tóxico, no entanto, sua utilização na medicina tradicional vem de longa data. Aprenda através deste artigo os benefícios do óleo de rícino.

O que saber sobre o óleo de rícino?

Uma ampla variedade de doenças pode ser tratada ou até mesmo curada com este óleo, sendo bastante popular no tratamento da prisão de ventre.

Entretanto, o óleo de rícino também serve para reduzir as dores, estimular o sistema imune, aliviar feridas na pele, funciona como um potente antibacteriano, antiviral e fungicida.

Este óleo é proveniente da semente da mamona e é composto por ácidos graxos (sendo 90% ácidos ricinoleicos). Acredita-se que são eles os responsáveis por suas propriedades curativas “exclusivas”.

A planta da mamona é originária da Índia e é conhecida como “Palma de Cristo”, pois se dizia que suas folhas eram similares à mão de Cristo.

Talvez seja por isso que lhe fazem tanta referência e lhe atribuem muitas habilidades curativas.

óleo de rícino

O óleo de rícino foi adotado por outras sociedades e culturas, como o Egito, China, Pérsia, Roma, Grécia, África, Europa e América.

Atualmente, é muito usado na indústria, na área têxtil e na Rússia para lubrificar equipamentos no clima tão frio, pois possui uma viscosidade consistente e não congela.

Outros usos medicinais para o óleo de rícino: aromatizante ou aditivo alimentício, ingrediente para cosméticos e produtos de cuidado para a pele, borrachas, fibras, vernizes, tintas, etc.

Mais informações

É preciso levar em conta que a semente da mamona tem uma parte “mortal” se for consumida ou ingerida. Por isso, as sementes não devem ser ingeridas sem antes passarem previamente por um processo especial para extrair o seu óleo.

Não há preocupações em relação ao uso do seu óleo, já que o veneno está presente na semente crua.

Os efeitos adversos deste óleo são: reações dérmicas e transtornos intestinais, causando irritação nas paredes do intestino.

Não é recomendado para pessoas que possuam problemas como cólicas, úlceras, hemorroidas, colites, cólon irritado, prolapsos ou ter passado por alguma cirurgia recentemente.

óleo de rícino 2

Vantagens do consumo e do uso do óleo de rícino

  • Alivio das colites: para poder aliviar o desconforto deste desequilíbrio estomacal e intestinal, pode-se realizar uma compressa e aplicar abaixo do ventre. Simplesmente, molhe um tecido e o deixe atuar durante uma ou duas horas. Sobre ele, pode-se colocar uma bolsa de água quente ou uma almofada térmica. Pode ser realizado duas vezes ao dia.
  • Remove calos dos pés: é possível suavizar esta acumulação de pele morta nos pés. Molhe um pouco de óleo de rícino e coloque diretamente sobre a área afetada. Cubra com um curativo e vista uma meia para que não saia do local. Durma com o algodão molhado no local durante toda a noite e, no dia seguinte, lixe um pouco o calo que já estará mais suave.
  • Remove pintas: este é um remédio caseiro muito popular. Faça uma mistura de bicarbonato de sódio com óleo de rícino. Aplique na pinta e cubra com um curativo. Deixe durante a noite e, pela manhã, lave com água morna. Repita durante alguns dias até que a pinta caia sozinha.

Descubra: Benefícios do bicarbonato de sódio

  • Alivia a dor por artrite: se as suas articulações doem devido à artrite, o óleo de rícino pode ajudá-lo. Coloque três colheres de sopa de óleo de rícino em uma panela e aqueça por três minutos. Molhe um pano ou algodão e aplique sobre a área dolorida. Cubra com um lenço seco e coloque uma almofada elétrica para manter a região aquecida. Deixe por pelo menos meia hora (uma hora no máximo). Não se deve utilizar caso a região esteja inflamada.

Mais benefícios

  • Para alargar os cílios: este é um uso cosmético do óleo de rícino. Serve para deixá-los mais espessos e longos. Também pode ser aplicado nas sobrancelhas. Sua aplicação pode ser feita com um pincel de rímel. Faça isso toda noite antes de dormir sem enxaguar.

Cílios

  • Reduz as olheiras: simplesmente, aplique uma gota de óleo de rícino com o dedo indicador debaixo dos olhos e realize uma pequena massagem circular para que penetre melhor.
  • Cuida da pele: por ser um excelente hidratante, o óleo de rícino compõe muitas fórmulas de cremes e produtos cosméticos. Serve como hidratante para suavizar e proteger a derme, podendo ser encontrado em forma de loções, pomada, sabonetes, etc. Ajuda a tratar peles muito secas, dermatites, descamações, herpes, úlceras leves, queimaduras e feridas superficiais. Também é um agente saponificante, utilizado na fabricação de xampu para o cabelo, proporcionando mais suavidade, brilho e aparência saudável.

Conheça: Dicas para hidratar seus cabelos

  • Reforça unhas: se você possui unhas quebradiças e frágeis, aplique o óleo de rícino com um algodão em cada uma delas ou despeje algumas gotas no esmalte. Por ser uma ótima fonte de vitamina E, o óleo de rícino dará uma aparência mais bonita às unhas.
  • Massagem corporal: pode ser usado como óleo corporal para realizar massagens relaxantes, para reduzir inflamações, aliviar dores musculares e articulares. É muito usado na aromaterapia.