Às vezes nos cansamos e é preciso começar de novo

· 25 de outubro de 2016
Chega um momento em que você se cansa de tudo e nada o motiva. Quando isso acontecer, atreva-se a mudar sua realidade. Ainda que seja necessário começar do zero, isso o tornará mais forte.

Às vezes, simplesmente nos cansamos e percebemos que não há outra opção: é preciso começar de novo.

Nos cansamos do rumo do que nos envolve, de palavras que já não são sinceras, de cenários e pessoas que já não nos acrescentam.

Nos cansamos também de nós mesmos, do que nos transformamos nesses entornos pouco afetivos, pouco interessantes ou nada respeitosos. Deixamos de nos reconhecer em frente ao espelho.

De fato, as pessoas precisam de pouco para serem felizes. A “psicologia do simples” nos lembra que o bem-estar se esconde no mais elemental, nas dimensões mais puras e básicas, como o amor, o respeito, a liberdade ou a companhia das pessoas significativas.

Porém, às vezes, todos podemos sentir esse cansaço existencial que não é nada além de infelicidade e peso das carências. Uma forma de resolver isso é começando de novo.

Algo que, como já sabemos, não é tão fácil.

Quando nos cansamos e tudo desmorona

O cansaço emocional e psíquico é algo muito habitual no ser humano. Chegamos a um ponto em nosso caminho vital em que nos sentimos saturados, mas não saturados por termos muitas coisas, muitas obrigações ou muitas responsabilidades.

Descubra também “5 exercícios que melhoram seu relacionamento

Esta saturação, essa sensação asfixiante que aparece quando nos cansamos mental e emocionalmente, se deve a uma falta de reciprocidade. Investimos e não recebemos. Alimentamos sonhos e esses não se concretizam.

Veja com mais detalhes.

ilustracao-mulher

O naufrágio emocional

O naufrágio emocional é uma deriva pessoal na qual nos sentimos perdidos.

Investimos tempo e esforços em determinadas pessoas, em nosso relacionamento, em nossos amigos ou em nosso trabalho, para descobrirmos que nada disso valeu a pena ou, consequentemente, nada foi como esperávamos.

  • Se sentir cansado dia após dia, notando também como as forças nos faltam e como a personalidade muda, até chegar ao ponto em que o mau humor se torna um estado constante, são indicadores de que algo não está bem.
  • Quando nos cansamos de tudo e nada interessa ou apaixona, esta é uma pista direta de que, talvez, esteja tocando o fundo do poço.
  • Este naufrágio pessoal pode durar semanas, mas cuidado, não deve se estender por mais de dois meses, porque neste caso podemos falar de uma depressão.
  • Podemos “estar mal” por algumas semanas. Temos pleno direito de sentir a decepção, o abatimento e o cansaço emocional para, depois, ir reconstruindo cada pedaço. Agora, não devemos deixar que essa situação se torne crônica.

Leia mais: 5 chantagens emocionais que roubam sua saúde

Para combater o cansaço emocional, mude, mova-se, proporcione variações

Se não pode mais com a situação, reaja! Se nada te interessa, mude. Se tudo parece cinza e apagado, procure seu calor. Se só vê sorrisos falsos e carícias frias, procure pessoas mais quentes, mas nunca fique parado no mesmo lugar.

Frequentemente os psicólogos dizem que a realidade “não existe”, porque cada coisa que vemos diante de nós é uma simples interpretação de nossos cérebros, por isso o pensamento e a emoção são elementos chave.

No entanto, todos sabemos que, às vezes, a realidade é dura, complicada e até dolorosa.

  • Para propiciar a mudança é preciso que, em primeiro lugar, conheçamos muito bem a situação que nos envolve e como é nossa realidade.
  • Se sua realidade é a de quem tem ao lado alguém com quem não é feliz, é preciso encontrar uma solução.

Às vezes não há porque procurar culpados. O amor se apaga, a cumplicidade se desvanece e não há outro remédio; é preciso assumir a situação e encontrar uma solução.

mulher-balanco

Se está cansado do que é agora, se percebe que suas ocupações, o que o rodeia e o que faz e diz não está trazendo bem-estar; esse é o momento de se “reconstruir por dentro”.

Longe do que muitos podem dizer, as pessoas podem mudar com o tempo, e isso se chama experiência.

  • Se perceber que “dizer sim” a todo momento trouxe mais problemas do que outra coisa, é o momento de ser mais assertivos, de cuidar mais da intimidade e autoestima para se atrevermos a dizer “não” quando for necessário.
  • Às vezes, para melhorar pessoal e emocionalmente, é preciso começar de novo. 
  • Só então será capaz de se colocar à prova; de descobrir forças em outras situações, em cenários novos nos quais gosta mais e se sente orgulhoso de si mesmo.

Por fim, se hoje percebeu que se sente cansado, saturado com tudo o que o envolve ou sente; talvez seja o momento de pôr a chave na fechadura de seus medos para desbloqueá-los.

Atreva-se a dar o passo; às vezes, basta apenas uma pequena mudança para que aconteça uma nova realidade para ser feliz.

Coloque isso em prática. Você merece!