As 4 regras de vida para alcançar a paz interior de acordo com o Tao

As regras da vida do Tao são ensinamentos filosóficos e espirituais, que podem nos ajudar a viver uma vida mais completa e alcançar o bem-estar

As regras da vida de acordo com o Tao são um guia excepcional para encontrar a calma neste tempo presente tão cheio de pressões, estresse, e também de incerteza.

Uma das causas que mais afetam o nosso equilíbrio psicológico hoje, além das obrigações diárias, é, sem dúvida, “o não saber”.

Não saber se vamos terminar o dia cumprindo todos os nossos objetivos, não saber se o trabalho que temos hoje será mantido amanhã, não tendo claro se o esforço que estamos fazendo neste momento, será útil no futuro.

A incerteza e aquela mente exausta que geralmente vai mais rápido do que a própria vida, tira pouco a pouco a saúde e a felicidade.

Portanto, os ensinamentos do Tao, esse resumo de sabedoria filosófica e espiritual transmitida por figuras como Lao-Tse ou Confúcio, são atualmente um bom legado para nos inspirar, onde achar aquela paz interior, às vezes perdida.

Refletindo sobre seus quatro princípios sobre as regras da vida, nos permitirá ver as coisas de maneira diferente. Podemos fazer mudanças e até mesmo focar nossos objetivos em outros tipos de prioridades.

Regras da vida do Tao para encontrar a paz interior

Homem que alcançou paz interior com o Tao

O termo “Tao” esconde um significado simbólico muito interessante. Refere-se a um caminho, ao caminho da natureza ou dos céus.

Nesta definição já somos evocados à necessidade de encontrar esse caminho interior, com o qual dar um novo significado à nossa existência.

Lá onde tudo deve ter uma harmonia adequada, respeitando ciclos, aceitando mudanças e aprendendo, por sua vez, que a vida está fluindo, e avançando sem resistência.

Vejamos abaixo esses quatro princípios que podem nos ajudar a entender melhor isso.

Descubra: 13 estratégias fáceis para liberar a mente e gerenciar seu mundo emocional

1. A felicidade é feita para se encaixar em cada pessoa, nunca é a mesmo para todos

Pensemos nisso por um momento: ao longo de nossas vidas nos disseram algumas vezes sobre a importância de ser feliz. Além disso, não há alguém que explique como esse ideal é alcançado.

  • Obter um bom emprego, ter um parceiro, construir uma família, ter uma boa casa.
  • A felicidade não é um traje, não é um padrão, que nos sirva a todos por igual.
  • Cada pessoa deve encontrar seu próprio senso de vida e, nele, o que confere felicidade autêntica.
  • Assim, é muito possível que o que me satisfaça e me permita sentir-me realizado, para outra pessoa seja um pouco mais do que um absurdo.

Apliquemos um respeito adequado entre nós, e seremos capazes de encontrar esse caminho vital e pessoal, onde aspirar a um bem-estar real.

2. O universo se rende ante uma mente calma

Mulher praticando Tao para alcançar a paz interior

Muitas vezes pensamos que nossa vida é um caos. Temos tantas coisas para fazer, tantas responsabilidades, que é impossível encontrar um momento de calma em meio a tanto barulho, entre tanta pressão externa.

Outra das regras de vida oferecidas pelo Tao é aquela referente ao equilíbrio mental.

  • A calma não está no que nos rodeia. Além disso, há pessoas capazes de experimentar tranquilidade no meio de uma cidade populosa, cheia de trânsito e sons.
  • A calma está em nossa mente. Portanto, se conseguirmos treiná-la e relaxá-la, o próprio universo será ajustado a esse mesmo equilíbrio.

Algo assim pode ser alcançado através da meditação. Vale a pena tentar.

3. Pratique as virtudes da “perfeição”

Família unida em paz

As virtudes da perfeição de acordo com o Tao são, na verdade, os princípios da harmonia existencial.

É uma série de dimensões que nos permite moldar uma vida muito mais significativa, respeitosa e humilde.

São as seguintes:

  • Pratique a sinceridade, preocupe-se todos os dias em ser honesto consigo mesmo, e com aqueles que rodeiam você.
  • Gentileza. Esta prática não custa nada e, no entanto, alcança-se muito com ela: respeito entre nós, apreciação pelos outros, e um princípio de bondade enriquecedora, com o qual todos nós ganhamos.
  • O terceiro princípio da perfeição é o suporte, outro elemento que molda essas regras de vida, onde favorecemos a coesão entre nós, onde oferecemos nosso apoio aos outros, para investir no bem-estar coletivo.

4. Esvazie sua mente de interesses

Um princípio, às vezes, complexo de entender do Tao é a ideia de que devemos deixar de lado interesses, desejos, ambições.

  • Talvez muitas pessoas vejam nela uma certa contradição. Onde fica o meu senso de auto aperfeiçoamento, se eu renunciar aos meus interesses e aspirações?
  • O Tao sugere que somos capazes de nos abrir para às experiências, de fluir sem resistência.
  • Às vezes, estamos tão concentrados em uma ideia ou um objetivo, que outras oportunidades nos escapam, que não vemos como, diante de nós, outras portas se abrem, talvez, mais interessantes, e de acordo com as nossas necessidades.

Para concluir, temos certeza de que essas regras para a vida farão você pensar. Às vezes, basta mudar o foco do nosso pensamento para ganhar no bem-estar, para encontrar essa paz interior tão necessária nos dias de hoje.

Recomendados para você