8 sintomas de um problema no fígado

· 15 de abril de 2014
O médico especialista é quem deve diagnosticar o tipo de doença hepática que temos e receitar o tratamento mais adequado. Levar uma vida saudável é fundamental para evitar doenças relacionadas ao fígado.

O fígado é um órgão essencial do nosso corpo. Ele desempenha uma infinidade de funções básicas imprescindíveis para nossa sobrevivência e o funcionamento correto de nosso organismo. Por isso, é importante conhecer qualquer sintoma que possa indicar a existência de algum problema no fígado.

Devemos nos lembrar que o fígado tem basicamente três funções: a de depurar nosso sangue, eliminando toxinas e células que se tornaram inúteis, ajudar a sintetizar os carboidratos e lipídeos, o que terá total influência sobre a capacidade do organismo de evitar hemorragias, e armazenar substâncias como a vitamina A, D, K e E, básicas para fornecer energia ao corpo.

Indicadores de um problema no fígado

1. Náuseas

É o primeiro sintoma e o mais evidente de um problema no fígado. Geralmente nos sentimos mal depois de comer ou, inclusive, sentimos o estômago pesado, náuseas e enjoos, podendo até culminar em vômito.

Esse não é um motivo tão grande para nos alarmarmos; estes sintomas podem estar associados a vários problemas e não precisamente a um hepático. Mas, se forem repetitivos e associados a outros sintomas que citaremos mais abaixo, o ideal é procurar um médico com urgência.

2. Dor na parte superior do abdômen

A dor no fígado é sentida na parte superior do abdômen, justamente debaixo das costelas, e se estende para as costas, causando, por vezes, inchaço abdominal. É possível que, associados à dor, surjam os sintomas de ardor e febre, mas, como dito anteriormente, perante estes sintomas, um médico deverá ser consultado. Outros problemas que causam tais sintomas, por exemplo, são inflamações na região ou cólicas biliares.

3. Icterícia

A icterícia se apresenta como uma descoloração da pele para um tom amarelado muito característico, que se manifesta tanto no rosto quanto no resto do corpo. Isto acontece devido ao excesso de bilirrubina (bílis) em nosso organismo e no sangue, causado por um problema no fígado. Este é um dos sintomas iniciais, associado principalmente à uma hepatite contagiosa.

4. Fadiga e debilidade

Quando sofremos um problema no fígado, é comum nos sentirmos mais cansados, esgotados e sem muito apetite. Em algumas ocasiões podemos associar os sintomas a outras coisas e não darmos a devida importância, já que é habitual apresentarmos cansaço ou fraqueza.

Mas, quando estes sintomas se tornam contínuos, quando a falta de apetite e o esgotamento são constantes, é preciso desconfiar de um problema mais grave e procurar um médico.

Leia também:

Icterícia em bebês: sintomas e tratamento

5. Febre

Em algumas ocasiões costuma aparecer uma dor no abdômen, nos sentimos inchados, pesados e muito cansados. Perante estes sintomas, devemos observar nossa temperatura e, caso haja febre, temos um sinal de inflamação ou infecção. Nesse caso, é preciso que não descuidemos e ignoremos os sintomas. 

6. Fezes claras

Mediante os sintomas já citados, observe a cor de suas fezes quando for ao banheiro. Se elas apresentarem uma cor clara, é possível associar todos os demais sintomas a um problema de fígado ou ao cólon irritável que indiretamente está associado a problemas hepáticos.

7. Coceira no corpo

Este sintoma surge devido ao acúmulo de bílis debaixo da pele. O corpo coça e sentimos muito incômodo, já que o sangue reage ao acúmulo de toxinas que o fígado deixou de filtrar.

8. Sangramentos e hematomas

Um sintoma menos usual, mas associado a um problema hepático. Sangrar muito e frequentemente pelo nariz, ou aparecerem hematomas sem sabermos de onde surgiram, está relacionado à uma deficiência de proteínas devido ao mau funcionamento do fígado. É preciso considerar tais sintomas.

* Todos os sintomas detalhados aqui estão associados a problemas no fígado, mas quem determinará a natureza destes será um médico; ele dirá se estes sintomas estão sendo causados por problemas como fígado gorduroso, inflamações ou hepatite, etc. Os quadros descritivos costumam ser muito similares e apenas exames médicos podem dizer qual é o tipo de doença hepática presente.

Como cuidar do seu fígado?

alcachofra para um problema no fígado

Hábitos corretos de vida e alimentação podem nos ajudar a prevenir muitas doenças associadas ao fígado. Sabendo disso, recomendamos que você siga as dicas abaixo:

  • Consuma frutas e verduras diariamente, principalmente que ajudem a limpar o fígado, tais como maçãs, kiwi, uvas, cerejas, espinafre, alcachofras, aspargos e rabanetes;
  • Evite alimentos fritos, congelados e o consumo exagerado de proteínas e carboidratos;
  • Evite bebidas com gás e açucaradas, mas principalmente o álcool;
  • Consuma antioxidantes: laranjas, limões, mirtilo, tomate;
  • Cuidado com o consumo de medicamentos, eles costumam ser grandes inimigos do fígado.