As 8 melhores infusões contra os gases intestinais

· 22 de julho de 2016
Graças às propriedades carminativas destas infusões, podemos aliviar os incômodos causados pelos gases intestinais. Para aproveitar seus efeitos é conveniente tomá-las depois de comer.

Os gases intestinais ou flatulências são um sintoma muito incômodo e, aliás, vergonhoso. Ocorre durante o processo de digestão dos alimentos.

O estômago e os intestinos realizam movimentos durante a digestão. Por outro lado, as bactérias estão em atividade para facilitar o processo digestivo. São, então, esses os motivos da formação dos incômodos gases.

Entretanto, apesar de ser um incômodo comum a todas as pessoas, a maioria busca tratá-lo o quanto antes porque também podem vir acompanhados de dor abdominal e inflamação.

Por sorte, existem várias infusões naturais cujas propriedades oferecem um alívio mais rápido, melhorando dessa maneira, a capacidade de digestão para evitar os gases intestinais. Que tal conhecê-las?

Infusões para combater os gases intestinais

1. Infusão de anis

Anis para gases intestinais

A infusão de anis é uma das bebidas mais populares para controlar os gases intestinais, já que diminui a inflamação e ajuda o organismo a ter uma digestão melhor.

Ingredientes

  • 4 estrelas de anis
  • 1 xícara de água (250 ml)

Como preparar?

  • Ferva a xícara de água, adicione as estrelas de anis e deixe repousar por 10 minutos.
  • Consuma depois das refeições, três vezes ao dia.
  • Entretanto, seu consumo não é recomendado para mulheres grávidas.

2. Infusão de erva-doce

Erva doce para gases intestinais

As propriedades digestivas da erva-doce são usadas contra vários tipos de problemas gastrointestinais como, por exemplo, as flatulências, a inflamação e as câimbras.

Entretanto, pode-se potencializar ainda mais seus efeitos com um pouco de cardamomo para expulsar os incômodos gases em pouco tempo.

Ingredientes

  • 1 colher e meia de erva-doce (15 g)
  • 1/2 colher de sopa de cardamomo (3 g)
  • 1 xícara de água (250 ml)

Como preparar?

  • Adicione a erva-doce e o cardamomo em uma xícara de água fervendo.
  • Cubra e espere que repouse por 10 minutos.
  • Consuma então, depois de uma refeição pesada.

3. Infusão de gengibre

Gengibre para gases intestinais

O gengibre é uma especiaria medicinal utilizada há centenas de anos contra os problemas de digestão.

O gingerol, um poderoso composto ativo, controla os gases intestinais e o inchaço, porque possui propriedades anti-inflamatórias e calmantes.

Leia também: 13 razões para usar gengibre diariamente

Ingredientes

  • 1 pedaço de raiz de gengibre
  • O suco de 1/2 limão
  • 1 colher de sopa de mel (25 g)
  • 1 xícara de água (250 ml)

Como preparar?

  • Primeiramente, coloque a água para ferver e logo depois, adicione o gengibre.
  • Diminua o fogo e deixe cozinhar durante dois a três minutos.
  • Depois disso, tire do fogo e adicione o suco de limão e o mel.
  • Espere que esfrie um pouco e beba.
  • Você pode tomar até três xícaras por dia.

4. Infusão de camomila

Camomila para gases intestinais

A camomila é uma planta com propriedades anti-inflamatórias e carminativas. Favorece dessa maneira, a diminuição dos gases no tubo digestivo.

Sua infusão melhora a digestão de comidas pesadas. Por outro lado, reduz sintomas como a dor e a distensão.

Ingredientes

  • 2 colheres de sopa de camomila fresca (20 g)
  • 1 xícara de água (250 ml)
  • Mel (opcional)

Como preparar?

  • Adicione as flores de camomila em uma xícara de água fervendo, cubra e deixe repousar.
  • Logo depois, passe-a através de um coador, adicione mel para adoçar e consuma.
  • Tome então, duas ou três xícaras por dia.

5. Infusão de menta

Menta para gases intestinais

A menta é uma planta anti-inflamatória que diminui a sensação de estômago pesado. Por outro lado, alivia náuseas, cólicas e, principalmente, gases acumulados no intestino.

Ingredientes

  • 2 colheres de sopa de menta fresca (20 g)
  • 1 xícara de água (250 ml)

Como preparar?

  • Primeiramente, coloque a xícara de água para ferver e logo depois adicione a erva fresca.
  • Espere concentrar por dois minutos e retire do fogo.
  • Por último, separe o líquido da erva com um coador e consuma a infusão.
  • Tome preferencialmente, logo depois de uma refeição pesada.

6. Infusão de cominho

Cominho para gases intestinais

Esta bebida natural libera o excesso de gases no corpo.

Ingredientes

  • 1 colher de sopa de cominho (10 g)
  • 1 xícara de água (250 ml)

Como preparar?

  • Coloque a água para ferver e adicione o cominho.
  • Cubra por alguns minutos, coe e consuma.
  • Mas para resultados ainda melhores, misture com erva-doce.

7. Infusão de boldo

Boldo para gases intestinais

O boldo melhora a digestão e expulsa os gases acumulados, porque é um carminativo natural.

Por outro lado, é preciso destacar que é um grande aliado da saúde hepática, ideal para favorecer a eliminação de rejeitos do organismo.

Não deixe de ler também: Melhore a saúde do seu fígado com um simples remédio: o boldo

Ingredientes

  • 2 colheres de sopa de folhas de boldo secas (20 g)
  • 1 xícara de água (250 ml)

Como preparar?

  • Primeiramente, coloque a água para ferver e, quando entrar em ebulição, adicione as folhas de boldo.
  • Deixe em fogo baixo durante três minutos e retire.
  • Logo depois que repousar, coe e consuma a bebida.
  • Tome uma vez por dia.

8. Infusão de canela

Canela para gases intestinais

Esta bebida natural é recomendada para quem tem digestões pesadas e mal-estar por excesso de gases intestinais.

Ingredientes

  • 1 colher de sopa de canela moída (10 g)
  • 1 xícara de água (250 ml)

Como preparar?

  • Adicione a canela moída em uma xícara de água fervendo e deixe-a repousar por 10 minutos.
  • Beba depois das refeições.

Entretanto, não se esqueça de que, para obter resultados mais favoráveis, é preciso melhorar seus hábitos alimentares e controlar, portanto, o consumo dos alimentos que influenciam a formação de gases.

Escolha então, a bebida que chamar mais sua atenção e comprove os benefícios para sua saúde digestiva. Você vai se surpreender!

Entretanto, se os sintomas forem muito intensos, não deixe de consultar o médico. Ele certamente indicará o melhor tratamento.

Este artigo foi útil pra você? Sendo assim, continue na nossa página com mais dicas para a sua saúde, beleza e bem-estar.

  • Azimi P, Ghiasvand B, et al. Effects of Cinnamon, Cardamom, Saffron, and Ginger Consumption on Markers of Glycemic Control, Lipid Profile, Oxidative Stress, and Inflammation in Type 2 Diabetes Patients. Rev Diabet Stud. 2014 Fall-Winter;11(3-4):258-66.
  • Bode A, Dong Z. “The Amazing and Mighty Ginger” en Herbal Medicine: Biomolecular and Clinical Aspects. 2da edición.
  • Dugasani S, Pichika MR, et al.Comparative antioxidant and anti-inflammatory effects of [6]-gingerol, [8]-gingerol, [10]-gingerol and [6]-shogaol. J Ethnopharmacol. 2010 Feb 3;127(2):515-20.
  • Krishnapura Srinivasan. Cumin (Cuminum cyminum) and black cumin (Nigella sativa) seeds: traditional uses, chemical constituents, and nutraceutical effects. Food Quality and Safety, Volume 2, Issue 1, 6 March 2018, Pages 1–16. Oxford Acdemic online.
  • Mashhadi N, Ghiasvand R, et al. Anti-Oxidative and Anti-Inflammatory Effects of Ginger in Health and Physical Activity: Review of Current Evidence. International Journal of Preventive Medicine. 2013;4(Suppl 1):S36-S42.
  • Mashhadi N, Ghiasvand R, et al. Effect of Ginger and Cinnamon Intake on Oxidative Stress and Exercise Performance and Body Composition in Iranian Female Athletes. Int J Prev Med. 2013 Apr; 4(Suppl 1): S31–S35.
  • McKay D, Blumberg J.A review of the bioactivity and potential health benefits of peppermint tea (Mentha piperita L.). Phytother Res. 2006 Aug;20(8):619-33.
  • Semwal R, Semwal D, et al. Gingerols and shogaols: Important nutraceutical principles from ginger. Phytochemistry. 2015 Sep;117:554-68.