8 alimentos que você deve evitar quando sentir dor de estômago

Ainda que muitas vezes não percebamos, os refrigerantes podem aumentar a produção de gases e irritar o revestimento do estômago, portanto, é conveniente evitá-los ante problemas gástricos.
8 alimentos que você deve evitar quando sentir dor de estômago

Última atualização: 26 Novembro, 2019

A dor de estômago é um sintoma muito comum que, em geral, apresenta-se por uma dificuldade digestiva causada por microrganismos ou substâncias provenientes dos alimentos.

Em alguns casos, pode ser um sintoma de uma inflamação ou desequilíbrios derivados do estresse e da ansiedade, segundo indica este estudo realizado pelo Hospital Universitário Ramón y Cajal (Madrid).

Geralmente, não representa uma complicação grave, mas é uma dor muito incômoda, já que vem acompanhada de gases, acidez e outros sintomas da indigestão.

Além disso, algumas vezes, seu aparecimento ocorre por uma intolerância alimentar que, por sua vez, provoca prisão de ventre ou diarreia.

Por causa disso, é fundamental prestar atenção a esse sintoma, não só tomando remédios para aliviar a dor, como também evitando alguns alimentos que pioram o problema.

Neste artigo, queremos compartilhar em detalhes os 8 principais para que você procure limitar seu consumo quando sentir dor no estômago. Descubra quais são!

1. Laticínios

Os laticínios fazem parte da dieta regular de milhões de pessoas. São deliciosos e contam com nutrientes essenciais que ajudam a proteger o organismo.

No entanto, também foram classificados como inflamatórios em pessoas que sofrem de intolerância à lactose, segundo esta pesquisa realizada pelo Hospital Universitário Ramón y Cajal (Madrid).

Essa substância demora muito a se decompor e, ao sobrecarregar o estômago, causa inflamação, dor e outros incômodos digestivos.

Por isso, ainda que se possa consumi-los regularmente, o ideal é evitá-los quando se sofre de dor abdominal.

2. Gorduras

Quando sentimos dor estomacal, devemos limitar ao máximo o consumo de gorduras, já que essa substância dificulta o processo de digestão.

Sua absorção no intestino influi no descontrole dos processos inflamatórios, segundo esta pesquisa realizada pela Universidade Nacional da Colômbia, aumentando a intensidade da dor e da indigestão.

Alimentos como frituras, sorvetes e carne bovina deixam o movimento intestinal mais lento e levam a episódios de prisão de ventre e inflamação.

3. Condimentos

Os condimentos têm propriedades nutricionais muito apreciadas na dieta. No entanto, alguns são irritantes para o estômago e devem ser evitados no caso de dor.

Comer pratos muito condimentados pode estimular a produção de sucos ácidos e, com isso, causar o refluxo ácido e a sensação de queimação. É isso que indicam esses dados obtidos pela plataforma de saúde do Governo de La Rioja (Espanha).

Ainda que não faça mal consumi-los moderadamente, devemos evitá-los por completo quando temos indigestão ou qualquer problema digestivo similar.

4. Alimentos apimentados

Assim como ocorre com os condimentos, acredita-se que os alimentos picantes irritam o revestimento do estômago e aumentam a presença de sucos ácidos.

No entanto, pesquisas recentes como a publicada neste estudo realizado por Veterans Administration Medical Center e Baylor College of Medicine de Houston, afirmam que não há evidências suficientes para garantir 100% que esse tipo de alimento possa danificar a mucosa.

O ideal é evitá-los por completo nos casos de dor e, em geral, ingeri-los em quantidades mínimas.

5. Açúcar e doces

O açúcar refinado, assim como todos os doces que o contém, afetam a atividade metabólica e interferem nos processos digestivos.

Essa substância alimenta às bactérias que alteram o pH do intestino, de acordo com este estudo realizado pelo Hospital Universitário Virgen del Rocío.

Por outro lado, não devemos ignorar que seu consumo excessivo retarda a absorção de outros nutrientes e leva a problemas de sobrepeso.

6. Cafeína

Os alimentos que contêm cafeína aumentam a tendência de a pessoa vir a sofrer com refluxo ácido, segundo este estudo realizado pela Pontifícia Universidade Católica do Chile, dado que irritam o estômago e afetam o processo de digestão.

Eles retardam a atividade do intestino e, ao causar prisão de ventre, provocam inflamação e dor.

As fontes de cafeína que você deve evitar incluem:

  • Café
  • Refrigerantes de cola
  • Chá preto
  • Bebidas energéticas

7. Refrigerantes

Os refrigerantes são grandes inimigos da saúde metabólica e digestiva. Essas bebidas devem ser evitadas porque causam irritação no revestimento do estômago e aumentam a produção de gases, além de seus elevados níveis de açúcar. Da mesma forma, e segundo esta pesquisa realizada pela Universidade de Camagüey (Cuba), favorecem o surgimento das cáries.

Contêm substâncias químicas como o ácido cítrico, o ortofosfórico e o benzoato de sódio, que foram associados à inflamação e ao mal-estar estomacal.

8. Farinhas refinadas

Os carboidratos que as farinhas refinadas contêm dificultam o processo de digestão e, ao aumentar o nível de inflamação, causam dor e sensação de “estômago pesado”.

Ingerir esse tipo de alimentos quando se sofre com a dor de estômago pode piorar o sintoma e dificultar o tratamento. É isso que indica este estudo realizado pelo Hospital Universitário General Calixto García (Cuba).

Em seu lugar, aconselha-se o consumo de cereais integrais, já que seu teor de fibras ajuda na atividade digestiva, de acordo com dados divulgados pela Clínica Mayo.

Você sofre com a dor de estômago? Leve em conta os alimentos mencionados e procure evitá-los até que o alívio seja completo. Caso os sintomas persistam, siga as recomendações do seu médico.

Pode interessar a você...
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Alimentos ideais para aliviar a dor de estômago

A dor de estômago é um sintoma muito comum que pode se desenvolver por alguma dificuldade digestiva ou como resultado de alguns hábitos ruins.



  • Bosch, A. (2004). Acidez y Antiácidos. Educación Sanitaria.