6 segredos para encontrar sua alma gêmea

· 13 de maio de 2018
Antes de encontrar sua alma gêmea, você deve encontrar-se, conhecer a si mesmo e se amar para que possa se conectar com alguém que o enriquece

Encontrar sua alma gêmea não é uma questão de magia ou a espera de que o destino tenha a oportunidade certa.

O casal ideal, o que constitui um encontro onde harmonização emocional, psicológica e mesmo espiritual se equilibram quase que perfeitamente, requer, em primeiro lugar, que realizemos um trabalho interno adequado.

Não encontraremos um parceiro emocional que se ajuste à nossa essência, valores e princípios se não definimos em primeiro lugar o que queremos, quem somos e o que nos identifica.

Como se costuma dizer, “atraímos o que somos”. Portanto, vamos nos tornar mágicos por nós mesmos, sermos maduros, seguros, valiosos e capazes de oferecer o melhor aos outros com autenticidade, com carisma

Encontrar sua alma gêmea pode ser mais fácil do que você imagina, mas se você se atrever a trabalhar nessas dimensões, certamente elas o ajudarão e inspirarão.

1. Seja claro sobre suas prioridades

Almas gêmeas que se encontraram

A maioria de nós tem uma experiência anterior, nossa “bagagem” pessoal cheia de histórias emocionais, de alegrias e, por que não, também de decepções amorosas.

Porém. Nós realmente aprendemos com todas essas experiências? Tudo que vivemos no passado deve nos servir como uma aprendizagem adequada. Só assim entendemos melhor e esclarecemos o que queremos e o que não queremos.

É necessário ter muita clareza sobre nossas prioridades para colocar filtros diante o que nos vem, diante das pessoas que atravessam nosso caminho. Não é aconselhável cair nos mesmos erros ou repetir os mesmos padrões indesejados de ontem.

Leia também O mais importante na hora de buscar um parceiro

2. Desfrute do seu caminho, da vida e de si mesmo

Mais do que obsessão em encontrar sua alma gêmea, deixe-a fazer isso. Deixe que o amor o encontre enquanto aprecia a vida, si mesmo, e que o rodeia…

Às vezes, colocamos tantos objetivos no nosso dia a dia, esquecendo-nos de algo essencial: ir mais devagar e apreciar o momento, deleitar-se com o aqui e agora, onde as coisas mais bonitas acontecem das coincidências mais maravilhosas.

Somente aqueles que se divertem e, ao mesmo tempo, se permitem amar a si mesmos, sabem plenamente o que merecem e são, por sua vez, muito mais receptivos ao que os rodeia…

3. Seja emocionalmente maduro

Não procure por alguém para afastar a sua solidão, curar feridas do passado, para preencher o vazio que alguém deixou em você.

Mais ainda, não procure um ideal impossível ou nutra suas expectativas de amor romântico: procure um amor maduro, um relacionamento corajoso.

  • Ter prioridades claras sobre o que queremos e o que não queremos repetir ou sofrer será de grande ajuda.
  • No entanto, a maturidade emocional também é essencial quando se trata de encontrar sua alma gêmea.

Se você quiser alguém responsável, alguém com empatia, perto, que sabe escutar, compartilhar sem depender, e amar sem controlar, lembre-se: comece a praticar essas dimensões você mesmo.

4. Encontre sua própria alma antes de encontrar sua alma gêmea

Pessoa buscando sua alma gêmea

Como encontrar sua própria alma? Além da metáfora, além do simbólico, há um fato indiscutível: ninguém pode encontrar uma pessoa que nos complete se não nos conhecemos por completo.

Caso contrário, no caso de não ser claro sobre o que realmente somos, o que nos incomoda, o que nos prejudica ou quais são as nossas necessidades reais, o que faremos é subordinar-nos aos outros.

Portanto, nunca negligencie o valor do autoconhecimento, de saber onde estão os nossos limites, quais são nossos valores , nossos defeitos e fraquezas, bem como nossos pontos fortes.

5. Ouça a sua intuição

Dizem que a intuição é a voz do coração, mas, na realidade, é muito mais.

Intuição e palpites são um reflexo do nosso subconsciente, lá onde está a nossa verdadeira essência, nossa memória, nossa personalidade e todas aquelas habilidades que permitem a dar respostas rápidas quando precisamos.

Assim, quando você se encontrar diante dessa pessoa especial, sua intuição irá fazê-lo sentir. Confie e, acima de tudo, seja capaz de ouvir o seu sexto sentido.

Leia também Não sou feliz com o meu parceiro, o que faço?

6. Acredite em sua “alma gêmea”, seja receptivo

Por que não acreditar que realmente há uma pessoa do outro lado desse fio vermelho de destino preso ao nosso dedo mindinho? Alguém que pode ser nossa verdadeira alma gêmea?

Não há nada de errado ao acreditar, desde que tenhamos conceitos claros:

  • Nossa alma gêmea não é alguém com os mesmos gostos que nós, não é “uma cópia” de nosso próprio ser, e muito menos a nossa outra metade.
  • A alma gêmea é alguém com quem nos conectamos… e nada é tão mágico como “conectar”.
  • O conectar significa que, apesar de sermos diferentes, nos entendemos e nos enriquecemos.
  • Isso significa que somos “um” composto de “duas” partes, sempre mantendo nossa própria individualidade, mas desfrutando a mesma viagem, um projeto comum…
Pessoa que encontrou sua alma gêmea

Para concluir, além do romantismo e simbolismo do termo “alma gêmea”, existe uma série de processos emocionais e psicológicos que definem bem o que muitos entendem como o casal perfeito.

Essa pessoa, com quem sempre iremos de mãos dadas na jornada da vida, conhecendo-nos, sabendo que nos identificamos com alguém em quem confiamos tanto quanto nós confiamos em nós mesmos…

Encontrá-la está ao nosso alcance.