6 formas de saber se há placa na garganta

Você já teve alguma vez incômodos na garganta e não soube com segurança se se trata de placa? A seguir comentaremos mais a respeito.

A presença de placa na garganta é um sintoma de angina ou amidalite causadas por bactérias como estreptococo. Pode afetar tanto aos adultos quanto a crianças, especialmente as menores, que tendem a colocar objetos na boca e podem infectar a garganta com mais facilidade.

Em alguns casos a placa na garganta aparece acompanhada de uma faringite aguda, que é a inflamação da mucosa que recobre a faringe. Esta placa é purulenta e também pode causar os seguintes sintomas:

  • Febre alta.
  • Dores de ouvido.
  • Dores de cabeça.
  • Dor de garganta.
  • Dificuldade para engolir.
  • Dentre outros sintomas.

Caso note estes sintomas (ou a maioria deles) deverá procurar um médico para iniciar o tratamento apropriado.

Como perceber as placas na garganta?

Se a sua dor de garganta for causada por uma placa na garganta, purulenta, você pode apresentar alguns ou todos dos seguintes sintomas.

1. Dor e dificuldade de engolir

Dor de garganta pode ser sintoma de placa

A dor pode ser intensa e costuma ser mais incômoda na hora da deglutição. Começa com uma leve coceira e vai aumentando até dificultar as tarefas de comer, beber ou engolir saliva.

Caso se tratar de uma infecção bacteriana, as placas são muito numerosas e a dor é penetrante e incômoda. Neste caso, é necessário seguir um tratamento com antibióticos receitados pelo médico.

2. Dor de ouvido

Caso se trate de uma infecção virósica, pode sentir dor na mandíbula e na cabeça. Para tratá-la os antibióticos não servirão de nada. Por isso, antes de se medicar é importante consultar um médico para que receite o medicamento mais adequado.

3. O hálito

Mulher com mau hálito

Não acontece em todos os casos. Mas quando se apresenta a infecção provocada pela bactéria estreptococofrequentemente pode causar mau hálito. Isso acontece como resultado da reprodução das bactérias.

4. Revise os gânglios do seu pescoço

Os gânglios linfáticos prendem e destroem os germes que se localizam na área da garganta. Quando inflamam, doem ao contato se você tiver faringite estreptocócica.

Use a ponta de seus dedos para explorar a área frente a sua orelha e mova os dedos com movimentos circulares atrás da orelha. Revise a área do seu pescoço debaixo do queixo, assim é comum encontrar gânglios linfáticos inflamados.

Revise também debaixo da mandíbula, no meio do caminho entre o queixo e a orelha. Mova os dedos do centro do pescoço até atrás e em direção à orelha. Toda a área dos gânglios linfáticos poderia estar inflamada devido à infecção e à placa na garganta.

5. Revise a sua língua

Mulher com placa na garganta

As pessoas com faringite estreptocócica frequentemente têm uma cobertura granulosa de pequenos pontos vermelhos na língua, próxima à garganta. Podem ser de cor vermelho claro ou escuro e podem estar inflamados.

6. Revise suas amídalas

Geralmente causa uma inflamação nas amídalas. Estas terão uma cor vermelha mais viva do que a habitual e estarão maiores. Também poderiam estar cobertas de manchas brancas ou amarelas.

A placa na garganta pode ter uma origem viral, e caso seja pela clássica gripe estacional, os antibióticos não serão efetivos. Para estes casos é melhor optar por remédios naturais ou homeopatia.

Remédios naturais para a faringite moderada

A pimenta caiena tem propriedades antibacterianas, pode ajudar a prevenir a propagação da infecção nos tecidos profundos. Alivia a inflamação e reduz o ardor.

Prepare uma pasta com pimenta caiena

Ingredientes

  • 1 colherzinha de pimenta caiena.
  • 1/2 xícara de óleo de coco.

Preparo

Para preparar este remédio, deve fazer uma pasta com a pimenta e o óleo de coco. Uma vez que obtenha uma mistura homogênea, coloque-a na região da garganta e dos gânglios linfáticos inflamados.

Chá de sálvia

Chá de sálvia para combater a placa na garganta

O chá de sálvia tem propriedades anti-inflamatórias. Portanto, fazer gargarejos com este chá e uma mistura de suco de limão, ou vinagre de maçã, é ideal para evitar o mal-estar.

Lembre-se

A faringite estreptocócica é altamente contagiosa e deve tomar algumas medidas a respeito da higiene, tais como:

  • Lave as mãos com frequência.
  • Cubra a boca se tossir (preferencialmente com o ombro).
  • Evite compartilhar utensílios, tais como: copos, colheres e garfos, utensílios de higiene pessoal.
  • Tenha sempre lencinhos à mão.
Recomendados para você