5 tratamentos para combater a vaginite naturalmente

11 de dezembro de 2017
Apesar destes remédios poderem nos ajudar a combater a vaginite de forma natural, se não notarmos melhorias é importante procurar um ginecologista para que nos examine e nos dê um diagnóstico profissional.

Saiba como combater a vaginite, um problema que ocorre pela inflamação das membranas mucosas que recobrem o interior da vagina.

Pode se originar devido a um crescimento excessivo de bactérias ou por infecções por fungos, deficiências nutricionais e alterações no pH da flora vaginal.

Caracteriza-se por causar uma incômoda sensação de queimação, além de mau cheiro, coceira na vulva e mudanças na textura e cor dos fluidos vaginais.

É mais comum durante a etapa reprodutiva, ainda que também possa se originar durante a menopausa devido à redução na produção de estrogênio.

Apesar de não costumar causar complicações graves, é primordial procurar um tratamento para restabelecer o pH vaginal e prevenir o desenvolvimento de outras infecções.

Por sorte, além dos tratamentos médicos convencionais, há várias soluções de origem natural que ajudam a acelerar sua recuperação.

No seguinte espaço queremos compartilhar 5 alternativas interessantes para combater a vaginite para que você não deixe de aplicá-las quando este problema surgir. Confira!

1. Infusão de alho para combater a vaginite

Infusão de alho para combater a vaginite

Os compostos sulfurados do alho lhe conferem propriedades antibióticas, anti-inflamatórias e antifúngicas que podem facilitar o tratamento da vaginite.

A aplicação externa de sua infusão ajuda a regular a atividade das bactérias da flora vaginal e, por sua vez, cria uma barreira protetora contra os micro-organismos patogênicos.

Ingredientes

  • 3 dentes de alho crus
  • 2 xícaras de água (500 ml)

Preparo

  • Amasse os dentes de alho e, depois de obter uma pasta, adicione-os em uma panela com água fervendo.
  • Deixe a bebida repousar durante 10 ou 15 minutos e coe.

Modo de uso

  • Enxágue as áreas externas da vagina com a infusão.
  • Repita o remédio até 2 vezes por dia, durante uma semana.

2. Infusão de malva e tanchagem

O consumo de infusão de malva e tanchagem ajuda a controlar os desequilíbrios hormonais que influenciam no surgimento da vaginite.

Seus compostos anti-inflamatórios reduzem a irritação da mucosa vaginal e, de quebra, aliviam a dor e o excesso de secreções.

Ingredientes

  • 1 colher de chá de folhas de malva (5 g)
  • 1 colher de chá de folhas de tanchagem (5 g)
  • 1 xícara de água (250 ml)

Preparo

  • Ferva uma xícara de água e adicione as plantas.
  • Reduza o fogo e deixe durante mais 3 a 5 minutos.
  • Retire a bebida da fonte de calor, cubra e deixe repousar por 10 minutos.

Modo de uso

  • Beba a infusão 2 vezes por dia, durante 2 semanas seguidas.

3. Óleo de coco e vitamina E

Óleo de coco para combater a vaginite

As propriedades antimicrobianas e antifúngicas do óleo de coco se combinam com o poder hidratante da vitamina E para obter um completo tratamento contra os sintomas da vaginite.

Sua aplicação externa reduz a sensação de coceira e ardor e, além disso, neutraliza o cheiro ruim, o excesso de corrimento e o ressecamento.

Ingredientes

  • 2 colheres de sopa de óleo de coco (30 g)
  • 1 colher de chá de óleo de vitamina E (5 g)

Preparo

  • Combine o óleo de coco com uma colher de chá de óleo de vitamina E.

Modo de uso

  • Aplique o tratamento sobre as regiões inflamadas e deixe agir sem enxaguar.
  • Use antes de deitar, durante uma semana.

4. Babosa e óleo de árvore do chá

Combinando as propriedades da babosa com o poder antifúngico e antimicrobiano do óleo de árvore do chá podemos conseguir um tratamento eficaz contra os incômodos causados pela vaginite.

Estes ingredientes agem como lubrificantes naturais da região íntima, favorecendo o crescimento das bactérias saudáveis da flora vaginal.

Seus compostos ajudam a eliminar as bactérias e leveduras, controlando a inflamação, o mau cheiro e o ardor.

Ingredientes

  • 3 colheres de sopa de gel de babosa (45 g)
  • 5 gotas de óleo essencial de árvore do chá

Preparo

  • Misture o gel de babosa com as gotas do óleo de árvore do chá.

Modo de uso

  • Esfregue o tratamento sobre as regiões externas da vagina e deixe-o agir sem enxaguar.
  • Use 2 vezes por dia, durante uma semana.

5. Leite e cúrcuma

Leite e cúrcuma para combater a vaginite

As propriedades antifúngicas e antibióticas da cúrcuma ajudam a fortalecer as defesas para combater os fungos e bactérias que produzem infecções na vagina.

Apesar de ser útil aplicada de forma externa, também se aconselha seu consumo com leite para minimizar os sintomas da vaginite.

Ingredientes

  • 1 colher de chá de cúrcuma em pó (5 g)
  • 1 xícara de leite (250 ml)

Preparo

  • Coloque uma xícara de leite para esquentar e adicione a colher de chá de cúrcuma em pó.

Modo de uso

  • Consuma a bebida uma vez por dia, durante 8 ou 10 dias.

Você tem sentido incômodos em sua vagina? Nota alterações em seu fluxo vaginal? Se experimentar algum sintoma, experimente estes remédios para combater a vaginite o quanto antes.

Se o problema persistir, consulte seu ginecologista de confiança.

Recomendados para você