5 soluções naturais para aliviar a coceira vaginal

04 Janeiro, 2020
Se, apesar de recorrer a esses remédios, o desconforto não diminuir, é aconselhável ir ao médico para fazer exames e evitar todos os possíveis desencadeantes da coceira vaginal.

A coceira vaginal é um sintoma desconfortável que pode ser causado por uma alteração no pH da região íntima ou uma doença ginecológica.

É bastante irritante para aquelas que sofrem com isso, pois pode ser acompanhada por vermelhidão, secreções anormais e outras manifestações, que causam insegurança.

Embora ocorra esporadicamente, quase sempre se deve a uma infecção leve. A maioria das mulheres busca um tratamento para acalmá-la e acelerar a sua recuperação. Por isso, é importante procurar um médico quando notarmos a persistência dos sintomas.

Felizmente, além de opções farmacológicas, existem remédios 100% naturais que ajudam a controlá-la com segurança e eficácia.

Nesta oportunidade, queremos compartilhar 5 soluções caseiras para aliviar a coceira vaginal, que você pode preparar quando enfrentar esse problema.

Por que sentimos coceira vaginal?

Em primeiro lugar, a área vaginal é protegida por uma flora bacteriana responsável pelo combate de micro-organismos patogênicos que podem causar infecções.

Quando ocorrem alterações no seu pH, seu nível de proteção diminui, e os vírus, as bactérias e os fungos conseguem se proliferar.

Essa situação pode ser causada por:

  • Uso de sabonetes perfumados
  • Aplicação de talco em pó
  • Uso de roupas íntimas molhadas ou de material sintético
  • Roupas muito apertadas
  • Uso excessivo de antibióticos
  • Má alimentação
  • Sistema imunológico enfraquecido

Soluções naturais para aliviar a coceira vaginal

As propriedades de alguns ingredientes naturais ajudam a restaurar o pH da flora vaginal para acalmar a coceira e a irritação na área. Ou seja, podem ajudar a aliviar a coceira vaginal.

No entanto, se sua origem for uma infecção, é melhor consultar o médico para determinar se é necessário usar outros tratamentos.

1. Manjericão

Folhas de manjericão

As folhas de manjericão têm propriedades antibacterianas e antifúngicas, segundo este estudo realizado pela Universidade de Cartagena (Colômbia). Portanto, ajudam a frear o ataque de micro-organismos que provocam infecções na vagina.

Ingredientes

  • 3 colheres de sopa de folhas de manjericão (45 g)
  • 2 xícaras de água (500 ml)

Preparo

  • Adicione as folhas de manjericão em uma panela com 2 xícaras de água e leve-as para ferver.
  • Quando atingir a ebulição, retire a bebida do calor e deixe-a descansar à temperatura ambiente.
  • Após 20 ou 30 minutos, coe com uma peneira.

Modo de uso

  • Beba a infusão.
  • Repita a sua utilização 2 vezes ao dia.

2. Alecrim

De maneira similar, as folhas de alecrim têm propriedades antibióticas e antifúngicas que podem ajudar a aliviar a coceira vaginal, de acordo com este estudo realizado pela Universidade de Múrcia (Espanha).

Ingredientes

  • 3 colheres de sopa de folhas de alecrim (45 g)
  • 2 xícaras de água (500 ml)

Preparo

  • Despeje as folhas de alecrim nos copos de água fervente.
  • Cubra a bebida e espere que ela repouse por cerca de 20 minutos.

Modo de uso

  • Beba a infusão.
  • Repita o procedimento 2 vezes ao dia.

3. Calêndula

Calêndula

Sem dúvida, a calêndula é uma das plantas medicinais mais utilizadas no tratamento de problemas que afetam a área vaginal.

O mais notável é que possui compostos antimicrobianos e anti-inflamatórios (segundo este estudo realizado pelo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos de Cuba), que impedem o ardor e a coceira causados pelo desequilíbrio da flora.

Ingredientes

  • 3 colheres de sopa de flores de calêndula (45 g)
  • 2 xícaras de água (500 ml)

Preparo

  • Adicione as flores do calêndula nas xícaras de água e coloque-as para ferver em fogo baixo, durante 5 minutos.
  • Após este tempo, retire do fogo e deixe descansar por 20 minutos.
  • Coe a bebida com uma peneira.

Modo de aplicação

  • Beba como uma infusão.
  • Se o sintoma reaparecer, repita o uso 2 vezes ao dia.

4. Sálvia

Da mesma forma, as folhas de sálvia têm propriedades antimicrobianas e antifúngicas, de acordo com este estudo realizado pela Universidade Autônoma da Baja Califórnia (Estados Unidos). Portanto, impedem o desenvolvimento de infecções.

Além disso, sua aplicação direta acalma a coceira e refresca a pele.

Ingredientes

  • 2 colheres de sopa de folhas de sálvia (30 g)
  • 2 xícaras de água (500 ml)

Preparo

  • Adicione as folhas de sálvia em 2 xícaras de água fervente e tampe a bebida.
  • Depois, deixe-a repousar por 20 minutos.

Modo de aplicação

  • Use o líquido para fazer banhos de assento 2 vezes por dia.

5. Aloe vera e vitamina E

Aloe vera e vitamina E

Também temos a opção de um creme natural de aloe vera e óleo de vitamina E. Essa mistura ajuda a lubrificar a área íntima para reduzir a coceira causada pelo excesso de ressecamento. A planta de aloe é hidratante e anti-inflamatória, de acordo com este estudo da Universidade Qassim da Arábia Saudita.

Ingredientes

  • 2 colheres de sopa de gel de aloe vera (30 g)
  • 1 colher de chá de vitamina E (5 g)

Preparação

  • Misture o gel de aloe vera com uma colher de chá de vitamina E.

Modo de aplicação

  • Beba como infusão.
  • Use 2 vezes ao dia até aliviar o desconforto.

Você sente uma coceira muito forte em sua região íntima? Tem ressecamento ou secreções anormais? Escolha um dos remédios mencionados para aliviar a coceira vaginal e combater esses sintomas antes de sofrer outras complicações.

  • Pazhohideh Z. Et Al. The effect of Calendula officinalis versus metronidazole on bacterial vaginosis in women: A double-blind randomized controlled trial. (2018).

https://www.researchgate.net/publication/322541772_The_effect_of_Calendula_officinalis_versus_metronidazole_on_bacterial_vaginosis_in_women_A_double-blind_randomized_controlled_trial

  • Goswami P. Et Al. School of Pharmacy and Technology Management, NMIMS University. India. Athophic Vaginitis. (2013).

https://irjponline.com/admin/php/uploads/2047_pdf.pdf

  • Rajeswari, Et Al. Journal of Pharmacognosy and Phytochemistry. (2012). Aloe vera: The Miracle Plant Its Medicinal and Traditional Uses in India.

http://www.phytojournal.com/vol1Issue4/Issue_nov_2012/17.1.pdf