5 aspectos que podem aumentar a pressão sanguínea

11 de março de 2018
Existem fatores de risco associados aos nossos hábitos diários que podem aumentar sua pressão sanguínea. Descubra quais são.

Saiba quais são os aspectos que podem aumentar a pressão sanguínea e, portanto, colocar sua saúde em risco.

A pressão sanguínea é essencial para a circulação normal do sangue, proporcionando o oxigênio e os nutrientes de que o corpo precisa. É a força exercida pelo sangue nas artérias quando viaja através do nosso corpo para irrigar os órgãos.

A pressão arterial elevada começa quando as arteríolas são estreitadas, forçando o coração a trabalhar mais para bombear o sangue. As consequências da hipertensão podem variar de insuficiência cardíaca e acidente vascular cerebral a infartos.

Quando a sua condição é desconhecida, o risco de sofrer um ataque cardíaco ou derrame cerebral aumenta 60%.

Pressão alta, a “morte silenciosa”

A hipertensão é assintomática, por isso geralmente passa despercebida na maioria dos casos, sendo notada apenas quando já existem sérios problemas em nossa saúde.

Cerca de 31% da população mundial sofre de hipertensão. Aproximadamente 16 milhões de pessoas nem sabem que a têm.

Existe uma predisposição genética para sofrer desta doença. Pesquisas recentes mostraram que as modificações sofridas por alguns genes afetam a ação reguladora do sal e outras mutações.

No entanto, nem sempre sofremos de hipertensão por esse motivo. Também é importante evitar o estilo de vida sedentário e cuidar dos hábitos alimentares.

5 aspectos que podem aumentar a pressão sanguínea

Cada caso de hipertensão tem suas particularidades. No entanto, existem fatores de risco que podem aumentar sua pressão sanguínea. A maioria desses fatores está associada aos nossos hábitos diários.

1. Sobrepeso

Sobrepeso

Estudos recentes mostraram que as pessoas com excesso de peso ou obesidade tendem a aumentar a resistência dos vasos sanguíneos, portanto, o coração precisa trabalhar fazendo mais esforço.

Perder peso reduz o aumento da pressão arterial, diminuindo assim o risco de doenças cardiovasculares.

2. Estilo de vida pouco saudável

O consumo excessivo de álcool, o hábito de fumar, a ingestão excessiva de sal e a falta de atividade física favorecem a pressão arterial elevada.

O estilo de vida sedentário tão profundamente enraizado em nossa cultura afeta negativamente os casos de hipertensão em adultos e jovens.

Tente se exercitar todos os dias. Você pode começar com passeios de meia hora todos os dias e depois adicionar outros exercícios de cardio à sua rotina.

Mantenha uma dieta equilibrada, rica em frutas e vegetais. Produtos com baixo teor de gordura e grãos integrais dão uma contribuição significativa para sua saúde.

Estudos clínicos determinaram que raiva, hostilidade, estresse e outras emoções e sentimentos fortes não resolvidos contribuem para a pressão arterial elevada.

3. Causas clínicas

Saúde renal

A pressão arterial alta pode estar relacionada a doenças renais crônicas, problemas de tireoide, diabetes e apneia do sono.

Alguns estudos determinaram que 10% dos pacientes sofrem de hipertensão secundária. Ou seja, a pressão arterial alta é causada por outra condição clínica.

4. Medicamentos

Alguns medicamentos, como aqueles usados ​​para tratar a asma e os medicamentos hormonais, como os contraceptivos, podem aumentar sua pressão arterial.

Também estão incluídos certos anti-inflamatórios não esteroides, alguns antidepressivos e analgésicos.

Isso acontece porque os medicamentos alteram o equilíbrio de sódio e fluidos que existe no corpo, o que provoca a contração dos vasos sanguíneos, causando hipertensão arterial.

5. Idade

Enfermeira cuidando de idosa

Pessoas com mais de 40 anos são mais propensas à pressão alta. Isso ocorre porque, com a idade, os vasos sanguíneos se enfraquecem, perdendo elasticidade .

As artérias mudam e se endurecem ao longo dos anos fazendo com que o coração  seja sobrecarregado.

Do mesmo modo que outro músculo submetido a excesso de exercício, o coração aumenta de tamanho para cumprir o desempenho adicional.

Portanto, quanto maior o coração, mais sangue e oxigênio exigirá, mas nem sempre será capaz de manter os níveis adequados de circulação.

Por este motivo, é essencial moderar seu comportamento diário para enfrentar a passagem do tempo desfrutando de uma vida saudável.

Evite refeições pré-cozidas e comer mais sal do que você precisa. Reduza o consumo de álcool e pare de fumar.

Modificar seu modo de vida e tomar medicamentos prescritos pelo seu médico pode controlar a pressão arterial e reduzir os efeitos colaterais.

Lembre-se de que a pressão arterial alta pode não causar desconforto, mas é uma questão que deve ser tratada com a seriedade que merece.