5 alimentos aparentemente inofensivos

Há muitos ingredientes naturais que consideramos inofensivos, mas cujo consumo devemos moderar e que devem ser preparados sempre da melhor forma para evitar problemas de saúde.

O ser humano sempre teve a necessidade de melhorar a sua qualidade de vida. No entanto, em muitas ocasiões, pode adotar rotinas que não beneficiam o organismo, incluindo o consumo de alimentos aparentemente inofensivos.

Tudo isso acontece por que não temos o hábito de consultar um especialista antes de fazer mudanças na nossa rotina.

Uma área que está sempre exposta às opiniões sem base de muitas pessoas é a nutrição. A cada dia aumentam os casos de “especialistas” em nutrição que oferecem conselhos ou dicas através das plataformas digitais.

O lado negativo disso é que muitas pessoas podem se prejudicar por não checar adequadamente a informação que recebem.

Se você estiver nessa situação, lembre-se de analisar bem qual é o objetivo que você deseja alcançar e se esses alimentos se adaptam aos seus desejos.

Também é importante levar em conta as necessidades de seu organismo e a maneira como ele reage em relação aos alimentos que você consome.

Dessa forma, será mais fácil adotar uma rotina saudável a longo prazo.

Atenção a estes alimentos aparentemente inofensivos!

Você deve ter em mente que é necessário saber com antecedência quais são os alimentos que podem nos afetar no futuro.

Por isso, hoje falaremos sobre estes quatro alimentos, aparentemente inofensivos, mas que podem repercutir de forma negativa na sua saúde, quando você menos esperar.

1. Mel não pasteurizado

Potes de mel

Sabemos que usar mel no lugar do açúcar é um dos conselhos mais recomendados pelos nutricionistas na atualidade.

No entanto, muitas pessoas pensam que, ao usar mel natural, estarão oferecendo a seu organismo maiores benefícios. Mas a verdade é que elas estão muito erradas.

É verdade que o mel não processado tem sido utilizado na medicina tradicional há muito tempo. No entanto, seu uso excessivo pode trazer efeitos adversos.

Isso acontece porque o mel cru não passa por processos de pasteurização adequados, por isso, as substâncias naturais próprias das abelhas, como o pólen ou esporos, lá permanecem, e nós os ingerimos.

Entre os efeitos indesejados, podemos citar:

  • Reações alérgicas
  • Intoxicações graves
  • Envenenamento

2. Sucos naturais

Ainda que consideremos todos os sucos naturais como bebidas saudáveis, devemos saber que isso não é bem verdade.

Um único copo de suco pode ter entre os seus ingredientes mais muitos porções de fruta do que normalmente consumimos. Quando isso acontece, o nível de açúcar da bebida cresce exponencialmente, o que pode causar danos ao nosso organismo.

Com isso, não queremos dizer que você deve eliminar por completo os sucos da sua dieta, mas é preciso saber lidar com as proporções.

3. Noz-moscada

Noz-moscada

É verdade que uma das especiarias favoritas na cozinha para dar um toque diferente às refeições é a noz-moscada. No entanto, também é uma das mais prejudiciais para o nosso organismo.

Quando consumida em altas doses, é possível que se torne um alucinógeno de intensidade moderada. Isso produz como efeitos secundários sintomas semelhantes aos que se apresentam quando se consome uma droga alucinógena.

  • Recomenda-se não adicionar às refeições mais de 5 gramas de noz-moscada (1 colher de chá).
  • Verificou-se que um consumo excessivo pode resultar em danos hepáticos, náuseas, desidratação e dores em todo o corpo.

4. Cereja

Muito popular pela sua grande quantidade de antioxidantes e pelo sabor. Esta fruta vermelha é uma das mais recomendadas para quem deseja perder peso.

Seu consumo traz muitos benefícios para o corpo. No entanto, ao contrário do que muitas pessoas possam pensar, também podem provocar efeitos adversos.

  • Alguns dos mais comuns são as reações alérgicas causadas pelo seu consumo.
  • Como indicamos anteriormente, as cerejas são capazes de aumentar a vitalidade, embora a sua acidez característica possa ser prejudicial para quem tem problemas de estômago.

5. Ovos

Ovos

Atualmente, é comum usar esta proteína animal para complementar a alimentação.

Sejam mexidos, em omeletes ou simplesmente fritos, o ovo é um alimento rico em nutrientes e vitaminas que o torna perfeito para o café da manhã e lanches.

Apesar de ter tantos benefícios, este alimento deve ser consumido com cautela. Por exemplo, se o consumirmos cru, podemos desenvolver salmonelose, infecção causada pela bactéria salmonella, que pode ser encontrada em aves e produtos de origem animal.

Entre os sintomas que esta doença podem causar, encontramos:

  • Dor abdominal
  • Febre
  • Diarreia
  • Vômitos
  • Fadiga
  • Dores de cabeça

Como vimos, apesar de serem alimentos saborosos e saudáveis, seu consumo não deve ser indiscriminado, porque pode causar um mal-estar terrível para o corpo.

Seu organismo se manterá saudável desde que você os consuma de forma moderada. E o mais importante: consulte seu nutricionista se tiver qualquer dúvida.

Recomendados para você