4 causas associadas à dor lombar e mais de 10 maneiras de enfrentá-la

· 2 de maio de 2017
Seja qual for a origem da dor na parte inferior das costas, a primeira coisa e mais recomendável, além de consultar um médico, é repousar e alternar a aplicação de frio e de calor na região afetada.

A dor lombar é um dos problemas mais comuns entre a população hoje em dia.

Uma postura inadequada, um noite mal dormida ou até um movimento brusco resulta, muitas vezes, nessa queimação indefinível localizada bem na área mais baixa de nossa coluna vertebral.

Cabe dizer, aliás, que esse problema músculo-esquelético afeta por igual tanto pessoas jovens quanto mais maduras, aquelas que levam uma vida mais sedentária e até quem dedica sua vida ao esporte.

Nem sempre somos conscientes do quanto é delicada essa estrutura perfeita que constitui a coluna.

Esse conjunto de vértebras, discos, nervos, ligamentos e articulações que, juntos, formam um pilar básico em nossos movimentos e em nossa capacidade de interagir com o ambiente.

Se em alguma ocasião você já sentiu essa dor, sabe, sem dúvida, do que estamos falando.

Conheçamos então quais as origens mais comuns associadas a ela, e a maneira como podemos enfrentá-la para reduzir esse incômodo.

Dor lombar: causas mais comuns

dores-na-coluna

1. Estiramento muscular

Imagine que você está sentado na cadeira do escritório e, em um certo momento, gira sobre si mesma, dobrando as costas e a parte média do torso.

  • Você faz isso de maneira tão brusca que sente no mesmo instante um calor e uma picada na parte inferior das costas. Mais tarde, ao se levantar, a dor se intensifica de tal maneira que irradia para a perna e parte de sua cintura.
  • Os estiramentos musculares podem ocorrer em repouso ou em movimento, após uma ação brusca ou uma pancada.
  • Os sintomas podem incluir desde espasmos musculares até a completa restrição dos movimentos.
  • Esse estiramento muscular também pode afetar os tendões e ligamentos da área, sendo acompanhado pela inflamação.

Descubra 4 maneiras de clarear áreas escuras do pescoço

Como tratar o estiramento muscular

  • Enquanto estiver sentindo o “estiramento”, aplique no mesmo instante uma bolsa de gelo. Mais tarde, você deve alterná-la com bolsas de água quente.
  • Mantenha repouso durante 24 horas. Passado esse tempo, podemos iniciar vários exercícios suaves para recuperar a mobilidade.
  • Os produtos em gel ou tratamentos naturais à base de arnica são maravilhosos para esses casos, já que se trata de um grande anti-inflamatório.

2. O prolapso ou hérnia de disco

dor-na-regiao-lombar

Nossos discos intervertebrais são pequenos sacos cheios de líquido que se encontram entre as vértebras, como uma “almofada” para amortecer nossos movimentos.

  • Se sofremos um prolapso de disco por causa de uma pancada ou movimento errado, sentiremos não apenas dor, como também formigamento, câimbras, e notaremos uma pequena protuberância em nossas costas.
  • A dor é mais intensa pela manhã.
  • É muito comum entre os atletas.

Como tratar o prolapso de disco

  • Necessitamos de um bom diagnóstico médico, já que, às vezes, a lesão pode ser grave e é imprescindível uma intervenção cirúrgica.
  • Nesses casos, a reabilitação e a ajuda de um bom fisioterapeuta é essencial.

3. Lesões por esforços repetitivos

dor-lombar

Trabalhar sempre na mesma posição ou realizando tarefas de esforço considerável que impliquem o movimento das costas sempre custa caro.

  • Todo padrão repetitivo de movimento, como nos girar do lado direito das costas, traz como consequência que muitas das estruturas de nossa coluna acabem comprimidas e inflamadas.
  • Pouco a pouco, apresentaremos uma lesão progressiva e debilitante.

Descubra também: Espondilose cervical, sintomas e tratamentos naturais

Como tratar as lesões por esforços repetitivos

  • Massagens
  • Praticar ioga e natação
  • Utilizar faixas lombares corretoras ou de compressão
  • Cuidar ao máximo de nossa postura

4. Doenças degenerativas das articulações

dor-na-coluna

À medida que envelhecemos, os discos intervertebrais se tornam mais finos e as articulações ficam mais comprimidas.

  • Por sua vez, a própria cartilagem perde elasticidade, se torna rígida e, pouco a pouco, dá lugar à conhecida e temida osteoartrite.
  • Fatores genéticos, a obesidade ou até lesões antigas trazem como consequência o lento avanço dessa doença.

Como tratar as doenças degenerativas

Em primeiro lugar, é necessário esclarecer que esse tipo de doença degenerativa não tem cura: não podem ser revertidas.

O que podemos conseguir é controlar a sintomatologia para diminuir a dor e ter, assim, uma melhor qualidade de vida.

Anote estes conselhos:

  • Mantenha-se sempre em movimento: a inatividade torna as articulações mais rígidas, e permanecer sentados durante longos períodos de tempo comprime ainda mais nossos discos intervertebrais.
  • Saia para caminhar todos os dias.
  • Existem exercícios muito adequados para aliviar a dor lombar, por exemplo, o “Qigong”, ou “Chi Kung”. Trata-se de uma prática chinesa de exercícios que combina certas posturas físicas com técnicas de respiração.
  • Consuma alimentos com propriedades anti-inflamatórias, como todos aqueles ricos em ácidos graxos ômega 3.
  • Faça alongamentos todas as manhãs, ao levantar.
  • Consulte seu médico sobre a possibilidade de tomar complementos vitamínicos à base de vitamina D e magnésio. São muito adequados para fortalecer ossos e articulações.
meditacao

Para concluir, sabemos que a dor lombar necessita dos cuidados adequados e de um bom acompanhamento médico.

Por nossa parte, recomendamos que você experimente todo tipo de terapia, sem excluir o tratamento medicamentoso, assim como os exercícios físicos mais indicados para o seu caso.

Além disso, procure manter sempre uma postura correta e uma dieta saudável.

Toda dedicação à sua coluna vertebral se traduz em bem-estar a curto, médio e longo prazo.

Imagem principal cortesia de © WikiHow.com.