Acidez estomacal: conheça 7 medidas que ajudam a evitá-la

· 30 de outubro de 2013
Para evitar a acidez estomacal à noite, podemos colocar alguns blocos de madeira nos pés da cama, de modo que a cabeceira fique elevada em relação aos pés.

A  acidez estomacal ou azia é uma sensação de queimação na boca do estômago que costuma subir até a garganta, provocando um gosto amargo ou ácido. Costuma ocorrer uma hora depois de cada refeição.

Todos já experimentamos alguma vez esta sensação devido ao consumo de alguns alimentos ou medicamentos específicos (antidepressivos, anticoncepcionais orais, ansiolíticos, etc.) ou em situações específicas como a gravidez.

O problema surge quando a acidez surge de maneira frequente e contínua. Neste caso, o problema pode evoluir e o paciente pode apresentar posteriormente um refluxo gastresofágico.

Por este motivo, apresentamos algumas recomendações que você pode colocar em prática se você sente que esse é o seu problema ou até mesmo para preveni-lo.

Como evitar a acidez estomacal ou azia

Muitas vezes, não nos damos conta que nossos hábitos podem agravar pouco a pouco nosso estado de saúde, até que seja tarde demais; algumas mudanças ou modificações em nosso estilo de vida podem retardar e até eliminar algumas doenças.

Recomendamos a leitura deste artigo: 7 hábitos que causam refluxo gastroesofágico

Como evitar a acidez estomacal ou azia

  1. Deve-se evitar consumir determinados alimentos e certas bebidas. Por exemplo:
    • Café
    • Bebidas alcoólicas
    • Refrigerantes
    • Cítricos
    • Alimentos condimentados ou picantes
    • Chocolate
    • Tomate
    • Cebola
    • Qualquer outro alimento que tenha sido detectado como responsável por nossa acidez estomacal.
  2. Depois de comer não se deve realizar exercícios intensos. No entanto, é recomendável caminhar em um ritmo suave.
  3. Não se deve deitar até 2 ou 3 horas após comer. Ao deitar, os alimentos são pressionados contra o esfíncter que, em condições normais, evita o retorno dos alimentos ao esôfago.
  4. As refeições devem ser leves, sobretudo no jantar. Comidas pesadas são pouco prejudiciais, ainda mais se forem gordurosas, pois são mais difíceis de digerir.
  5. Durma com a cabeça elevada, aproximadamente 15 cm. Para isso, levante a cabeceira da cama ou o colchão na região da cabeça.  Manter a cabeça mais alta que o estomago impedirá o retorno dos alimentos.
  6. Se você está acima do peso, é importante tentar emagrecer. A obesidade aumenta a pressão abdominal, fomentando o retorno ao esôfago.
  7. Não utilize roupas ou cintos muito apertados depois de comer. Muitas vezes, isso pode aumentar a pressão intra-abdominal.

Não deixe de ler: É isso que você deve comer se sofre com acidez

Atenção

Se persistirem os sintomas, consulte um médico; existem medicamentos que podem ajudar caso essas medidas não sejam suficientes. Você também deverá recorrer ao médico se surgirem outros sintomas gastro intestinais.

  • Kellerman, R., & Kintanar, T. (2017). Gastroesophageal Reflux Disease. Primary Care - Clinics in Office Practice. https://doi.org/10.1016/j.pop.2017.07.001
  • Lightdale, J. R., & Gremse, D. A. (2013). Gastroesophageal Reflux: Management Guidance for the Pediatrician. PEDIATRICS. https://doi.org/10.1542/peds.2013-0421
  • Anand, G., & Katz, P. O. (2010). Gastroesophageal Reflux Disease and Obesity. Gastroenterology Clinics of North America. https://doi.org/10.1016/j.gtc.2009.12.002