Síndrome de Capgras

Você deve ter em conta as principais características para poder entender bem a síndrome de Capgras. É absolutamente essencial para poder ser diagnosticado e avaliado de acordo com o grau de psicopatia sofrida.

Imagine que, por um momento, conhece alguém que, ao longo do tempo, caracteriza-se por ser capaz de tratar todas as pessoas em seu círculo social normalmente e, gradualmente, uma ideia se apodera dessa pessoa.

Suponha que o indivíduo já não reconhece sua mãe. Além disso, acredita com fervor que não é quem ela diz que é e que foi suplantada por um impostor idêntico. Esta é a síndrome de Capgras.

É uma desordem, parte de um processo psicótico. O paciente tem a crença delirante de que uma pessoa próxima, com quem tem um vínculo emocional, foi substituída por outra pessoa, um substituto idêntico.

Isso causa um medo intenso e também uma rejeição para com essa pessoa. Geralmente, isso acontece com um membro da família com quem mora.

Etimologia

O nome dessa síndrome, como em outros casos, é devido à pessoa que fez sua descoberta. Neste caso, Jean Marie Joseph Capgras, psiquiatra francês que descobriu esta doença com o nome de “ilusão dos duplos” no início dos anos 20, no século XX.

Capgras relatou o caso de uma mulher de 74 anos que afirmou que seu marido havia sido substituído por um estranho. O paciente reconheceu facilmente os outros membros da família. Todos, exceto o marido. Todo um antecedente psiquiátrico de uma doença, naquela época, desconhecido.

Sintomas da síndrome de Capgras

Homem com síndrome de Capgras

Os sintomas mais óbvios da doença são a rejeição e o evitamento do contato com um membro da família com quem há um vínculo emocional próximo.

Na verdade, profissionais em psiquiatria a classificam como uma perda de reconhecimento emocional. Ou seja, você sabe quem está na sua frente, o vê, lembra, mas o vínculo emocional que uniu vocês foi esquecido, considerando-o agora como um estranho.

Muitas vezes, os sintomas da síndrome de Capgras têm semelhanças com outros elementos dissociativos de diferentes condições humanas, tais como: ideias paranoicas, convicção delirante, sérios problemas familiares ou conjugais, normalidade com o resto das pessoas.

De interesse: 5 mitos sobre a personalidade psicopata

Causas

Estudos sobre esse transtorno ainda são escassos, o que dificulta o conhecimento preciso da causa. Outra dificuldade que deve ser adicionada ao estudo desta doença é a semelhança que os sintomas da síndrome de Capgras têm com outros distúrbios psicóticos.

Durante a década de 1990, vários estudos e investigações foram realizadas em alguns dos possíveis detonadores desta distorção do comportamento humano. Abaixo, são apresentados alguns dos dados relevantes obtidos:

  • Em 1990, em um documento publicado pelo British Journal of Psychiatry, os psicólogos Haydn Ellis e Young Andy formularam a hipótese de que pacientes com síndrome de Capgras podem ter uma imagem espelhada de prosopagnosia. Isto é, sua capacidade consciente de reconhecer os rostos estava intacta, mas eles poderiam ter danos no sistema que produzem a ativação emocional automática da face e rostos familiares. Isso pode levar ao não reconhecimento de uma pessoa próxima.
  • Em 1997, Haydn Ellis e seus colegas publicaram um estudo de 5 pacientes com delírio de Capgras (todos diagnosticados com esquizofrenia). Confirmaram que, embora pudessem reconhecer os rostos conscientemente, eles não mostraram uma resposta automática normal de ativação emocional.

Diagnóstico

Psicólogo avaliando paciente com síndrome de Capgras

Para o diagnóstico desta doença, tanto um neurologista quanto um psiquiatra (ou neuropsiquiatra) devem realizar os seguintes testes:

  • Teste de fluência verbal, fonológica e semântica para avaliar o idioma, uma vez que uma redução na fluência verbal foi observada nestes pacientes.
  • Teste dos cubos, teste de Wais, para medir a capacidade visual-espacial-visual-construtiva.
  • Teste multitarefa para corroborar as funções executivas, que dependem muito dos lobos frontais.
  • Testes verbais para verificar o estado da memória, uma vez que as alterações desta capacidade foram observadas em pacientes com essa síndrome.

Você quer saber mais? Tipos de demência que não são Alzheimer

Tratamento

Remédios contra os sintomas da síndrome de Capgras

Infelizmente, as causas da síndrome de Capgras são desconhecidas. Portanto, ainda não existe um tratamento específico para este transtorno. As medidas tomadas são paliativas. Ou seja, tentamos controlar os sintomas principalmente através do uso de algumas drogas psicotrópicas como:

  • Anticonvulsivantes são frequentemente utilizados como tratamento de apoio.
  • Terapia psicológica para conseguir que o indivíduo possa realizar uma reconstrução cognitiva.
  • Os antipsicóticos são usados ​​para combater a convicção delirante do paciente. Além do uso de ansiolíticos também.
Recomendados para você