Tenho retenção de líquidos nas pernas. O que posso fazer?

A retenção de líquidos pode aparecer como consequência do acúmulo de sal em nosso organismo, já que ele inflama os tecidos. Evite também o álcool e as gorduras saturadas.
Tenho retenção de líquidos nas pernas. O que posso fazer?

Última atualização: 28 Janeiro, 2021

Provavelmente isso já aconteceu com você alguma vez. Chegar em casa com as pernas inchadas, sentindo uma câimbra incômoda e um peso enorme nas panturrilhas e nos pés. A retenção de líquidos nas pernas afeta, em especial, as mulheres.

Apesar de ser mais comum durante o verão, a maioria das vezes ela se associa aos clássicos problemas circulatórios.

Os tecidos se inflamam devido à presença de toxinas, acumula-se água e diminui a capacidade do retorno venoso. As pernas, como consequência, acabam ficando inchadas, causando dor.

O que podemos fazer? Não se preocupe! Neste artigo iremos explicar quais soluções existem para encontrar alívio nestes casos.

Saiba o que causa a retenção de líquidos nas pernas

Nem todas as pessoas são iguais; não temos os mesmos estilos de vida, e nem as mesmas particularidades físicas. Por isso, é importante saber, em primeiro lugar, algumas possíveis causas para a retenção:

  • Talvez você tenha sobrepeso. É comum que mulheres com muita celulite sofram com a retenção de líquidos nas pernas.
  • A retenção de líquidos nas pernas pode aparecer durante uma viagem de avião ou de ônibus, se ficarmos muito tempo sentadas.
  • Revise os medicamentos que você ingere. Há muitas medicações que têm como efeito secundário a retenção de líquidos.
  • Se você teve alguma lesão no joelho ou no tornozelo, também pode sofrer com este problema.
  • Varizes.
  • Problemas renais.
  • Problemas cardíacos ou de circulação sanguínea.
  • Desequilíbrios hormonais durante o período menstrual.
  • Ficar muito tempo em pé.
  • Manter uma dieta desequilibrada na qual não seja controlado o consumo de sal.

Descubra: 4 estratégias saudáveis para acelerar o metabolismo e perder peso

Se você notar que a retenção de líquidos nas pernas é algo comum no seu dia a dia, consulte um médico. Antes de colocar em prática estes tratamentos caseiros, é muito importante conhecer as causas.

1. Infusão de erva-doce

Esta planta aromática de origem mediterrânea pode ser encontrada com facilidade em qualquer loja natural ou na parte de infusões e chás dos supermercados.

A erva-doce é diurética, digestiva e depurativa, sendo muito adequada para combater a retenção de líquidos. Ela deve ser tomada entre uma e duas vezes ao dia, 15 minutos após as principais refeições.

Ingredientes

  • 1 colher de erva-doce (5 g)
  • Meia colher de anis (3 g)
  • 1 copo de água (200 ml)

Preparo

  • É muito simples. Você só terá que colocar o copo de água para ferver e, depois, incluir a erva-doce e o anis.
  • Deixe que a mistura permaneça em infusão durante 20 minutos. Depois, deixe que repouse por 10 minutos.
  • Beba com calma quando estiver morno.

2. Infusão de cavalinha

Uma das melhores plantas para tratar a retenção de líquidos nas pernas. Você pode encontrar a cavalinha tanto em farmácias quanto em lojas naturais, e as razões pelas quais ela pode nos ajudar são as seguintes:

  • É hemostática, favorece a coagulação e é anti-hemorrágica.
  • Contém silício, um mineral que nos ajuda a regenerar a pele e a reparar o tecido conjuntivo.
  • É, além disso, um dos diuréticos naturais mais eficazes, muito recomendado para aumentar a quantidade de urina e eliminar toxinas, depurando o organismo.
  • É interessante saber que a cavalinha tem dois compostos ativos: o saponósido e a equisetonina, os quais estimulam a circulação sanguínea e filtram as toxinas.

É muito adequado tomar uma infusão de cavalinha de forma regular, pelas manhãs. Você irá se sentir muito melhor.

3. Alimentos para incluir na dieta

É importante que, no seu dia a dia, você comece a regular o consumo de sal. O nosso organismo, através de um complexo sistema de hormônios, é encarregado de ajustar os níveis de líquidos para que os mesmos se mantenham estáveis de forma permanente.

No momento em que o sal se acumula no organismo, os tecidos se inflamam e surgem os edemas, ou seja, a retenção de líquidos.

O organismo já não consegue eliminar este excesso de água através da urina ou por meio das glândulas sudoríparas, e por isso “nos inchamos”.

O consumo de sal não é o único que nos inflama. As gorduras saturadas, as bebidas ricas em açúcares, os doces e as farinhas refinadas são alimentos nocivos que alteram as nossas funções básicas.

Evite-os, e comece a consumir de forma regular os seguintes alimentos:

  • Cebola
  • Aspargos
  • Salsinha
  • Aipo
  • Alcachofra
  • Endívia
  • Alface
  • Berinjela
  • Melancia
  • Pera
  • Abacaxi
  • Banana
  • Melão

4. Beber água de forma correta

Em algumas ocasiões, cometemos pequenos erros na nossa alimentação. Costumamos ler com muita frequência a recomendação de beber, pelo menos, dois litros de água por dia.

Leia também: 10 benefícios de beber água todos os dias em jejum

Colocamos esta obrigação em mente e o que fazemos é beber, por exemplo, um copo ou um copo e meio de uma única vez. Ao longo do dia, repetimos esta mesma ação mais seis vezes. Isso é correto? Não.

Desta forma, o que fazemos é “encher o estômago” e acumular água de forma inadequada.

O que devemos fazer é beber pequenos goles ao longo de todo o dia. Deste modo, não iremos acumular água e nos manteremos sempre hidratados.

5. Saia para andar todos os dias durante meia hora

Coloque uma roupa confortável, um bom tênis e desconecte a sua mente. Sair para caminhar não deve ser uma obrigação ou um simples exercício físico: é um descanso, uma liberação interior e um remédio para o corpo.

Este exercício suave e regular vai fazer com que a nossa circulação sanguínea melhore, e com que as veias e artérias se oxigenem e se mantenham elásticas.

Você verá como, em poucas semanas, notará suas pernas mais leves e descansadas. Se cuidar da sua alimentação, mantiver um peso adequado e evitar o sedentarismo, você não sofrerá mais com esta incômoda retenção de líquidos nas pernas.

Pode interessar a você...
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Diga adeus ao inchaço nos pés com estes truques

O inchaço nos pés é uma condição que pode reduzir a qualidade de vida. Mesmo que a princípio seja normal não dar importância, pouco a pouco percebemos de que está se convertendo em um problema crônico.



  • Rather, M. A., Dar, B. A., Sofi, S. N., Bhat, B. A., & Qurishi, M. A. (2016). Foeniculum vulgare: A comprehensive review of its traditional use, phytochemistry, pharmacology, and safety. Arabian Journal of Chemistry. https://doi.org/10.1016/j.arabjc.2012.04.011
  • Wright, C. I., Van-Buren, L., Kroner, C. I., & Koning, M. M. G. (2007). Herbal medicines as diuretics: A review of the scientific evidence. Journal of Ethnopharmacology. https://doi.org/10.1016/j.jep.2007.07.023
  • Férez Gutiérrez, R. M., Yescas Laguna, G., & Walkowski, A. (1985). Diuretic activity of Mexican equisetum. Journal of Ethnopharmacology. https://doi.org/10.1016/0378-8741(85)90093-5