Relação entre a dor crônica nas costas e a depressão

23 de maio de 2018
A dor crônica nas costas pode nos impedir de realizar muitas de nossas atividades diárias, e essa incapacidade pode levar a distúrbios de humor por não sermos capazes de levar uma vida social normal

A dor nas costas crônica afeta diretamente a nossa qualidade de vida. O sentimento de impotência e até mesmo ver nossa mobilidade sendo gradualmente reduzida, pode derivar em um estado de tristeza que pode levar à depressão.

Os especialistas dizem que toda a dor crônica afeta diretamente o estado emocional da pessoa; e o caso de problemas nas costas costuma ser uma das mais incapacitantes.

Tanto é que, de acordo com vários estudos, as pessoas com este tipo de doença são mais propensas a desenvolverem depressão a curto ou longo prazo, o que, por sua vez, pode intensificar ainda mais a dor musculoesquelética.

Daí a necessidade de encontrar estratégias adequadas para melhorar a nossa qualidade de vida, sempre que possível. Porque a dor física que se manifesta dia após dia torna-se um inimigo implacável que pode privar-nos da felicidade.

Conviver com a dor crônica nas costas

A dor crônica e persistente é geralmente associada com a artrite, enxaquecas, lúpus e, é claro, a dor nas costas.

No momento em que essas condições aparecem por 10 ou 15 dias consecutivos ao longo de 5 ou 6 meses chamamos de “crônica”.

Um fato curioso a ter em mente é que, de acordo com um estudo realizado pela American Academy of Pain Medicine, apenas 58% das pessoas encontra alívio com medicamentos que são normalmente oferecidos para aliviar os sintomas da dor crônica nas costas.

Números, sem dúvida, reveladores onde fica claro que, quase metade dos entrevistados não encontra melhora e por isso deve lidar com um estilo de vida marcado pelo sofrimento.Mulher com dor crônica nas costas

Por que a dor nas costas pode causar depressão

O Dr. Joseph Garbely, um especialista no tratamento da dor crônica, nos diz que, apesar de muitas pessoas se surpreenderem com o fato de a dor nas costas pode resultar em um problema de saúde mental, isso é algo muito comum.

Para entendermos isso melhor só precisamos atentar para os sintomas da dor crônica nas costas:

  • Primeiro, as pessoas com dor crônica nas costas tendem a não dormir o suficiente. Devemos ter em mente que dormir, assim como o descanso profundo e reparador são sinônimos de bem-estar e claro, de saúde.
  • Passar vários meses sem dormir suficientemente afeta diretamente o nosso equilíbrio emocional. Sentimo-nos cansados, abatidos, sem energias e com um claro sentimento de indefesa.
  • Outro aspecto que deve ser levado em conta é que, pouco a pouco, as pessoas com dor crônica dor nas costas deixam de ter uma vida social gratificante e de qualidade.
  • Sair de casa, dançar, fazer uma viagem, ir à praia, ou até mesmo jantar fora, supõe, em primeiro lugar, ter que tomar um bom calmante para aliviar um pouco a dor.

Se falharmos nisso e optarmos por ficar em casa, e pelo simples fato de sermos detidos, sendo cativos do próprio sofrimento, muda por completo nosso ânimo.

Explica o próprio Dr. Garbely: “às vezes, a medicação para dor nas costas crônica também pode levar à depressão. Como? Você pode perguntar”.

  • Por vezes, e sempre dependendo de cada caso e pessoa, essas drogas causam algum tédio, cansaço e lentidão que faz com que muitos pacientes acabem experimentando apatia, desânimo e tristeza. É importante ter isso em mente.

Leia também: A depressão e a ansiedade são sinais de luta, não de fraquezaMulher com depressão

Estratégias para lidar melhor com a dor nas costas crônica

Em primeiro lugar, para enfrentá-la, é essencial conhecer as causas da dor crônica nas costas. Para fazer isso, sempre é conveniente consultar vários profissionais para que nos deem um diagnóstico preciso e adequado.

Uma vez que tenhamos recebido um diagnóstico, vamos encontrar não uma, mas várias opções com as quais obteremos uma melhor qualidade de vida. A abordagem deve ser sempre multidisciplinar.

Centros especializados

Quando nós sofremos uma doença que provoca uma dor crônica é sempre muito positivo buscar uma unidade especializada.

Em nossos centros médicos há profissionais treinados que normalmente atendem a essas necessidades associadas ao sofrimento físico.

Serão os médicos que irão nos oferecer os diversos tipos de medicamentos, dentre os quais, gradativamente, encontraremos um que melhor se adapte às nossas necessidades sem que nos cause efeitos colaterais excessivos.

Fisioterapia, natação e Ioga

A ajuda de um bom fisioterapeuta, bem como natação e a Ioga, sempre nos trarão bons resultados, se formos firmes e constantes em nosso propósito.

 Evite fazer esforços ou movimentos que podem alterar o correto eixo das costas. Às vezes, quando nós tentamos fazer exercícios em casa podemos nos trazer mais mal do que bem; por isso, sempre siga o conselho de profissionais.Praticar Ioga ajuda a tratar a dor crônica nas costas

Fortaleça sua vida social

Para evitar a depressão e a sensação de isolamento que muitas vezes provoca a dor nas costas crônica é imperativo que cuidemos de nossa vida social e sempre evitemos que o sofrimento controle nossas vidas.

A dor crônica é uma luta constante. É um teste de resistência a ser enfrentado a cada dia e, por isso, vale a pena ser corajoso e contarmos com as pessoas que nos amam.

Recomendados para você