Por que sentimos pontadas no peito?

6 de dezembro de 2019
Embora possam nos alertar a respeito de problemas sérios, as pontadas no peito também podem ser decorrentes de situações de estresse ou de maus hábitos.

Em algum momento, você pode ter sofrido pontadas no peito que causaram grande preocupação. Não é para menos, afinal, trata-se de um órgão de suma importância para as nossas vidas. Neste artigo, falaremos sobre por que ocorrem e para o que podem estar alertando.

Dentro do corpo humano, o coração é o órgão que mais trabalha. Bate aproximadamente 115 mil vezes por dia, 80 vezes por minuto e 42 milhões de vezes por ano, inclusive quando estamos descansando. Além disso, é responsável por bombear sangue limpo e rico em oxigênio e em uma diversidade de nutrientes para cada tecido de nosso corpo.

Apesar do quão perfeito pode parecer o funcionamento do sistema cardiovascular, é comum que ocorra uma grande variedade de coisas que podem afetar seu funcionamento ou que indiquem alguma irregularidade no mesmo. Entre elas, encontramos as pontadas no peito.

Estresse, ansiedade e pontadas no peito

As pontadas são uma sensação desagradável que, como o nome indica, é experimentada como dor aguda, como a picada de uma agulha, por exemplo. Podem ocorrer a qualquer momento e nem sempre acompanhadas de outros sintomas. Quanto às causas, estas podem ser muito variadas; duas delas são o estresse e a ansiedade.

Cristina Luna, membro da Associação Madrilenha de Agorafobia (AMADAG), explica: “nosso corpo tem memória e acumula tensão, esta é a explicação para pontadas no peito quando aparentemente estamos tranquilos”.

Se o médico disser que a causa das pontadas é ansiedade ou estresse crônico, você deve procurar apoio psicológico e melhorar o estilo de vida. Desta forma, você conseguirá aliviar a tensão e aprender a gerenciar pensamentos e emoções negativas. É o que afirma um estudo realizado pela Universidade de Basileia, na Suíça.

No caso de sofrer pontadas devido a ansiedade ou estresse, você pode:

  • Sentar-se, respirar fundo e concentrar-se em inspirar e expirar para relaxar
  • Realizar exercícios de relaxamento muscular (para liberar gradualmente a tensão acumulada).

Pode te interessar: 7 relaxantes musculares naturais

Outras causas possíveis de pontadas no peito

As pontadas no peito também podem ser um sintoma que se manifesta como consequência de outros problemas, como:

Hiperatividade

Ao mesmo tempo, quando nossa frequência cardíaca está elevada, tendemos a respirar mais intensamente, o que pode provocar as pontadas no peito.

Isso pode acontecer se estivermos fazendo exercício físico ou um esforço excessivo. Tente diminuir o ritmo para aliviar os sintomas.

Arritmias

As arritmias envolvem uma alteração no ritmo cardíaco, tornando-o maior ou menor que níveis normais, o que pode causar pontadas fortes.

Pericardite

A pericardite é uma doença provocada pela inflamação do pericárdio

A pericardite é uma doença provocada pela inflamação do pericárdio. Esta é a camada que envolve externamente o coração e é responsável por:

  • Armazenar o líquido que lubrifica e reduz o atrito do coração.
  • Limita o movimento do coração.
  • Distribui a pressão do coração.
  • Isola o coração, evitando possíveis infecções.

De acordo com um estudo realizado pelo Hospital Universitário Vall d’Hebron, a pericardite pode causar episódios de pontadas na área torácica.

Infarto do miocárdio

O miocárdio é o tecido muscular do coração responsável por bombear o sangue pelo sistema circulatório através da contração.

A falha ou infarto deste tecido pode causar fortes dores, entra elas uma forte dor intermitente na área torácica, porque uma parte do coração deixa de receber o sangue necessário para o seu funcionamento, de acordo informações extraídas da Fundação Espanhola do Coração.

Não deixe de ler: Como reconhecer as diferenças entre um infarto, uma parada cardíaca e um ataque cardíaco

Quando consultar médico sobre as pontadas no peito?

Se esse problema acontecesse regularmente, é recomendável consultar um médico. Ele poderá examinar a saúde do seu coração através de um eletrocardiograma (e outros exames) e indicará o tratamento mais apropriado.